Arginina: benefícios, fontes naturais e contra-indicações

Rudney Dicas Saúde 03-07-15 arginina, Dicas Saúde, suplemento comentários

A arginina ou L-arginina, está na moda pela quantidade de suplementos que estão disponíveis no mercado e que contém essa substância. Trata-se de um aminoácido básico, necessário para a síntese de proteínas, e é necessária a criação de ureia. Mas os benefícios da arginina não param por aí, conheça outras de suas funções importantes para um perfeito funcionamento de nossa organismo.

No organismo, a l-arginina é convertida em um produto químico chamado óxido nítrico. O óxido nítrico faz com que os vasos sanguíneos se dilatem, melhorando assim o fluxo sanguíneo. Além disso, estimula a liberação do hormônio do crescimento, insulina e outras substâncias no corpo.

A arginina é um aminoácido que o corpo produz naturalmente, e tem um papel importante na redução da gordura corporal e construção muscular. Embora também esteja presente em muitos alimentos animais e vegetais, nos últimos anos, têm surgido vários suplementos, comumente utilizados entre atletas, a base deste aminoácido, com a finalidade de promover o ganho de força e o crescimento de massa muscular. Mas é preciso ter muito cuidado ao tomar este aminoácido artificial e isto deve ser feito sempre sob supervisão médica.

Benefícios da arginina

Tendo em conta que este aminoácido pode ser encontrado em muitos alimentos, você deve saber alguns dos seus benefícios para a saúde. Uma das principais vantagens é que ela fortalece o sistema imunológico, aumentando as defesas do organismo, favorece a regulação dos hormônios e controla o nível de açúcar no sangue.

Outra das suas principais vantagens é que promove e melhora os casos de fertilidade masculina, é essencial para perfeito funcionamento do fígado e ajuda a tratar a disfunção erétil. A arginina é também importante para a saúde das articulações, músculos e para cuidar da pele. Além disso, ajuda a eliminar as toxinas do organismo, regula o hormônio de crescimento e promove a produção de proteínas úteis para reparar o desgaste muscular.

Muitos cremes para pele possuem arginina, nesta aspecto, ela ajuda a acelerar a cicatrização de feridas e aumenta o fluxo de sangue para as mãos e pés, e são especialmente indicados para pessoas com diabetes. Existem também cremes para tratar problemas sexuais em homens e mulheres.

Alimentos ricos em arginina

Existem vários alimentos com arginina. De fato, se você leva uma alimentação saudável, com certeza há muitos componentes em sua dieta que irão ajudá-lo a ter um ótimo nível de arginina. Você pode encontrar este aminoácido no arroz, chocolate, cereais, nozes, leite, produtos lácteos, carne vermelha e de aves, frutos do mar e óleo de peixe. Em geral, alimentos com proteínas são aqueles que contêm mais arginina.

Quantidade recomendada de arginina

Como já mencionamos o uso deste aminoácido deve ser supervisionado por um médico, pois pode causar efeitos adversos, especialmente pelo excesso de arginina em seu corpo. A dose desta substância deve ser de acordo com o seu peso, e muitos profissionais recomendam tomar doses baixas entre 3 e 5 gramas por dia.

Advertências e contra-indicações

A ingestão excessiva de arginina pode levar a efeitos colaterais como: dor abdominal, inchaço, colite, alergias, inflamação das vias aéreas, asma e queda de energia.

Este suplemento deve ser evitado casos de gravidez e amamentação, asma ou alergias, e qualquer tipo de hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Pessoas com problemas de pressão arterial baixa, que já tiveram ataque cardíaco, com herpes ou que tenham problemas com a coagulação do sangue também não devem consumi-lo.

A arginina pode aumentar os níveis de açúcar no sangue, sendo assim, os diabéticos devem consumi-la com cautela. Doentes com problemas hepáticos também devem evitar seu consumo, pois pode aumentar o nível de potássio. O consumo de arginina pode piorar os sintomas de pacientes com anemia falciforme.

Mais informações

É importante conhecer os reais benefícios e contra-indicações dos suplementos, antes de utilizá-los, e sempre fazer isso com a orientação de um profissional da saúde. O consumo destes produtos está em constante crescimento, mas é importante lembrar que não devem ser consumidos sem qualquer indicação, pois podem causar vários efeitos colaterais. Saiba mais sobre como e quando usar suplementos alimentares.

Este Post te ajudou?
  
  • l-arginina contra indicações
  • l arginina indicação
  • arginina contra indicações
  • arginina contra indicação
Deixe sua opinião:
Posts Relacionados: