Glândulas de Tyson: o que é e como tratar essa condição

Glândulas de Tyson: o que é e como tratar essa condição

Muitas doenças ou DSTs, podem afetar o homem e causar vários sinais e sintomas. No entanto, há determinadas condições que alguns homens podem apresentar e que não se trata de nenhuma doença, mas que pode causar algum constrangimento devido a sua aparência, essa condição é a chamada glândula de Tyson.

Glândulas de Tyson o que é?

Glândulas de Tyson

As glândulas de Tyson ou glândulas prepuciais, são pequenas estruturas que parecem “bolinhas brancas” localizadas em torno da coroa e superfície interna do prepúcio do pênis. Foram observadas pelo cientista britânico Edward Tyson e sendo totalmente descritas por William Cowper no ano de 1694, que as nomeou definitivamente de glândulas de Tyson.

As glândulas secretam substâncias lubrificantes que ajudam na penetração durante o sexo e protegem o pênis. Geralmente, na maior parte dos homens, elas são pouco desenvolvidas e quase nem é possível percebe-las. No entanto, de 8 a 12% dos homens apresentam elas bem mais aparentes, sem que haja alguma razão específica, acredita-se que por genética.

Glândula de Tyson é normal?

Essas glândulas são absolutamente normais e estão presentes em todos os homens. Mas por se tratar de uma condição que surge no pênis, muitos homens pensam que se trata de uma DST (Doença Sexualmente Transmissível), apesar de parecer uma doença, as glândulas de Tyson são algo comum e que não há razão para se preocupar.

Além disso, vale destacar que as glândulas de Tyson não são transmissíveis para os homens e muito menos para as mulheres, também não há necessidade de tratamento.

Glândulas de Tyson e HPV

Glândulas de Tyson

O HPV (Vírus do papiloma humano) é uma DST, que caracteriza-se principalmente pelo aparecimento de verrugas nos órgãos genitais. Isso pode levar muitos homens a pensarem que as bolinhas causadas pelas glândulas de Tyson possam se tratar dessa doença.

Porem, como vimos, essa condição é absolutamente normal e não requer nenhum tratamento. Caso estiver com alguma duvida e quiser um diagnóstico correto, aconselhá-se procurar um médico.

Como tirar glândulas de Tyson

Apesar de indolor e não fazer mal algum, as glândulas de Tyson podem incomodar bastante ao lado estético. Muitos homens acostumam ter vergonha ou receio de que uma parceira(o) sexual possa pensar que seja uma DST, e por este motivo gostariam de elimina-las.

Levando em conta que, durante a ereção, essas glândulas tendem a aumentarem e ficarem mais visíveis, o que pode constranger ainda mais os homens no momento do sexo.

Outra curiosidade é que muitos homens não procuram um médico para solucionar o problema e acabam buscando alternativas na internet, o que acaba sendo um risco, pois muitos “tratamentos” indicados em vários sites são muito arriscados, podendo provocar até uma infecção. Também é importante lembrar que não se deve apertar ou tentar espremer as glândulas.

O pênis e, principalmente a área do prepúcio e glande, são bastante sensíveis e uma lesão nessa região pode causar desde a formação de escaras ou até mesmo alteração anatômica.

A remoção das glândulas Tyson pode ser feita somente por um médico especialista, mas isso não é necessário ou mesmo aconselhável, já que faz parte da anatomia natural do homem.

Glândulas Tyson tratamento

Glândulas de Tyson

O tratamento para glândulas Tyson é apenas estético. Primeiramente é necessário passar por uma avaliação médica para analisar a condição do paciente e as reais necessidades do tratamento, muitas vezes não é necessário realizar a cirurgia, pois há o risco de ocorrer uma cicatriz no lugar.

O método mais utilizado para remoção dessas glândulas é através da Eletrocauterização. Esse procedimento visa o uso de calor induzido por eletricidade para aquecer os tecidos e destruí-los. Para isso, aplica-se uma anestesia local. O procedimento é bastante simples e rápido, podendo durar de 5 a 10 minutos.

A recuperação pós-eletrocauterização dura cerca de 10 dias. Podendo haver o ressecamento da área, causando fissuras e até mesmo rachaduras, porém isso é muito raro, assim como as cicatrizes. Mesmo assim, deve-se seguir corretamente as indicações do seu médico para uma recuperação saudável da área cauterizada. As glândulas cauterizadas também não voltam a aparecerem.

Apesar da retirada dessas glândulas, isso não afeta em nada a lubrificação ou outras funções naturais do pênis, pois nesse órgão há outras grupos expectores que ajudam na sua lubrificação.

O procedimento não é feito pelo SUS e muitos convênios não o cobrem por ser considerado um tratamento estético. Em uma clínica particular a eletrocauterização das glândulas de Tyson pode custar até 400 reais. O que muitas vezes também ocorre, é que o médico pode tentar desencorajar o paciente de realizar o procedimento, já que não traz problema algum. Mas se isso estiver lhe perturbando, pode afetar sua vida sexual e não há problemas com sua retirada.

Glândulas de Tyson como diminuir

Não há formas de reduzir o tamanho das glândulas de Tyson. Não é aconselhado realizar qualquer procedimento ou remédio caseiro para tentar fazer isso. Como dissemos, somente há a possibilidade da retirada através da cauterização feita por um urologista.

Glândulas de Tyson inflamadas

As glândulas de Tyson são absolutamente normais e fazem parte da anatomia do homem, por isso não causam nenhum tipo de dor ou inflamação. Se estes ou outros sintomas ocorrerem, certamente estão sendo causados por outra condição que deve ser analisada por um médico. Não é indicado se auto-medicar, somente um médico especialista pode avaliar a causa desse desconforte e indicar o tratamento correto.

Mais informações

As glândulas de Tyson são uma das maiores causas de desconforto e constrangimento entre os homens, apesar disto, é algo normal e que não afeta em nada a saúde do homem e de seu órgão sexual. Se você ainda tem dúvidas em relação ao assunto e seu tratamento, procure um médico para avaliar sua condição.

Este artigo te ajudou?
  • +5 curtiram
  • -3 não curtiram