Alimentos que reduzem ou causam inchaço abdominal e gases

Rudney Bem estar, Dicas Saúde 31-05-16 Gases, gases intestinais, inchaço, inchaço abdominal comentários

Um dos principais fatores para prevenir gases e o inchaço abdominal é a seguir uma dieta adequada. Esses problemas são bastante comuns e ocorrem entre 10 e 20% dos adultos que se queixam com gases, arrotos ou flatulência. Às vezes, o problema pode ser resolvido deixando o consumo de alimentos que causam gases e inchaços, como os alimentos ricos em sódio e vegetais crucíferos, por exemplo. No entanto, você também pode consumir certos alimentos que vão ajudar a reduzir a recorrência destas funções corporais.

Algumas pessoas sofrem com o excesso de gases frequentes, que causam grandes desconfortos como dor abdominal, inchaço e ruídos na barriga. Eles são muitas vezes produzidos por hábitos alimentares que favorecem gases como comer depressa, falar quando come ou não mastigar corretamente, por exemplo.

O consumo excessivo de alimentos de origem vegetal também pode nos fazer produzir mais gases (os vegetarianos tendem a produzir mais), assim como consumir muito refrigerante. Uma constipação intestinal é outra causa, uma vez que pode promover a fermentação de alimentos quando eles já deveriam ter sido evacuados e, por vezes, o problema é uma flora intestinal em más condições que favorece a fermentação de carboidratos e prejudica a digestão.

O inchaço é a sensação de ter o abdômen inchado, distendido e cheio. Pode ser devido a um aumento do conteúdo de gases no intestino e/ou uma sensibilidade pessoal aumentada para distensão da parede intestinal. Quando a sensação de inchaço está na parte superior do abdômen, geralmente é chamada de dispepsia, algo um pouco diferente dos gases intestinais.

A barriga inchada pode ser um sinal de algumas doenças como a síndrome do intestino irritável, dispepsia funcional ou doença celíaca.

O que provoca gases

Não são muitas situações que podem causar problemas para os gases intestinais e inchaços abdominais. A maioria estão relacionados com:

– Inconscientemente engolir ar (aerofagia) enquanto comemos ou bebemos.

– Tomar líquidos enquanto come, principalmente refrigerantes, cerveja e água com gás.

– Comer a noite, quando intestino está desacelerado, por isso a produção de gases é maior. Portanto, procure comer mais cedo e não vá dormir logo após o jantar, espere pelo menos 3 horas. Evite alimentos que produzem gases no jantar.

Doença celíaca ou intolerância ao glúten causa inchaço abdominal e é geralmente o sintoma mais comum dessa doença em adultos, de modo que vale a pena verificar sua presença em pacientes que se queixam de este sintoma frequentemente. Em casos de intolerância ao glúten, os inchaços também são comuns.

Além dessas dicas, os alimentos também são uma das maiores causas desse problema, por isso, devemos conhecer quais alimentos são nossos aliados ou inimigos para combater os gases e inchaços.

Alimentos que causam gases

Os inchaços, arrotos e flatulência por gases, embora sejam irritante, não são uma doença grave, então não se preocupe. Geralmente com pequenas mudanças nos hábitos alimentares podemos resolver este problema. Veja algumas dicas:

Bebidas gaseificadas e açúcares

Elimine de sua dieta de bebidas gaseificadas e refrigerantes açucarados, cerveja e evite o consumo de chocolate, doces e produtos de panificação industrial.

Leguminosas

As leguminosas (grão de bico, lentilha, feijão, ervilhas, soja…), vegetais crucíferos (repolho, couve-flor, couve de Bruxelas, couve ou repolho vermelho) produzem muitos gases.

Use na cozinha condimentos como erva-doce, hortelã, cominho, orégano ou anis estrelado, que reduzem a formação de gases.

Vegetais

Tenha um consumo moderado de alcachofra, nabo, espinafre, acelga, alface, espargo, pepino, cebola crua, batata e rabanete. Evite-os à noite.

Grãos integrais

Os grãos integrais podem produzir mais gases do que os refinados, apesar de serem melhor para a saúde.

Frutas

Passas, damasco, e ameixa são frutas que dão mais gases, tente evitá-los.

Produtos lácteos

Em relação ao leite, reduza o consumo apenas se você produzir notar inchaço, especialmente o leite integral e queijos curados. Se estiver na dúvida, procure um médico para detectar uma possível intolerância à lactose ou doença celíaca, caso isso não ocorra, você pode voltar a consumi-lo. Você também pode consumir leites vegetais, como o leite de amêndoa ou de aveia.

Suplementes proteicos

Evite suplementos de proteína, especialmente a base de albumina, que geram muitos gases.

Alimentos salgados

Modere o consumo de alimentos salgados, pois facilitam a retenção de líquidos no corpo e produz inchaço.

Goma de mascar e cigarros

Evitar gomas de mascar e fumar, pois podem facilitar engolir ar.

Alimentos que ajudam a combater gases e inchaços

Abacaxi

O abacaxi contém bromelina, uma enzima com a capacidade de digerir proteínas e facilitar nossa digestão, evitando assim a distensão abdominal e gases.

Hortelã

A hortelã-pimenta é um excelente anti-espasmódico e ajuda a distender e relaxar a área para o processo digestivo para funcionar normalmente e eliminar a flatulência.

Mamão

Consumir mamão após as principais refeições é uma boa dica para prevenir os gases, uma vez que possui uma enzima (papaína) que ajuda na digestão das proteínas das carnes.

Vinagre de maçã

É um ótimo estimulante natural do sistema digestivo, por isso é indicado para estes casos. Misture uma colher de sopa de vinagre de maçã num copo de água e beba diariamente para combater estes problemas.

Camomila

Possui propriedades antiespasmódicas, carminativas e anti-inflamatória, que ajudam a relaxar as membranas mucosas e combater o estresse, contribuindo para evitar o inchaço e os gases. Tome o chá de camomila diariamente.

Salsa

É uma planta que contribui para facilitar a digestão e previne os gases, além de ter um efeito diurético, que combate a retenção de líquidos, uma das principais causas de inchaços.

Gengibre

Essa raiz contém uma enzima capaz de tratar e prevenir problemas gastrointestinais. Também é aconselhável, tomar o chá de gengibre regularmente.

Cominho

Contém propriedades carminativas, que combatem a formação de gases no intestino, cooperando para uma barriga sequinha.

Erva doce

Esta erva é utilizada no tratamento de problemas digestivos e no combate aos gases. Além disso, contém propriedades diuréticas, antiespasmódica e antidispéptica, por isso é uma das melhores plantas para tratar esses problemas naturalmente. Tome o chá de erva doce todos os dias ou mastigue algumas sementes após as refeições.

Alimentos ricos em fibras

A fibra regula o sistema digestivo, de modo que ajuda a prevenir a prisão de ventre que causam gases e inchaço. O tipo de fibra que ajuda a regular o sistema digestivo é a insolúvel, a qual não se dissolve em água. Os produtos de grãos integrais como o gérmen de trigo e a aveia, são ideais para o tratamento de problemas de constipação, outras fontes de fibras insolúveis incluem arroz integral, cenoura, pepino e tomate.

Probióticos

Se os gases e os inchaços são causados por bactérias no trato digestivo, os alimentos contendo probióticos podem ajudar a resolver o problema. Os probióticos contêm bactérias saudáveis ​​que combatem as más bactérias no intestino, que podem estar causando esse problema. Consuma produtos como iogurte e kefir.

Minerais

Magnésio e potássio são minerais que ajudam a combater os inchaços e os gases. O magnésio está presente na semente de abóbora, avelã, amêndoa, amendoim, espinafre, alcachofra, ameixa e banana. Ele ajuda a alivia a constipação, relaxando os músculos das paredes intestinais. O potássio alivia o inchaço, porque equilibra fluidos corporais circulantes. Ele está presente em alimentos como banana, kiwi, abacate e morango.

Mais informações

Na maioria dos casos, o alimento que você come é a principal causa de seus problemas com gases e inchaço abdominal. Por isso, modifique alguns dos seus hábitos diários até determinar a causa e tente evitá-la posteriormente. Dar um passeio de 10 a 15 minutos após as refeições também pode ajudar a mover a comida através do aparelho digestivo e reduzir o problema de gases. Se os gases persistem ou são acompanhados por outros sintomas como perda de peso ou sangue nas fezes, consulte o seu médico imediatamente.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: