Descubra o que é rabdomiólise e como trata-la de maneira correta

Descubra o que é rabdomiólise e como trata-la de maneira correta

A Rabdomiólise se trata de uma desintegração das fibras do músculo esquelético. Isso significa que o músculo começa a dissolver. Nesse processo é liberado grandes quantidades de mioglobulina que é transportado pela corrente sanguínea chegando aos rins e podendo causar grandes danos, como a insuficiência renal aguda. Quando isso acontece é de suma importância você recorrer a um médico imediatamente!

Trata-se de uma doença que pode ser causada por uma grande variedade de fatores. Existe uma diferença entre rabdomiólise traumática e rabdomiólise dependente de carga. A última citada pode ser resultado de uma atividade física extenuante ou um excesso de treinamento.

Embora este tipo da doença seja extremamente raro e represente apenas 1% dos casos diagnosticados -o que pode ser considerado como um risco relativamente baixo- nós queremos destacá-lo.

Radbomiólise sintomas

Rabdomiólise

Trata-se de uma doença difícil de identificar devido os sinais e os sintomas da rabdomiólise que são muito variáveis e também pode aparecer no corpo todo ou apenas em uma área específica.

Os sintomas mais comuns a aparecer são:

  • – Dores musculares (principalmente nos ombros)
  • – Dores na região inferior das costas e coxas
  • – Fraqueza muscular nos braços e/ou nas pernas
  • – Dor abdominal
  • – Febre
  • – Náuseas e/ou vômitos
  • – Aumento da frequência cardíaca
  • – Confusão
  • – Desidratação
  • – Perda de consciência
  • – Urina vermelho escuro ou marrom
  • – Urina reduzida ou nenhuma produção de urina

O trio de sintomas clássicos que primeiro irá chamar sua atenção para desconfiar de ser a doença é a mialgia, fraqueza muscular e urina escura.

Diagnóstico da rabdomiólise

Além dos sintomas já citados acima, a rabdomiólise só pode ser diagnosticada por meio de um número aumentado de enzimas que normalmente existem nos músculos, como a mioglobina, o lacto desidrogenase e a creatina quínase.

Além disso, devem ser medidos também os níveis de potássio e cálcio e de creatinina na urina e no sangue para demonstrar se há ou não danos nos rins. Outros exames de urina também irão ajudar a confirmar o diagnóstico. O aparecimento mioglobina no xixi é um indicador importante da rabdomiólise.

Durante o exame físico o médico deve analisar as áreas doloridas dos músculos maiores do corpo, para identificar se o tecido muscular demonstra sinais de ter morrido.

Rabdomiólise tratamento

A rabdomiólise sempre requer atendimento médico imediato. O tratamento dependerá do quadro clínico. As formas graves demandam hidratação endovenosa para aumentar a velocidade de eliminação renal dos produtos nocivos liberados pelo músculo lesionado. O fluido de reposição deve conter bicarbonato para ajudar a combater o ácido no sangue devido à lesão muscular. O bicarbonato também ajuda a eliminar a mioglobina dos rins.

Se o paciente apresentar elevação do potássio, seus níveis devem ser prontamente baixados para evitar arritmias. Medicamentos à base de bicarbonato e diuréticos podem ser convenientes. Os níveis de potássio e cálcio podem ser corrigidos por reposição venosa. Quadros de insuficiência renal grave podem precisar temporariamente de hemodiálise.

Quais são as complicações possíveis da rabdomiólise?

rsbdomólise

As complicações podem ocorrer tanto nas fases iniciais como nas fases seguintes da doença. A lise das fibras musculares pode conduzir a complicações tais como:

  • – Insuficiência renal: quando os rins não conseguem remover os resíduos que se concentraram na urina. Essa é, de fato, a complicação mais temida da rabdomiólise.
  • – Desequilíbrio eletrolítico: que pode causar disritmias e danificar as células de vários órgãos. Inflamações hepáticas e coagulação intravascular disseminada também são complicações possíveis da rabdomiólise.
  • – Inchaço dentro dos músculos e pressão nas fáscias em torno deles: o que pode interromper o fornecimento de sangue para os músculos e destruir permanentemente o tecido muscular.

Mais informações

Alguns pacientes desenvolvem rabdomiólise por causa de condições genéticas, tais como problemas com o metabolismo de lipídeos, metabolismo de carboidratos ou de purina (uma substância encontrada em alimentos como sardinhas, fígado e aspargos). Problemas metabólicos como hipotireoidismo, cetoacidose diabética também podem desencadear rabdomiólise.

Outras doenças genéticas que podem conduzir à rabdomiólise são:

  • – Deficiência de carnitina
  • – Doença de McArdle
  • – Deficiência de lactato desidrogenase
  • – Distrofia muscular de Duchenne
  • – Infecção e inflamação

Muitos tipos de infecções e inflamações podem causar rabdomiólise, como:

  • – Infecção viral
  • – Infecção bacteriana
  • – Polimiosite
  • – Picada de cobra
  • – Medicamentos e toxinas

Uma causa importante de rabdomiólise é o alto consumo de estatinas (medicamento usado para redução do colesterol) como atorvastatina, rosuvastatina e pravastatina. A síndrome também pode ser causada pela exposição a outros fármacos, certas toxinas e níveis elevados de álcool.

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram