Conheça os principais sintomas e tratamentos da tuberculose

Conheça os principais sintomas e tratamentos da tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa potencialmente grave que afeta principalmente os pulmões. As bactérias que causam a tuberculose são espalhadas de uma pessoa para outra através de pequenas gotas liberadas no ar através de tosses e espirros.

As infecções por tuberculose começaram a aumentar em 1985, em parte devido ao aparecimento do HIV, o vírus que causa a Aids. O HIV enfraquece o sistema imunológico de uma pessoa e isso faz com que seu organismo não possa combater os germes da tuberculose.

Muitos tipos de tuberculose resistem às drogas mais usadas para tratar a doença. Pessoas com tuberculose ativa devem tomar vários tipos de medicamentos por muitos meses para erradicar a infecção e prevenir o desenvolvimento de resistência aos antibióticos.

Embora seu corpo possa abrigar as bactérias que causam a tuberculose, seu sistema imunológico geralmente pode impedi-lo de ficar doente. Por esta razão, os médicos fazem uma distinção entre:

Tuberculose latente: Nesta condição, você tem uma infecção causada pela tuberculose, mas as bactérias permanecem em seu corpo em um estado inativo e não causam sintomas. A tuberculose latente, também chamada de tuberculose inativa, não é contagiosa. A tuberculose latente pode se transformar em tuberculose ativa, portanto o tratamento é importante para a pessoa com tuberculose latente e para ajudar a controlar a disseminação da tuberculose.

Tuberculose ativa: Esta condição causa vários sintomas e pode se espalhar para os outras partes do corpo. Pode ocorrer nas primeiras semanas após a infecção com a bactéria da tuberculose, ou pode ocorrer anos mais tarde.

Causas

A tuberculose é causada por bactérias que se espalham de pessoa para pessoa através de gotículas microscópicas liberadas no ar. Isso pode acontecer quando alguém com a forma ativa de tuberculose tosse, fala, espirra, cospe, ri ou canta.

Embora a tuberculose seja contagiosa, não é fácil de pegar. Você é muito mais propenso a contrair tuberculose de alguém com quem vive ou trabalha do que de um estranho. A maioria das pessoas com tuberculose ativa que tiveram tratamento medicamentoso adequado por pelo menos duas semanas já não transmitem a doença.

Sintomas da tuberculose

Os sintomas da tuberculose pulmonar podem incluir:

Tosse que dura 3 semanas ou mais.
– Perda de peso.
– Perda de apetite.
– Tosse de sangue ou muco.
– Fraqueza ou fadiga.
– Febre.
– Suor noturno.

A tuberculose também pode afetar outras partes do corpo, incluindo os rins, a coluna vertebral ou o cérebro. Quando a tuberculose ocorre fora dos pulmões, os sinais e sintomas variam de acordo com os órgãos envolvidos. Por exemplo, a tuberculose da coluna vertebral pode lhe causar dor nas costas, e a tuberculose nos rins pode causar sangue na urina.

Testes de pele, exames de sangue, raios-x e outros testes podem indicar se você tem tuberculose. Se não for tratada adequadamente, a tuberculose pode ser mortal. Normalmente, a tuberculose ativa pode ser curada tomando vários medicamentos por um longo período de tempo.

Complicações

Sem tratamento, a tuberculose pode ser fatal. A doença ativa não tratada normalmente afeta seus pulmões, mas pode se espalhar para outras partes do seu corpo através de sua corrente sanguínea. Exemplos de complicações da tuberculose incluem:

– Dor espinhal: Dor nas costas e rigidez são complicações comuns da tuberculose.
– Danos articulares: Artrite tuberculosa geralmente afeta os quadris e joelhos.
– Inchaço das membranas que cobrem o cérebro (meningite): Isso pode causar uma dor de cabeça duradoura ou intermitente que ocorre por semanas. Mudanças mentais também são possíveis.
– Problemas de fígado ou rins: O fígado e os rins ajudam a filtrar os resíduos e impurezas da corrente sanguínea. Estas funções tornam-se prejudicadas se o fígado ou os rins são afetados pela tuberculose.
– Doenças do coração: Raramente, a tuberculose pode infectar os tecidos que cercam seu coração, causando inflamação e acúmulo de fluidos que podem interferir com a capacidade do seu coração para bombear sangue de forma eficaz. Esta condição, chamada tamponamento cardíaco, pode ser fatal.

Fatores de risco

É mais provável que você contraia tuberculose se entrar em contato com outras pessoas que tem a doença. Aqui estão algumas situações que poderiam aumentar seu risco:

– Conviver com um amigo, colega de trabalho ou membro da família tem tuberculose ativa.
– Viver ou viajar para uma área onde a tuberculose é comum, como a Rússia, África, Europa Oriental, Ásia, América Latina e Caribe.
– Fazer parte de um grupo onde a tuberculose é mais propensa a se espalhar, assim como trabalhar ou viver com alguém nessa circunstância. Isso inclui pessoas sem-teto, pessoas com HIV e usuários de drogas.
– Trabalhar em um hospital.

Um sistema imunológico saudável combate as bactérias da tuberculose. Mas se você tiver qualquer um das seguintes condições, pode não ser capaz de combater a doença ativa:

– HIV ou Aids.
– Diabetes.
– Doença do rim grave.
– Câncer de cabeça e pescoço.
– Fazer tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia.
– Ter baixo peso corporal e desnutrição.
– Fumante.
– Toma medicamentos para transplantes de órgãos.
– Toma certos fármacos para tratar artrite reumatoide, doença de Crohn e psoríase.

Bebês e crianças pequenas também estão em maior risco, porque seus sistemas imunológicos não são totalmente formados.

Tratamento tuberculose

Muitas pessoas têm duvidas sobre se a tuberculose tem cura. Os medicamentos são a chave do tratamento da tuberculose. O tratamento dessa doença leva muito mais tempo do que o tratamento de outros tipos de infecções bacterianas.

Com a tuberculose, você deve tomar antibióticos por pelo menos seis a nove meses. As drogas exatas e o tempo de tratamento dependem de sua idade, saúde geral, resistência a possíveis drogas, a forma de tuberculose (latente ou ativa) e a localização da infecção no corpo.

Pesquisas recentes sugerem que um tratamento mais curto, de quatro meses em vez de nove meses, com medicação combinada pode ser eficaz para evitar que a tuberculose latente se torne tuberculose ativa. Com o curso mais curto do tratamento, as pessoas são mais propensas a tomar todos os seus medicamentos, e o risco de efeitos secundários é menor. Estudos ainda estão em andamento para comprovar a eficácia desse tratamento.

Se você tem tuberculose latente, talvez seja necessário tomar apenas um tipo de medicamento para a tuberculose. A tuberculose ativa, se for um tipo resistente a medicamentos, exigirá vários medicamentos de uma só vez. Os medicamentos mais comuns usados ​​para tratar a tuberculose incluem:

– Isoniazida.
– Rifampicina.
– Etambutol.
– Pirazinamida.

Se você tem tuberculose resistente aos medicamentos, uma combinação de antibióticos chamados fluoroquinolonas e medicamentos injetáveis, como a Amicacina, a Canamicina ou a capreomicina, geralmente são usados ​​por 20 a 30 meses. Alguns tipos de tuberculose estão desenvolvendo resistência a esses medicamentos também.

Uma série de novos fármacos estão a ser analisados ​​como terapia complementar ao atual tratamento combinado, incluindo: Bedaquilina e Linezolida.

Mais informações

É fundamental que você termine o tratamento completo e tome os medicamentos exatamente como prescrito pelo seu médico e pelo tempo indicado. Parar o tratamento muito cedo ou ignorar doses pode permitir que as bactérias que ainda estão vivas se tornem resistentes a essas drogas, levando a uma tuberculose que é muito mais perigosa e difícil de tratar.

Este artigo te ajudou?
  • +4 curtiram
  • -2 não curtiram