Antidepressivo natural: 5 alimentos para combater a depressão

Rudney Depressão, Doenças 18-06-15 antidepressivo, antidepressivo natural, depressão comentários

Enquanto todo mundo experimenta ocasiões de tristeza, a depressão é uma espécie de baixo estado de ânimo que pode afetar a capacidade de uma pessoa a viver de forma eficaz e aproveitar a vida.

A depressão atinge cerca de 120 milhões de pessoas em todo o mundo, mais mulheres do que homens, mas não há muita diferença. A Organização Mundial da Saúde previu que a depressão pode tornar-se a segunda doença mais grave em 2020, o que significa que vai custar a sociedade em termos médicos, doenças e dias de trabalho perdidos, mais do que qualquer outra condição, exceto as doenças cardíacas.

Antidepressivos convencionais

Os antidepressivos são uma das drogas mais prescritas de todos os tempos, com mais de 160 milhões de prescrições a cada ano. Estudos também mostram que os antidepressivos podem causar uma longa lista de efeitos secundários, incluindo efeitos colaterais sexuais, problemas de fertilidade, ganho de peso e risco de diabetes, problemas com a pressão arterial, aumento do risco de ataque cardíaco, defeitos cardíacos em nascituros e ainda maior desejo de suicídio.

A vantagem de usar um antidepressivo natural

A razão pela qual os antidepressivos não funcionam na maioria dos casos de depressão, é porque estas drogas têm como alvo apenas um aspecto desta condição: os neurotransmissores no cérebro “moléculas de humor”. Quando esses neurotransmissores, como a dopamina, adrenalina e serotonina estão baixos, as drogas aumentam artificialmente seus níveis, o que pode ajudar na minoria dos casos mais graves.

Porém, infelizmente, a depressão é um problema multifatorial. E, enquanto a medicina convencional se concentra apenas em neurotransmissores, a medicina naturopata e holística têm uma vantagem do tratamento de muitos fatores que contribuem para a depressão.

Alimentos antidepressivos naturais

Há muitos nutrientes maravilhosos nos alimentos e remédios naturais à base de plantas (ervas) que podem ajudar como um antidepressivo natural.

É muito importante destacar que se você estiver tomando medicamentos antidepressivos, deve sempre consultar seu médico antes de mudar a dosagem das drogas prescritas ou seu uso. Conheça os cinco dos melhores antidepressivos naturais.

1 – Alimentos ricos em ômega-3

Suplementos de ácidos graxos ômega-3 podem ser úteis como antidepressivos naturais. Uma pesquisa mostrou que quando os pacientes com depressão foram tratados com suplementos ômega-3, seus sintomas foram significativamente reduzidos em comparação com doentes tratados com placebo.

Outras evidências sugerem que a dieta mediterrânica, que é rica em peixes, nozes, frutas, legumes e grãos integrais, pode ajudar a proteger contra o desenvolvimento de depressão. Este tipo de dieta é rica em ácidos graxos ômega-3.

Os ácidos graxos ômega-3 são nutrientes essenciais, ou seja, o corpo humano não pode fabricar e deve obtê-los a partir da dieta. Eles são encontrados em altas concentrações nos peixes oleosos, especialmente de água fria, frutos secos e sementes. Os ácidos graxos ômega-3 são importantes para o cérebro, olhos e para a saúde dos nervos.

Embora seja quase impossível consumir o suficiente de ômega-3 para tratar a depressão unicamente com nossa alimentação (o que precisaria de entre 1 e 3 gramas de ômega-3 por dia para melhorar seu humor), comer mais peixe, como salmão, pode ajudar a prevenir esta doença. Comece por comer pelo menos duas refeições por semana contendo peixes. Se você não gosta de peixe, adicione uma colher de sopa (5 ml) de semente de linhaça moída por dia, que é outra boa fonte de ômega-3 para adicionar em seu cereal, iogurte ou saladas.

2 – Alimentos ricos em vitamina B

Muitas pesquisas têm mostrado um baixo nível de vitamina B9 (ácido fólico), vitaminas B6 ​​e B12 em pessoas com depressão.

Pesquisadores de Harvard descobriram que entre 15 e 38% das pessoas com depressão têm deficiência de vitamina B9. Apesar de não ser conhecido com certeza se essa deficiência causa depressão, sabemos que a falta de ácido fólico pode atrasar o alívio dos sintomas dos antidepressivos.

Vitamina B6: 1,3 a 1,5 mg por dia. Uma xícara de grão de bico é o suficiente. Farinha de trigo é outra boa fonte. Vitamina B12: 2,4 mcg diariamente. Folato: 400 mcg diariamente. Uma xícara de lentilhas cozidas é suficiente ou uma xícara de espinafre cozido e um copo de suco de laranja. Os aspargos e abacates também são uma boa fonte.

3 – Os aminoácidos: triptofano

O triptofano é um aminoácido essencial, que é o precursor metabólico da serotonina. Uma vez que a evidência de que a deficiência da serotonina pode ser um fator etiológico em alguns tipos de desordem afetiva e que a serotonina é importante na bioquímica do sono, o triptofano foi sugerido como um antidepressivo.

O triptofano pode melhorar o humor depressivo dos pacientes com Mal de Parkinson e tem uma ação hipnótica clinicamente útil. É um dos melhores antidepressivos naturais.

Alimentos ricos em triptofano: banana, romã, morangos, abacate, mamão, manga, laranja, mirtilos, pêssegos, amêndoas, pistaches, avelãs, castanhas de caju, nozes, salmão, pimenta caiena, gergelim, feno-grego, gergelim, linhaça e muitos mais.

4 – Capsaicina

A capsaicina é o componente picante da pimenta. A ingestão de pimenta caiena estimula a produção de endorfinas, que são comumente conhecidas como “hormônios da felicidade”.

O gengibre também é muito rico neste componente, de modo que o gengibre fresco também é recomendado para melhorar casos de depressão.

5 – Cúrcuma

Uma parte da atividade antidepressiva da cúrcuma é devido a curcumina, um componente ativo desta planta, que aumenta os níveis de serotonina. Este neurotransmissor desempenha um papel importante na regulação do humor, sono, memória, aprendizagem e comportamento sexual. É claro que a serotonina desempenha um papel no alívio dos sintomas de depressão, já que todos estes comportamentos são afetados em graus variáveis, em pacientes com depressão severa.

Outra forma que a cúrcuma age contra a depressão, é aumentando o nível de dopamina no cérebro. A dopamina é um neurotransmissor que afeta processos importantes do cérebro que controlam respostas de movimento e emoções. Recentemente, a dopamina tornou-se alvo de muitos medicamentos antidepressivos. Definitivamente a cúrcuma é um dos alimentos naturais antidepressivos mais eficazes.

Mais informações

Estes alimentos são grandes aliados no combate à depressão, mas também existem aqueles que possuem efeito contrário, ou seja, podem desencadear o aparecimento desta condição, você pode conhecê-los revendo nossa matéria sobre os 7 alimentos que podem causar depressão.

Este Post te ajudou?
  
  • antidepressivo natural
  • antidepressivos naturais
  • anti depressivo natural
  • antidepressivo natural mais eficaz
Deixe sua opinião:
Posts Relacionados: