10 super alimentos para o cérebro, memória e inteligência

Rudney Alimentos Saudáveis 23-10-16 alimentos para o cérebro, vitamina para o cerebro, vitaminas para o cerebro comentários

Comer bem pode melhorar a sua saúde física e mental. Como todo os outros órgãos, o cérebro precisa de nutrientes dos alimentos que consumimos para se manter saudável e funcionar corretamente. A questão é saber que tipo de nutriente e alimento é essencial para manter nosso cérebro permanecer ativo?

A verdade é que existe uma relação muito significativa entre os nutrientes dos alimentos e o estado ativo do cérebro humano, por isso, nossa alimentação pode fazer a diferença para manter esse órgão funcionando adequadamente e melhorar nossa memória, inteligência e rapidez de pensamentos.

Se você deseja aumentar o poder do seu cérebro, em seguida, conheça os super alimentos para o cérebro que deve incluir em sua dieta. Eles contêm uma abundância de vitaminas, antioxidantes, minerais e muitos tipos de substância que garantem a nutrição das células desse órgão.

Alimentos para o cérebro

1 – Grãos integrais

À semelhança de outros órgãos do corpo com o cérebro, é que ele também é incapaz de fazer seu trabalho na ausência de energia. O consumo de grãos integrais, que têm um baixo índice glicêmico, pode garantir a liberação de glicose para a corrente sanguínea de maneira constante, e manter a energia que nosso cérebro necessita para realizar suas atividades.

Farelo de aveia, flocos de arroz e de milho, cevada, chia e quinoa são opções de grãos integrais e ótimos alimentos para o cérebro.

2 – Peixes ricos em ômega 3

Existem alguns nutrientes que não podem ser fabricados pelo organismo. Esses nutrientes podem ser consumidos a partir de certos alimentos. Um exemplo disso é o ômega 3, que mantém a atividade cerebral e evita problemas cognitivos. Esse ácido graxo é encontrado em abundância em peixes oleosos como salmão, sardinha, arenque e atum, além de outros alimentos como a chia, linhaça e nozes.

3 – Mirtilo

Uma pesquisa da Universidade Tufts, nos EUA, demonstrou que aqueles que comem mirtilos constantemente não sofrem de perda de memória a curto prazo. Na composição dos mirtilos, encontramos fitoquímicos que se têm revelado especialmente eficazes para prevenir e reverter distúrbios e problemas relacionados com a memória. Em adição, ele também fornece flavonoides e antocianinas, que atuam diretamente sobre o cérebro e exercem um efeito benéfico sobre a memória e a aprendizagem.

4 – Tomate

Evidências provam que os tomates contêm um antioxidante chamado licopeno que evita danos nas células do cérebro. Esse alimento age como desinflamatório, sendo também muito benéfico para a atividade cerebral.

5 – Alimentos ricos em vitamina B

Certas vitaminas como a B6, B12 e ácido fólico, diminuem o nível de fatores que causam certas doenças cerebrais. As vitaminas do complexo B, especialmente o ácido fólico (vitamina B9), vitamina B6 e B12, têm um papel importante na prevenção do comprometimento cognitivo e formas mais graves de demência tais como Alzheimer, além de ajudarem também em casos de depressão.

Além disso, as vitaminas do complexo B, ajudam a evitar a diminuição da densidade do cérebro humano. Sem a dose adequada dessas vitaminas, nosso cérebro perde células e até mesmo diminui de tamanho.

As vitaminas do complexo B podem ser consumidas através de alimentos como peixes, levedura de cerveja, fígado, castanhas, abacate e vegetais verdes, como couve e espinafre.

6 – Vitamina C

A vitamina C é uma grande ajuda para melhorar ou aumentar a agilidade mental. Ela pode funcionar como um neuromodulador natural no sistema nervoso. Uma investigação conduzida por uma equipe de pesquisadores da Argentina, mostrou que a atividade antioxidante dessa vitamina desempenha um papel fundamental no funcionamento dos neurônios do cérebro.

7 – Sementes de abóbora

Comer sementes de abóbora diariamente pode garantir com êxito cumprir suas exigências de zinco, um mineral que melhora a memória e poder criativo do cérebro. Além disso, contêm uma abundância de magnésio, que faz com que essas sementes sejam um dos “super alimentos para o cérebro“, melhorando os distúrbios de aprendizagem e a memória.

8 – Brócolis

Um estudo com ratos de laboratório e publicado na revista Neuroscience Letters, revelou que o brócolis é capaz de melhorar o seu desempenho cognitivo. Assim, este super alimento pode proteger o cérebro de uma lesão. Seus nutrientes também têm a capacidade de melhorar a memória e preservar a saúde desse órgão.

9 – Sálvia

Depois de uma revisão recente de oito ensaios clínicos a fim de determinar as propriedades farmacológicas da sálvia sobre a memória, comprometimento cognitivo e doença de Alzheimer, onde seis destes estudos foram feitos com pessoas saudáveis e dois com pacientes de Alzheimer, os pesquisadores concluíram que o extrato de sálvia pode aumentar a capacidade cognitiva de forma segura.

A razão pela qual esta planta está relacionada com a memória é que ela contém um inibidor de colinesterase, a enzima responsável por catalisar a hidrólise do neurotransmissor acetilcolina. O baixo nível de acetilcolina no cérebro associada com problemas de memória.

10 – Nozes

Esses alimentos têm abundância de vitamina E, que pode prevenir o declínio cognitivo, particularmente no caso dos idosos. Além disso, são ricas em ácidos graxos ômega 3 e ômega 6, dois nutrientes que promovem muitos benefícios para o cérebro e o resto do sistema nervoso central. Estes elementos são essenciais para a função neuronal, e, por conseguinte, todo o cérebro, sendo assim, um dos melhores alimentos para o cérebro.

As nozes ajudam a desenvolver a memória e promover a aprendizagem. De acordo com um estudo publicado em 2011 sobre alimentos de origem vegetal para a nutrição humana, o consumo de nozes frequente ajudou um grupo de animais de laboratório a melhorar significativamente a capacidade de aprendizagem e memorização.

Mais informações

Agora você sabe, deve incluir esses alimentos em sua dieta diária, para ter energia física e mental, e aumentar a sua capacidade intelectual, o que é ideal para épocas de provas, projetos novos de trabalho e para prevenção de doenças como o Alzheimer.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: