O que é milium, quais suas causas, remédios e tratamentos?

O que é milium, quais suas causas, remédios e tratamentos?

Você já deve ter percebido algumas bolinhas esbranquiçadas ou amareladas no rosto de recém-nascidos, o nome disso é milium e eles também podem afetar os adultos. Continue lendo para saber mais sobre o milium, bem como suas causas e o que você pode fazer para tratá-las.

O que é milium?

Milium são cistos com a forma de pequenas protuberâncias brancas que aparecem na pele, geralmente no nariz, queixo ou bochechas. Eles são comuns em recém-nascidos, mas podem ocorrer em qualquer idade.

Estes cistos podem variar muito de tamanho e alguns crescem bastante, mas são lesões benignas, que só afetam a aparência da pele.

Os miliuns são muitas vezes confundidos com acne, devido a aparência de quistos brancos na pele. No entanto, tanto sua origem como tratamento são completamente diferentes.

O que causa o milium?

milium

Eles são causados devido a proliferação de células da epiderme dentro da derme. Isso pode ocorrer por um fator genético ou um processo de cicatrização, após alguns tratamentos de pele, como dermoabrasão ou a laser.

Outras causas são:

  • – Uso prolongado de cremes de esteroides
  • – Danos ao sol a longo prazo
  • – Queimaduras

Tipos de milium

Existem alguns tipos de milium, eles podem ser classificados como:

Milium primário

Encontrado em torno de pálpebras, bochechas, testa e genitália, é comum em crianças recém-nascidas. Pode sumir em algumas semanas ou persistir por meses ou mais.

Milium secundário

Ocorrem em qualquer idade e em qualquer parte do corpo. Podem surgir após algum trauma ou doenças de pele, como epidermólise bolhosa, porfiria cutânea tarda, penfigoide bolhoso, epidermólise bolhosa e queimaduras.

Milium facial em bebês

milium

A causa do milium em bebê é desconhecida, apesar de ser muito comum. Na verdade, 40 a 50% dos recém-nascidos têm milium em sua pele dentro de um mês depois de nascerem, de acordo com uma pesquisa de 2008.

Quando consultar um médico

Se você está preocupado com sua pele consulte o médico dermatologista para procurar algum tratamento para isso. Caso o milium de seu bebê não desapareça dentro de três meses, é indicado procurar um especialista.

Como é feito o diagnóstico?

Milium tem uma aparência característica. No entanto, na ocasião, uma biópsia de pele pode ser realizada, pois o milium deve ser distinguido de outros tipos de cisto.

Milium tratamento

Milium não precisa ser tratado, a menos que seja motivo de preocupação para o paciente. Eles costumam desaparecer por si mesmos dentro de alguns meses. Sempre que possível, traumas adicionais devem ser minimizados para reduzir o desenvolvimento de novas lesões.

Existem alguns tratamentos que podem ser eficazes para eliminar esses cistos se causar desconforto. Os tratamentos incluem:

  • – Curetagem de destruição
  • – Medicamentos, como retinoides tópicos (pomada para milium que contêm compostos de vitamina A)
  • – Ablação a laser, que envolve o uso de um laser para destruir o cisto
  • – Diatermia, que envolve o uso de calor extremo para destruir os cistos
  • – Crioterapia, que envolve congelamento e é o método mais utilizado para destruir os cistos

Como tirar milium do rosto

Se você não quiser esperar até que o milium desapareça, é possível ajudar a acelerar o processo de cicatrização e impedir que mais cistos se formem. Continue lendo abaixo para saber mais sobre o que você pode ou não fazer no tratamento do milium.

Remédios para retirar milium da pele

milium

Não existem muitas opções de tratamentos para essa condição, mas você pode tentar algum dos remédios caseiros abaixo:

Limpe a área

Certifique-se de lavar o rosto com um sabonete suave todos os dias. O sabonete retira os óleos necessários do rosto para manter manter a pele limpa e saudável.

Após a lavagem, use uma toalha limpa pare secá-lo, em vez de deixar secar ao ar. Isso ajudará a impedir que sua pele resseque.

Vapor abre seus poros

Após a limpeza, você pode achar benéfico abrir os poros para remover sujeiras que possam estar acumuladas. Uma maneira de fazer isso é:

  • – Comece sentado no seu banheiro com o chuveiro funcionando em um ambiente quente. A sala irá preencher lentamente com vapor quente.
  • – Sente-se no vapor por 5 a 8 minutos. O vapor abrirá gentilmente os seus poros, liberando sebo de pele ou outras sujeirinhas que podem ser impreguinadas.
  • – Depois de sentar no vapor, desligue o chuveiro, aguarde alguns minutos e enxague o rosto com água morna.

Esfoliar a área

A esfoliação suave da pele pode ajudar a mantê-la livre de irritantes que causam milium. Procure por produtos de limpeza de pele que contenham ácido salicílico, ácido cítrico ou ácido glicólico.

No entanto, esfoliar demais pode irritar a pele, então você não deve fazer isso todos os dias. Comece fazendo uma vez por semana e isso ajudará a combater seu milium.

Água de rosas

A água de rosas é água desmineralizada que contém óleo de rosa. O óleo de rosa pode ser um agente anti-inflamatório quando aplicado à sua pele.

Aplique com a ajuda de um algodão, um pouco de água de rosas sobre as áreas afetadas duas ou três vezes por dia. Tenha cuidado para evitar a área dos olhos, pois isso pode irritá-los.

O que não fazer para retirar o milium da pele

Mesmo se você estiver com um milium no rosto que está te irritando, não aperte a área afetada. Tentando remover um milium pode fazer com que as bolhinhas estourem e causem manchas na pele. Além disso, também pode facilitar a entrada de germes na área, o que pode causar infecção.

No caso de bebês com menos de 6 meses de idade, a melhor coisa no casos do milium é deixar que desapareçam sozinhos. Se os cistos estão preocupando você, consulte o pediatra do seu filho.

Mais informações

Milium não causa problemas a longo prazo. Nos recém-nascidos, os cistos geralmente desaparecem algumas semanas após o nascimento. Enquanto esse processo pode levar mais tempo em crianças e adultos mais velhos, mesmo assim, não é considerado prejudicial. Se sua condição não melhorar em algumas semanas, você pode querer acompanhar seu dermatologista para se certificar de que não é outra condição de pele.

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram