O que é impingem, causas, sintomas e melhores tratamentos

O que é impingem, causas, sintomas e melhores tratamentos

A pele é o maior órgão do corpo humano e existem várias doenças que podem afetá-la. Hoje, vamos falar de uma delas que é conhecida como impingem, uma condição que é considerada comum e altamente contagiosa, mas não é grave.

O que é impingem?

Impingem ou dermatofitose, cientificamente conhecida como Tinea corporis, é doença de pele causada por fungos. É uma infecção dermatológica superficial caracterizada por lesões inflamatórias ou não inflamatórias na pele glabra. Ela afeta, geralmente, regiões do tronco, virilha, rosto e braços, mas pode ocorrer em outras locais do corpo.

O que causa a impingem?

impingem

Embora o mundo esteja cheio de fungos, apenas alguns causam doenças da pele. Esses agentes são chamados de dermatófitos (que significa “fungos de pele”). Uma infecção com esses fungos é medicamente conhecida como dermatofitoses. Os fungos cutâneos só podem viver na camada morta da proteína queratina em cima da pele. Eles raramente invadem o corpo e não podem viver nas mucosas, como na boca ou na vagina, por exemplo.

Muitas vezes, é difícil ou impossível identificar a origem do fungo cutâneo de uma determinada pessoa. Os fungos podem se espalhar de pessoa para pessoa (antropófilo), de animal a pessoa (zoofílico), ou do solo a uma pessoa (geofilica).

O calor e a umidade ajudam os fungos a crescer e prosperar, o que os torna mais comuns nas dobras da pele, como as da virilha ou entre os dedos dos pés. Isso também explica a sua reputação como sendo contraídos a partir de chuveiros, vestiários, e piscinas.

No caso do impingem, ocorre o mesmo, ou seja, há um crescimento excessivo de fungos na pele, especialmente em regiões úmidas e quentes. Isso pode ocorrer caso a pessoa fique com a pele molhada por muito tempo, não se faz a higiene adequada ou não se seca bem a pele depois do banho. A doença também pode ser contraído ao entrar em contato com uma pessoa ou animal infectado.

Humanos e animais podem contrair esse fungo após contato direto. A infecção também pode se espalhar através do contato com animais infectados ou humanos. A infecção é comumente disseminada entre crianças e compartilhando itens que podem não estar limpos.

Fatores de risco

As crianças são mais propensas à infecção pela micose do corpo em comparação com os adultos. No entanto, praticamente todos têm algum risco de serem infectados. De acordo com pesquisas, cerca de 10 a 20% das pessoas serão infectadas por um fungo em algum momento de suas vidas.

Fatores que podem aumentar seu risco incluem:

  • – Viver em áreas úmidas ou úmidas
  • – Suor excessivo
  • – Participar de esportes de contato
  • – Vestir roupas apertadas
  • – Ter um sistema imunológico fraco
  • – Compartilhar roupas, roupas de cama ou toalhas com outros

Impingem sintomas

impingem

Os sintomas da micose do corpo geralmente começam cerca de 4 a 10 dias após o contato com o fungo. Quando o fungo afeta a pele do corpo, muitas vezes produz as manchas redondas e coceira, comuns da infecção. A primeira fase dos sintomas envolve uma área vermelha e escamosa da pele que pode ser levemente levantada (placa). Este estágio tende a piorar rapidamente.

A condição avança para ganhar a forma do anel característico. Às vezes, essas manchas têm uma borda externa mais avermelhada. Os sintomas de uma infecção mais grave incluem manchas que se multiplicam e se fundem. Você também pode desenvolver bolhas e feridas cheias de pus perto das manchas.

Diagnóstico

Se seu médico suspeitar que você pode ter impingem, ele examinará sua pele e pode fazer alguns testes para descartar outras condições da pele não causadas por fungos, como dermatite atópica ou psoríase. Normalmente, um exame de pele resultará em um diagnóstico.

Caso contrário, raspagens de pele para exame microscópico e uma cultura da pele afetada podem estabelecer o diagnóstico de micose. Se o diagnóstico não for claro, uma preparação de hidróxido de potássio (KOH) de uma raspagem da pele pode ser revisada no microscópio para confirmar o diagnóstico de um fungo. Se uma infecção por fungos está presente e o problema da pele é mal diagnosticado, pode ser prescrito um tratamento inadequado que pode realmente piorar a infecção.

Impingem tem cura?

Impingem tem cura e o tratamento deve ser prescrito por um dermatologista. É importante fazer o tratamento corretamente e seguir os conselhos de seu médico.

Impingem tratamento

impingem

O seu médico pode prescrever vários medicamentos, de acordo com a gravidade da infecção. Elas podem ser tratadas com medicamentos tópicos, como cremes antifúngicos, pomadas, géis ou pulverizadores. Medicamentos sem receita médica e cremes antifúngicos para a pele também podem ser recomendados para uso.

Os medicamentos para a pele podem tratar o impingem nas duas a quatro semanas. A maioria das pessoas responde positivamente ao tratamento.

Pomada para impingem

Quando o fungo afeta a pele, muitos cremes antifúngicos tratar a condição em cerca de duas semanas. Exemplos de cremes ou pomadas incluem aqueles que contêm clotrimazol e miconazol. Estes tratamentos são eficazes para muitos casos de fungos. Muitos destes cremes antifúngicos estão disponíveis sem receita médica.

Remédio caseiro para impingem

Depois de passar num médico e já estar usando um remédio para impingem, você pode também buscar ajuda de algum remédio caseiro. Algumas opções são:

Levedura de cerveja

A levedura ajuda a fortalecer o sistema imunológico, o que ajuda a combater a infecção por fungo.

Ingredientes

  • – 1 colher de sopa de levedura de cerveja
  • – Água

Preparo

Misture a levedura de cerveja com um pouco de água e beba. Este remédio caseiro pode ser tomado diariamente.

Alecrim-pimenta

O alecrim-pimenta contém propriedades anti-fúngicas, por isso, é uma ótima opção para o tratamento do impingem.

Ingredientes

  • – 4 folhas de alecrim-pimenta
  • – Água

Preparo

Coloque as folhas de alecrim-pimenta numa vasilha com água morna e deixe descansar por 6 horas. Após, coe e use essa água para lavar a região afetada pelo impigem 2 a 3 vezes por dia, até desaparecer os sintomas.

Possíveis complicações

impingem

A infecção por impingem não é séria e raramente, se espalhará abaixo da superfície da pele. No entanto, pessoas com um sistema imunológico enfraquecido, como pessoas com HIV ou AIDS, podem ter problemas para se livrar da infecção.

Tal como acontece com outros tipos de infecções e condições da pele, a pele escamosa ou irritada pode levar a infecções bacterianas secundárias que podem precisar de tratamento com antibióticos.

Prevenção

O impingem na pele pode ser prevenido evitando o contato com alguém que tenha a infecção. Isso inclui o contato indireto e direto com essa pessoa.

Tome as seguintes precauções:

  • – Evite compartilhar toalhas, chapéus, escovas de cabelo e roupas com alguém que tenha a infecção.
  • – Leve o seu animal de estimação para ver um veterinário se suspeitar de uma infecção por micose.
  • – Lave as mãos depois de interagir com um animal.
  • – Desinfete e limpe áreas de vida de animais de estimação.
  • – Se você tem micose do corpo, certifique-se de manter uma boa higiene pessoal em torno de outras pessoas e evite coçar as áreas afetadas da sua pele.
  • – Depois de um banho, seque bem a pele, especialmente entre os dedos dos pés, onde há dobras e onde a pele toca a pele, como na virilha e nas axilas.
  • – Use sapatos se derramar em áreas comunitárias.

Mais informações

Se você suspeita que pode estar com impingem, procure um médico para ter o diagnóstico e tratamento correto. É importante distinguir qual doença de pele você foi afetado. Esta condição e outras podem parecer semelhantes, mas não são devidas a uma infecção por fungos e requerem tratamento diferente.

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram