Tipos sanguíneos: diferenças, mais ou menos raros e como saber seu tipo

Tipos sanguíneos: diferenças, mais ou menos raros e como saber seu tipo

Os quatro tipos sanguíneos principais (A, B, AB e O), são os mais conhecidos, mas na verdade, existem oito ao total. Seu grupo sanguíneo é determinado pelos genes que você herda de seus pais.

Embora todo o sangue seja feito dos mesmos elementos básicos, nem todo o sangue é semelhante. O sangue é composto de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas em um líquido chamado plasma. Os tipos sanguíneos são determinados pela presença ou ausência de certos anticorpos e antígenos no sangue.

Os anticorpos são proteínas encontradas no plasma. Eles fazem parte das defesas naturais do seu corpo. Eles reconhecem substâncias estranhas, como germes, e alertam seu sistema imunológico, o que os destrói.
Os antígenos são moléculas de proteínas encontradas na superfície dos glóbulos vermelhos.

Tipos sanguíneos

Existem quatro grupos sanguíneos principais definidos pelo sistema ABO:

  • – Grupo sanguíneo A: possui antígenos nos glóbulos vermelhos com anticorpos anti-B no plasma
  • – Grupo sanguíneo B: possui antígenos B com anticorpos anti-A no plasma
  • – Grupo sanguíneo O: não possui antígenos, mas os anticorpos anti-A e anti-B no plasma
  • – Grupo sanguíneo AB: tem antígenos A e B, mas nenhum anticorpo

Receber sangue do grupo ABO errado pode ser fatal. Por exemplo, se alguém com sangue do grupo B receber o sangue do grupo A, seus anticorpos anti-A atacarão as células do grupo A. É por isso que o sangue do grupo A nunca deve ser administrado a alguém que tenha sangue do grupo B e vice-versa.

Como os glóbulos vermelhos do grupo O não possuem antígenos A ou B, ele pode ser administrado com segurança a qualquer outro grupo.

Além dos antígenos A e B, existe um terceiro antígeno chamado fator Rh, que pode estar presente (+) ou ausente (-). Em geral, o sangue Rh negativo é administrado a pacientes Rh-negativos, e o sangue Rh positivo ou o sangue Rh negativo podem ser administrados a pacientes com Rh positivos.

Isso significa que existem então oito tipos sanguíneos:

  • – A+ (grupo sanguíneo A com fator Rh positivo)
  • – B+ (grupo sanguíneo B com fator Rh positivo)
  • – AB+ (grupo sanguíneo AB com fator Rh positivo)
  • – O+ (grupo sanguíneo O com fator Rh positivo)
  • – A- (grupo sanguíneo A com fator Rh negativo)
  • – B- (grupo sanguíneo B com fator Rh negativo)
  • – AB- (grupo sanguíneo AB com fator Rh negativo)
  • – O- (grupo sanguíneo O com fator Rh negativo)

Nem todos os grupos étnicos têm a mesma mistura desses tipos de sangue. A mistura dos diferentes tipos de sangue na população mundial é:

  • – Brancos: 44% são O, 43% são A, 9% são B e 4% são AB
  • – Negros: 49% são O, 27% são A, 20% são B e 4% são AB
  • – Asiáticos: 43% são O, 27% são A, 25% são B e 5% são AB

Vejamos abaixo mais detalhes de cada tipo sanguíneo e suas principais características:

Tipo sanguíneo O

Quase metade da população tem o tipo sanguíneo O e é o grupo sanguíneo mais solicitado pelos hospitais. A compatibilidade e a versatilidade das células vermelhas deste grupo tornam tão vital. Enquanto os pacientes do grupo O só podem receber transfusões de glóbulos vermelhos do mesmo grupo, as doações do grupo O são compatíveis com todos os outros grupos ABO.

Tipo sanguíneo A

O tipo sanguíneo A é o segundo maior grupo sanguíneo mais comum. De todas as pessoas que precisam de sangue em qualquer momento, é provável que o grupo A seja necessário em cerca de um terço delas.

Os doadores do tipo sanguíneo A, especialmente aqueles com A negativo, têm um papel muito importante na fabricação de plaquetas. As plaquetas são o componente do sangue essencial para parar o sangramentos e hematomas e cerca de 60% das plaquetas são usadas para ajudar pacientes com câncer.

As plaquetas do Grupo A são essenciais, pois elas podem ser administradas com segurança a pacientes de todos os grupos ABO, tornando-os extremamente versáteis e estão constantemente em alta demanda.

As plaquetas duram apenas sete dias (em comparação com os 35 dias para os glóbulos vermelhos), de modo que garantir uma oferta regular e consistente é uma prioridade.

Tipo sanguíneo B

O tipo sanguíneo B é mais comum em asiáticos e negros, é também um dos tipos mais raros. Encorajar novos doadores dessas comunidades étnicas é uma prioridade para garantir atendimento aos pacientes para este grupo sanguíneo. Os dadores B negativos podem ajudar os pacientes Rh positivos e negativos dos grupos B e AB.

Tipo sanguíneo AB

O tipos sanguíneo AB é o mais raro entre grupo ABO. Além de ser o grupo sanguíneo mais raro, as células vermelhas AB só podem ser transfundidas para pacientes com sangue AB. Esta combinação de fatores resulta em AB sendo o tipo de sangue menos solicitado pelos hospitais.

Os dadores do Grupo AB são extremamente importantes para ajudar a produzir plasma congelado fresco, usado para tratar pacientes que sofreram uma grave perda de sangue. O plasma AB não tem anticorpos anti-A ou anti-B e isso é significativo. Não ter esses anticorpos significa que o plasma de dadores de AB pode ser usado para tratar pacientes de todos os grupos ABO.

Tipo sanguíneo mais comum

Os tipos sanguíneos A e O são os mais comuns. No Brasil, estes dois grupos sanguíneos estão presentes em 87% da população.

Tipos sanguíneos raros

Os tipos sanguíneos mais raros são o B e o AB. As pessoas do tipo AB podem receber qualquer outro tipo de sangue, mas só podem doar para pessoas que tenham o mesmo tipo sanguíneo. Já as pessoas do tipo B só podem doar para B e AB.

Tipo sanguíneo universal

O tipo sanguíneo O negativo é muitas vezes referido como “universal” ou “tipo sanguíneo doador universal“, e é indiscutivelmente o tipo de sangue mais importante. Mais precisamente, são os glóbulos vermelhos que são universais, o que significa que eles podem ser recebidos por pacientes de todos os outros grupos ABO, seja Rh positivo ou negativo.

Isso torna os glóbulos vermelhos O ​​negativos únicos, sendo o único tipo de sangue seguro para dar a um paciente cujo tipo de sangue é desconhecido ou não imediatamente disponível e, portanto, é essencial nos departamentos de acidentes e emergências.

Saiba qual é o tipo de sangue do seu filho

A maneira de saber qual é o tipo sanguíneo de uma criança é fazer um exame de sangue de rotina ou a pedido do pediatra para diagnosticar alguma doença ou saber o tipo sanguíneo dos pais, assim é possível ver quais as possíveis possibilidades do tipo de sangue da criança, como mostra a tabela:

Mãe
Pai
A+ A- B+ B- AB+ AB- O+ O-
A+ A ou O+ ou – A ou O+ ou – A, B, AB ou O+ ou – A, B, AB ou O+ ou – A, B, ou AB+ ou – A+, B+ ou AB+ ou – A ou O+ ou – A ou O + ou –
A- A ou O+ ou – A- ou O- A, B, AB ou O+ ou – A-, B-, AB- ou O- A+, B+, ou AB+ ou – A-, B- ou AB- A ou O+ ou- A- ou O-
B+ A,B, AB ou O+ ou – A,B, AB ou O+ ou – B ou O+ ou – B ou O+ ou – A, B ou AB+ ou – A, B ou AB+ ou – B ou O+ ou – B ou O+ ou –
B- A,B, AB ou O+ ou – A-,B-, AB- ou O- B ou O+ ou – B- ou O- A, B ou AB+ ou – A-, B- ou A- B ou O+ ou – B ou O-
AB+ A,B, AB+ ou – A,B, AB+ ou – A, B ou AB+ ou – A, B ou AB+ ou – A, B ou AB+ ou – A-, B- ou AB+ ou – A ou B+ ou – A ou B+ ou –
AB- A,B, AB+ ou – A-,B- ou AB- A, B ou AB+ ou – A-, B- ou AB- A, B ou AB+ ou – A-, B- ou AB- A ou B+ ou – A- ou B-
O+ A ou O+ ou – A ou O+ ou – B ou O+ ou – B ou O+ ou – A ou B+ ou – A ou B+ ou – O+ ou – O+ ou –
O+ A ou O+ ou – A ou O- B ou O+ ou – B ou O- A ou B+ ou – A- ou B- O+ ou – O-

Como saber meu tipo sanguíneo

Existem várias maneiras de como saber o tipo sanguíneo. Você pode pedir um exame para seu médico. O exame de tipo sanguíneo coleta uma amostra de seu sangue para verificação do tipo. Este procedimento é rápido e barato.

Você também pode saber ao fazer uma doação de sangue, no entanto, o resultado pode não sair na hora. Se você já for doador, eles podem já saber seu tipo sanguíneo.

Saber o tipo de sangue de seus pais também pode te ajudar a conhecer qual seu tipo. As regras gerais de herança são:

  • – Tipo O pai e tipo O mãe: O
  • – Tipo O pai e tipo A mãe: A ou O
  • – Tipo O pai e tipo B mãe: B ou O
  • – Tipo O pai e tipo AB mãe: A ou
  • – Tipo A pai e tipo A mãe: A ou O
  • – Tipo A pai e tipo B mãe: A, B, AB ou O
  • – Tipo A pai e tipo AB mãe: A, B ou AB
  • – Tipo B pai e tipo B mãe: B ou O
  • – Tipo B pai e tipo AB mãe: A, B ou AB
  • – Tipo AB pai e tipo AB mãe: A, B ou AB

Dieta do tipo sanguíneo

Você acha que saber que seu tipo de sangue só é importante no caso de uma transfusão, está enganado. Seu tipo de sangue é um fator genético chave que influencia muitas áreas de saúde e bem-estar.

Ao longo da sua vida, você provavelmente observou que algumas pessoas tendem a perder peso com mais facilidade, enquanto que para outras, manter o peso é uma batalha contínua. Ou se perguntou por que algumas pessoas sofrem com doenças crônicas, enquanto outras são bastantes saudáveis mesmo em idades avançadas. Muito simples, a resposta está no seu tipo de sangue.

Conhecer o seu tipo de sangue é uma ferramenta importante para entender como seu corpo reage aos alimentos, sua susceptibilidade a doenças, sua reação natural ao estresse e muito mais. Uma única gota de sangue contém uma composição bioquímica tão exclusiva para você como a sua impressão digital.

Com base nisso, o médico naturopata Peter d’Adamo publicou o livro “Eatright for your type“, em português “Alimente-se corretamente de acordo com seu tipo de sangue”. Este livro contém a dieta do tipo sanguíneo, onde contém uma alimentação específica de acordo com tipo sanguíneo.

Segundo o médico, cada tipo de sangue é a chave que abre a porta para os mistérios da saúde, da doença, da longevidade, da vitalidade física e da força emocional.

Cada tipo sanguíneo tem as suas características únicas e deve ter uma alimentação específica, que é a seguinte:

  • Tipo O: Pessoas com sangue de tipo O são melhores em exercícios físicos intensos e devem consumir mais proteínas animais e menos produtos lácteos e grãos. O principal motivo de ganho de peso entre os tipos O é o glúten encontrado em produtos de trigo. Exercícios ideais para o tipo O incluem aeróbica, artes marciais, esportes de contato e corrida.
  • Tipo A: Aqueles com sangue de tipo A, no entanto, são mais adequados para uma dieta vegetariana e alimentos frescos, puros e orgânicos. Segundo o livro, os do tipo A são predispostos a doenças cardíacas, câncer e diabetes, por isso a importância desse ajuste dietético para a saúde. Pessoas com este tipo sanguíneo podem ter benefícios significativos de exercício relaxantes, como ioga e tai chi.
  • Tipo B: O tipo B tolera uma dieta mais variada e é o único tipo de sangue que tolera bem laticínios em geral. Este tipo tem um sistema imunológico forte e um sistema digestivo tolerante e tendem a resistir a muitas das doenças degenerativas crônicas graves, ou pelo menos sobreviver melhor que os outros tipos sanguíneos. Os tipos B fazem melhor com exercícios físicos moderados que requerem equilíbrio mental, como caminhadas, ciclismo, tênis e natação.
  • Tipo AB: O tipo de sangue AB, é o mais biologicamente complexo. Eles necessita de uma dieta equilibrada, baseada nos alimentos do grupo A e B. Para este grupo, uma combinação dos exercícios para os tipos A e B também funciona melhor.

Doação de sangue

Ainda em relação ao assunto, é importante falar sobre a doação de sangue para incentivar essa boa ação. A maioria das pessoas é capaz de dar sangue, mas poucas pessoas fazem isso. Você pode doar sangue se você:

  • – Tem entre 16 e 65 anos
  • – Pesar mais de 50 Kg
  • – Após 6 a 12 meses depois de fazer uma tatuagem, para certificar que não foi contaminado com nenhum tipo de hepatite
  • – Evitar ingestão de alimentos gordurosos 4 horas antes da doação do sangue
  • – Não fumar durante 2 horas após a doação de sangue, pois há o risco de desmaiar
  • – Nunca ter usado drogas ilícitas injetáveis
  • – Aguardar um ano após a cura de alguma DST

A doação de sangue dura em média meia hora. Os homens podem doar sangue uma vez a cada 2 meses, por no máximo 4 vezes ao ano, já as mulheres podem doar a cada 3 meses e no máximo 3 vezes num ano.

Mais informações

A descoberta dos tipo de sangue foi muito importante para a medicina. É importante que todos saibam seu tipo sanguíneo para uma eventual necessidade ou para que possam doar a outras pessoas. Como dito, uma ótima maneira de fazer isso é através da doação de sangue.

  • tipo sanguineo b é raro?
Este artigo te ajudou?
  • +16 curtiram
  • -3 não curtiram