Sintomas, tratamentos e remédios caseiros para enxaqueca

Sintomas, tratamentos e remédios caseiros para enxaqueca

Embora todos podemos sofrer de dores de cabeça, nem sempre isso é sinal de enxaqueca. A dor insidiosa que as enxaquecas trazem pode durar horas ou mesmo dias e são um problema comum para muitas pessoas.

Enxaqueca e dor de cabeça são as principais causas de consultas ambulatoriais e de emergência. As enxaquecas continuam a ser um importante problema de saúde pública, particularmente entre as mulheres durante os anos de sua reprodução. Hoje, vamos conhecer mais sobre esse problema, seus sintomas, causas e tratamentos.

O que é enxaqueca?

enxaqueca

Embora muitas pessoas usem o termo “enxaqueca” para descrever qualquer dor de cabeça severa. Uma dor de cabeça de enxaqueca é o resultado de mudanças fisiológicas específicas que ocorrem dentro do cérebro e levam à dor característica e aos sintomas associados de uma enxaqueca.

As dores de enxaqueca geralmente são associadas à sensibilidade ao som, à luz e aos cheiros. Algumas pessoas têm sintomas de náuseas ou vômitos. Este tipo de dor de cabeça geralmente envolve apenas um lado da cabeça, mas em alguns casos, os pacientes podem sofrer dor bilateralmente ou em ambos os lados. A dor de uma enxaqueca é frequentemente descrita como latejando ou pulsando e pode ser piorada com o esforço físico.

Nem todas as dores de cabeça representam enxaquecas e a enxaqueca não é a única condição que pode causar dores de cabeça severas e debilitantes, até mesmo piores do que a dor de enxaqueca em alguns casos.

Uma dor de cabeça de comum, por exemplo, é descrita como bilateral e a dor não é pulsante. Embora a gravidade possa ser leve a moderada, essa dor de cabeça não é incapacitante e não há piora da dor com as atividade de rotina. Além disso, não há náuseas, vômitos, fotofobia ou fonofobia associadas.

Enxaqueca com aura

Em alguns casos, os pacientes com enxaqueca experimentam sintomas de aviso específicos, ou uma aura, antes do início da dor de cabeça. Para muitas pessoas com enxaqueca, as auras atuam como um aviso, dizendo-lhes que a dor de cabeça está por vir.

Os sintomas dessa advertência podem variar de luzes intermitentes ou um ponto cego em um olho ou até mesmo fraqueza envolvendo um lado do corpo. A aura pode durar vários minutos, e depois progredir para a dor de cabeça ou pode durar até que a dor de cabeça seja tratada.

Para pacientes que nunca experimentaram uma aura, os sintomas podem ser assustadores e podem imitar os sintomas de um acidente vascular cerebral. Os sintomas podem ser:

  • – Pensamentos ou experiências confusas.
  • – A percepção de luzes estranhas, brilhantes ou piscantes.
  • – Zig-zag e linhas no campo visual.
  • – Manchas cegas ou manchas em branco na visão.
  • – Sensação de pinos e agulhas fincando em um braço ou perna.
  • – Dificuldade em falar.
  • – Rigidez nos ombros, pescoço ou membros.
  • – Odor desagradável.
  • – Perda de sensação da sensibilidade.

Quando as enxaquecas com aura afetam a visão, o paciente pode ver coisas que não estão lá ou não ver partes do objeto na frente delas. Também pode sentir como se uma parte de seu campo de visão aparecesse, desaparecesse, e depois voltasse novamente.

Causa da enxaqueca

A causa exata das dores de cabeça da enxaqueca é desconhecida. Acredita-se que possa ser devido a uma atividade cerebral anormal causando uma alteração temporária nos sinais nervosos, produtos químicos e fluxo sanguíneo no cérebro.

O que pode desencadear uma crise de enxaqueca?

Existem muitos fatores foram identificados como desencadeadores de enxaqueca, alguns deles são:

  • – Flutuações hormonais normais que ocorrem com ciclos menstruais regulares, conhecido como enxaqueca menstrual.
  • – Alguns tipos de contraceptivos orais (pílulas anticoncepcionais) podem desencadear enxaquecas.
  • – Certos alimentos.
  • – Estresse físico, emocional, tensão, ansiedade, depressão e excitação.
  • – Desidratação.
  • – Mudanças nos padrões de sono ou sono irregular.
  • – Fumar ou exposição ao fumo.
  • – Pular refeições ou ficar em jejum causando baixo nível de açúcar no sangue.
  • – Alergias e reações alérgicas.
  • – Exposição a estímulos fortes, como luzes brilhantes, ruídos altos ou cheiros fortes.
  • – Mudanças na pressão barométrica.

Nem todo indivíduo que tenha enxaquecas experimentará uma dor de cabeça quando exposto a esses gatilhos. Se uma pessoa não tem certeza de quais são seus desencadeantes específicos, manter um diário de dor de cabeça pode ser benéfico para identificar os fatores individuais que levam à enxaqueca.

Qual a relação entre os alimentos e a enxaqueca?

enxaqueca

Como vimos, alguns alimentos podem servir como um gatilho para uma crise de enxaqueca. No entanto, isso não é uma regra e um alimento pode ser ruim para uma pessoa e para outra não.

A melhor maneira de descobrir quais alimentos causam enxaquecas é acompanhar atentamente o que você come. Mas isso também não significa que só porque você come um alimento antes de uma enxaqueca, necessariamente ele foi a causa. É importante manter padrões.

Veja abaixo que alimentos mais estão ligados a uma crise de enxaqueca:

Chocolate

Muitas vezes esse alimento é posto como um gatilho, mas estudos mostram que o chocolate provavelmente não causa enxaqueca e pode ajudar a prevenir. O que pode ocorrer, é que as pessoas desejam chocolate antes de ter uma enxaqueca, e é isso que lhe dá essa má reputação.

Glutamato Monossódico

O glutamato monossódico está presente em muitos alimentos industrializados e serve para realçar seus sabores. Algumas pessoas o culpam por suas enxaquecas, mas estudos geralmente dizem que ele não é culpado. Mesmo assim, não é uma substância boa para a saúde. Muitas pesquisas o relacionam com casos de câncer, por isso é bom evitá-lo.

Cerveja

A cerveja, devido ao álcool, pode sim causar uma enxaqueca. Além disso, o chopp pode ser ainda pior. Se você realmente quer tomar, prefira as de garrafa e com moderação.

Vinho tinto

Ele é amplamente pensado para ser um gatilho, mas um estudo italiano envolvendo mais de 300 pessoas não encontrou conexão entre enxaqueca e vinho tinto. Portanto, pode não ser o vinho. A menos que você beba uma garrafa inteira.

Queijo

Você gosta desse queijo cheddar cheio ou algum tipo envelhecido? Ambos são susceptíveis de ter altos níveis de tiramina, uma substância ligada a enxaquecas. Os queijos mais leves, como a mussarela e a ricotta, contêm menos dessa substância e são menos susceptíveis a causar o problema.

Salame

As carnes curadas também são altas em tiramina, que está ligada à enxaqueca. Nem todos são sensíveis à tiramina, então, se você sabe que isso não te afeta, não há problemas.

Café

Café pode ser bom e ruim. Um copo ocasional, uma ou duas vezes por semana, pode ajudar a prevenir enxaquecas. Mas se você tem um hábito diário ou é viciado em cafeína, pode não ser tão útil.

Qual a relação entre cafeína e a enxaqueca?

Quando sua cabeça dói, você quer alívio rápido. Quer se trate de uma dor de cabeça normal ou uma enxaqueca, a cafeína pode ajudar. É por isso que é um ingrediente em muitos analgésicos populares. Isso pode torná-los até 40% mais efetivos.

A cafeína ajuda a reduzir a inflamação, e isso pode trazer alívio. Também dá um impulso aos remédios comuns de dor de cabeça. A cafeína é muitas vezes adicionada na aspirina, ibuprofeno ou paracetamol, pois assim, eles agem mais rápido e melhor, mantendo a dor longe por mais tempo.

Curiosamente, o que torna a cafeína eficaz no alívio da dor também pode causar dores de cabeça. Uma vez que a cafeína estreita os vasos sanguíneos que cercam seu cérebro, quando você pára de tomá-lo, eles se expandem novamente e isso pode causar dor.

A cafeína também é um problema quando você toma muito de qualquer tipo de analgésico que contenha essa substância. Quando o medicamento deixa de fazer efeito, a dor volta com mais intensidade. Este tipo de dor de cabeça é rara e pode ser evitado seguindo instruções no rótulo da medicação.

Esteja ciente de como a cafeína afeta você e preste atenção sobre o quanto você a consome. Se você tiver enxaquecas, ou se você tiver dores de cabeça com frequência, você pode tentar reduzir a cafeína ou evitá-la completamente. É melhor fazer isso gradualmente. Por exemplo, se você normalmente toma 2 xícaras de café pela manhã, comece por recortar a uma. Se você parar de repente, pode levar até uma semana para superar os sintomas de abstinência.

Fatores de risco para enxaqueca

Até 25% das pessoas experimentam uma dor de cabeça de enxaqueca em algum momento de sua vida. A maioria das pessoas com enxaqueca são do sexo feminino. Estima-se que, após a adolescência, a proporção de pacientes do sexo feminino para homem com experiência de enxaqueca é de cerca de 3 mulheres para 1 homem. Parece haver uma predisposição genética à enxaqueca, pois muitas vezes há uma forte história familiar de enxaqueca em pacientes com este transtorno.

Sintomas de enxaqueca

enxaqueca

Os sintomas da enxaqueca podem começar um pouco antes da dor de cabeça, imediatamente antes da dor de cabeça, durante a dor de cabeça e após a dor de cabeça. Embora nem todas as enxaquecas sejam as mesmas, os sintomas típicos incluem:

  • – Dor moderada a severa, geralmente confinada a um lado da cabeça, mas pode ocorrer em ambos os lados da cabeça. A dor geralmente é uma dor severa, palpitante e pulsante.
  • – Aumento da dor durante a atividade física ou ao esforço.
  • – Incapacidade de realizar atividades regulares devido à dor.
  • – Sentir-se doente e fisicamente mal.
  • – Aumento da sensibilidade à luz e ao som.
  • – Náuseas e/ou vômitos.
  • – Dor nos olhos.

Algumas pessoas experimentam outros sintomas como transpiração, alterações de temperatura, dor de estômago e diarreia.

Diagnóstico da enxaqueca

A enxaqueca pode ser difícil de diagnosticar e não há testes específicos para confirmar o diagnóstico. Alguns critérios criados para diagnosticar enxaquecas sem aura. Eles incluem:

  • – Ter de 4 horas a 3 dias de duração dos sintomas.
  • – Dor de localização unilateral, pulsante, moderada a grave.
  • – Pelo menos 1 sintoma adicional, como náuseas, vômitos, sensibilidade à luz ou sensibilidade ao som.

Para ajudar a diagnosticar enxaquecas, pode ser útil manter um diário de sintomas, observando o tempo de início, qualquer desencadeamento, quanto tempo durou a dor de cabeça, quaisquer fatores ou aura anteriores e outros sintomas. Um diário da dor de cabeça deve ser idealmente usado por um mínimo de 8 semanas e deve conter:

  • – Frequência, duração e gravidade das dores de cabeça.
  • – Quaisquer sintomas associados.
  • – Todos os medicamentos prescritos e de venda livre necessários para aliviar dores de cabeça e seus efeitos.
  • – Possíveis disparadores.
  • – Relacionamento das dores de cabeça com a menstruação.

Durante o diagnóstico inicial de enxaquecas, o médico pode sugerir alguns testes para excluir outras causas de dor de cabeça, como eletroencefalografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, entre outros.

O que é bom para enxaqueca?

enxaqueca

Além do tratamento com médicos, você pode ainda buscar várias formas de amenizar ou prevenir crises de enxaqueca. Algumas delas são:

Acupuntura

Nesta prática tradicional chinesa, um especialista insere pequenas agulhas em pontos específicos do seu corpo. Pequenos estudos sugerem que isso pode aliviar a dor da enxaqueca e também pode diminuir o número de dores de cabeça.

Massagem

Embora não tenha sido estudada em profundidade, a massagem pode diminuir o número de dores de cabeça em algumas pessoas, como mostram pesquisas iniciais. A massagem também pode aliviar o estresse, um gatilho comum de enxaqueca.

Técnicas de relaxamento

Como a enxaqueca é muitas vezes desencadeada pelo estresse, técnicas de relaxamento é uma ótima ideia. Os métodos incluem respiração profunda e relaxamento muscular progressivo, em que você tensiona e relaxa os músculos em diferentes partes do seu corpo. Com a prática, esta técnica pode melhorar a forma como você lida com o estresse, o que pode diminuir a frequência da enxaqueca.

Exercício físico

Exercício cardiovascular regular, pode fazer a diferença. Um estudo sueco comparou o exercício com o relaxamento e uma droga que previne a enxaqueca. A rotina de 40 minutos de exercícios, três vezes por semana, funcionou tão bem como relaxamento ou remédio na redução da dor e frequência com que as dores de cabeça atingiam os participantes.

Terapia de conversação

A terapia cognitivo-comportamental, que se concentra na mudança de seus pensamentos e ações, pode ajudá-lo a ter menos sintomas de enxaqueca.

Ter uma terapia não significa que você tenha problemas emocionais ou mentais. Mas pode dar-lhe uma nova abordagem para situações que geralmente causam dores de cabeça. Funciona especialmente quando você também faz outros tratamentos preventivos.

Pressão

Muitas pessoas acham que aplicar uma suave pressão sobre a cabeça, rosto e pescoço durante uma enxaqueca pode ajudar a aliviar a dor. Algumas técnicas que você pode tentar são esfregar as têmporas e o maxilar num movimento circular ou massagear a base do seu crânio com uma bola de tênis.

Dormir bem

Estudos mostram que o mau sono e a enxaqueca costumam estar altamente relacionados.

Mantenha bons hábitos de vida

Seu estilo de vida pode ter um grande impacto sobre as crises de enxaqueca. Essas dicas podem ajudar:

  • – Não pule suas refeições.
  • – Fique hidratado.
  • – Faça exercícios regulares.
  • – Tenha um peso saudável.

Se você quiser tentar uma nova maneira de tratar sua enxaqueca, seu médico pode dizer o quão bem ela funciona e se pode haver algum risco. Pode ainda conhecer um especialista especializado nesses tratamentos para te indicar. Converse sempre com seu médico.

Enxaqueca tratamento

enxaqueca

Os tratamentos para enxaqueca podem ajudar a parar os sintomas e prevenir futuros ataques. Muitos medicamentos foram projetados para tratar enxaquecas. Algumas drogas frequentemente usadas para tratar outras condições também podem ajudar a aliviar ou prevenir enxaquecas. Os medicamentos usados ​​para combater enxaquecas se dividem em duas grandes categorias:

  • – Medicamentos para aliviar a dor: são tomados durante ataques de enxaqueca e são projetados para parar os sintomas.
  • – Medicamentos preventivos: são tomados regularmente, muitas vezes em uma base diária, para reduzir a gravidade ou a frequência das enxaquecas.

Sua estratégia de tratamento depende da frequência e gravidade de suas dores de cabeça, do grau de incapacidade que suas dores de cabeça causam e de suas outras condições médicas.

Alguns medicamentos não são recomendados se estiver grávida ou a amamentar. Alguns medicamentos não são administrados a crianças. Seu médico pode ajudar a encontrar o medicamento certo para você.

Foi identificado que, à medida que os pacientes envelhecem, pode haver uma diminuição na frequência deste tipo de dor de cabeça, que pode desaparecer após vários anos.

Remédio para enxaqueca

Existem muitos tipos diferentes de medicação para enxaqueca, incluindo:

Analgésicos

Os analgésicos devem ser tomados com antecedência, antes de permitir a dor de cabeça desenvolver. Os medicamentos de venda livre incluem:

Outros analgésicos, como a aspirina com cafeína e acetaminofeno, muitas vezes podem parar a dor de cabeça ou reduzi-la substancialmente. Estes podem ser tomados depois que a dor começar

Medicamentos para o tratamento de náuseas (antieméticos)

A metoclopramida pode ser usada para controlar sintomas como náuseas e vômitos. Os agonistas de serotonina, como o sumatriptano (Sumax), também podem ser prescritos para enxaquecas graves ou para enxaquecas que não estão respondendo a medicamentos de venda livre.

Os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) e os antidepressivos, como os tricíclicos, são prescritos para reduzir os sintomas da enxaqueca.

Triptanos

Triptanos são medicamentos destinados ao tratamento da enxaqueca. Eles podem ser extremamente eficazes e podem ser prescritos para ajudar o paciente a tratar sua enxaqueca em casa. Uma combinação de naproxeno e sumatriptano está agora disponível.

Nem todos os pacientes podem tomar esses medicamentos, e existem limitações específicas sobre a frequência com que esses medicamentos podem ser usados.

Outros medicamentos

Se um indivíduo experimenta dores de cabeça frequentes, ou se as dores de cabeça durarem rotineiramente por vários dias, os medicamentos preventivos podem ser indicados. Estes podem ser prescritos diariamente em um esforço para diminuir a frequência, gravidade e duração das dores de cabeça da enxaqueca. Existem muitos medicamentos diferentes que demonstraram ser eficazes neste papel, incluindo:

  • – Medicamentos para a pressão arterial, por exemplo, propranolol, nadolol, verapamil, entre outros.
  • – Medicamentos anti-convulsões, por exemplo, divalproex sódico, topiramato e gabapentina.
  • – Medicamentos antidepressivos (amitriptilina e venlafaxina).
  • – Outros suplementos, como de magnésio, coenzima Q10, Vitamina B-12 e melatonina.

A medicação específica que é selecionada para um paciente depende de muitos outros fatores, incluindo idade, sexo, pressão arterial e outras condições médicas pré-existentes.

Alguns pacientes que experimentam mais de 15 dias de dor de cabeça durante meses podem se beneficiar das injeções de Botox.

Enxaqueca tratamento caseiro

enxaqueca

Você também pode tentar algum tratamento caseiro para aliviar sua enxaqueca. Muitos deles podem fazer verdadeiros milagres. O importante é você ir experimentando para ver qual age melhor contra seu problema. Algumas opções são:

Descanse em um quarto escuro e tranquilo

O estresse é uma das principais causas de dores de cabeça. As pessoas que têm enxaqueca, também podem se sentir excessivamente sensíveis à luz ou ao som. Descansar ou sentar-se em um quarto mal iluminado, com os olhos fechados e tentar relaxar, pode ser muito útil.

Bolsa de gelo

Coloque uma bolsa de gelo em sua testa, couro cabeludo ou pescoço para obter alívio da dor. Os especialistas não sabem exatamente por que funciona, mas reduzir o fluxo de sangue pode ser parte disso.

Magnésio

Você encontra esse mineral em vegetais verdes escuros, grãos inteiros e nozes. Isso não vai ajudar enquanto você está tendo uma enxaqueca, mas alguns estudos mostram que poderia evitar uma crise. Você também pode tomá-lo em forma de pílula, mas sempre verifique com seu médico antes de tomar suplementos.

Vitamina B2

Chamada de riboflavina, pode ser encontrada no leite, queijo, peixe e frango. Você também pode tomá-la como um suplemento. Estudos mostram que esse nutriente pode ajudar a prevenir enxaquecas.

Aplique óleo de lavanda

Inalar óleo essencial de lavanda pode aliviar a dor da enxaqueca. De acordo com uma pesquisa de 2012, as pessoas que inalaram o óleo de lavanda durante um ataque de enxaqueca durante 15 minutos experimentaram alívio mais rápido do que aquelas que inalaram um placebo. O óleo de lavanda pode ser inalado diretamente ou diluído.

Aplique óleo de hortelã-pimenta

O mentol no óleo de hortelã pode impedir uma enxaqueca, de acordo com um estudo de 2010. O estudo descobriu que aplicar uma solução de mentol na testa e nas têmporas era mais eficaz do que o placebo quanto à dor, náusea e sensibilidade à luz associada à enxaqueca.

Gengibre

O gengibre é conhecido por aliviar a náusea causada por muitas condições, incluindo enxaquecas. Também pode ter outros benefícios contra esse problema. De acordo com pesquisas, o pó de gengibre diminuiu a gravidade e a duração da enxaqueca.

Sementes de linhaça

Algumas dores de cabeça podem ser causadas por inflamação, que pode ser reduzida pelo consumo de ácidos graxos ômega-3. Um estudo de pacientes com enxaqueca, publicado em 2015, na revista Iranian Journal of Nursing and Midwifery Research, mostrou uma associação entre uma menor ingestão de ácidos graxos ômega-3 nas dietas dos pacientes e uma maior frequência de ataques de enxaqueca. Muitos alimentos contêm ômega-3, como a linhaça, nozes, castanha da índia, azeite de oliva e peixes.

Camomila

A camomila tem propriedades anti-inflamatórias, antiespasmódicas e calmantes que ajudam a aliviar a enxaqueca. Beber regularmente chá de camomila também pode ajudar a evitar o problema.

Maçãs

Comer uma maçã logo que experimentar os sinais de alerta de um ataque de enxaqueca pode ajudar a reduzir o problema. Além disso, uma pesquisa sugere que o cheiro de uma maçã verde também pode ajudar a reduzir a gravidade da enxaqueca e encurtar os episódios de enxaqueca, especialmente para aqueles que acham o cheiro agradável.

Enxaqueca na gravidez

Se você está grávida e está com dores de cabeça frequentes, existem algumas alternativas de tratamento que podem ser fornecidas pelo seu médico ou outro profissional de saúde. Existem estudos limitados de drogas que são usadas para tratar enxaquecas durante a gravidez. O Paracetamol é relativamente seguro quando usado nas doses recomendadas. Muitos medicamentos para enxaqueca, não são bem estudados durante a gravidez, de modo que os benefícios potenciais para o paciente precisam ser pesados ​​contra os riscos para o feto antes que estes medicamentos sejam prescritos.

No entanto, muitas mulheres acham que suas dores de cabeça se estabilizam ou até se resolvem durante a gravidez. Isso pode estar relacionado a níveis hormonais mais consistentes que ocorrem durante esse período. Para diminuir o risco de defeitos congênitos, certos medicamentos utilizados para prevenir enxaquecas podem precisar ser descontinuados antes da gravidez.

Enxaqueca em crianças

A enxaqueca também pode afetar crianças. O tratamento é semelhante ao tratamento de enxaquecas em adultos, mas a dosagem de medicamentos pode precisar ser ajustada devido ao menor tamanho dos pacientes. Os tratamentos incluem:

  • – Medicamentos como paracetamol e ibuprofeno.
  • – Para dores de cabeça mais graves, alguns dos triptanos foram identificados como benéficos.
  • – Se ocorrerem dores de cabeça com frequência, a medicação diária pode ser justificada para prevenção.
  • – Dieta, padrões de sono regulares, exercícios de rotina, são potencialmente benéficos na diminuição da frequência e gravidade das enxaquecas em crianças.
  • – Identificar e evitar os gatilhos através do uso de um diário para a dor de cabeça.

Mais informações

A maioria das pessoas que têm enxaquecas podem controlar suas dores de cabeça com os medicamentos preventivos e mudanças de estilo de vida. No entanto, precisam estar conscientes de como seu estilo de vida pode afetar diretamente a frequência e gravidade de sua dor de cabeça. Controlar gatilhos de enxaqueca pode proporcionar ótimos benefícios.

Este artigo te ajudou?
  • +2 curtiram
  • 0 não curtiram