Sintomas de AVC: aprenda a identificá-los rapidamente

Rudney Dicas Saúde 23-10-15 avc, derrame, sintomas de avc comentários

Um AVC (acidente vascular cerebral) ou derrame, é uma das principais causas de morte que afeta muitas pessoas no mundo. O dano cerebral pode ser minimizado se for tratada rapidamente, mas para tratá-lo prontamente é preciso saber distinguir seus sintomas, mas especialmente aqueles que podem passar mais despercebidos do que outros.

É comum confundir os sinais de um acidente vascular cerebral por outros problemas de saúde, o que pode atrasar o tratamento e causar consequências graves. Então, hoje, vamos falar sobre alguns destes sintomas de AVC que podem passar despercebidos, mas que a partir de hoje vai considerar.

A cada minuto durante um acidente vascular cerebral, o cérebro perde uma grande quantidade de células. Quanto mais tempo uma pessoa não recebe socorro num AVC, maior a probabilidade de que o paciente tenha sequelas, como paralisias, perda de sensibilidade, perda da comunicação, déficit de memória, entre outros. Quando é detectado antes, o paciente pode ter um melhor tratamento, minimizar os danos e melhorar as hipóteses de recuperação total. Por isso, a necessidade de que mais pessoas conheçam os sintomas de AVC.

Sintomas de AVC

Dor de cabeça

Alguns tipos de derrame podem ter a dor de cabeça como sintoma. Mas não é qualquer dor de cabeça, quando está relacionada com esse problema, ela aparece de maneira súbita, aguda e bastante forte desde o começo. Outra dica para não confundir com qualquer outro problema como a enxaqueca, por exemplo, é prestar atenção nas diferenças entre sua dor normal de cabeça. No caso de um AVC, a dor pode mudar de padrão, começando com mais intensidade, em outro local da cabeça ou se o remédio que fazia efeito antigamente não funciona mais.

Visão dupla ou visão turva

Problemas de visão, como visão dupla, visão borrada ou perda de visão em um olho pode ser um sinal de que você está tendo um derrame. Muitas pessoas culpam estes sintomas pelo estresse, fadiga ou a idade. No entanto, um vaso sanguíneo bloqueado por consequência de um AVC, pode reduzir a quantidade de oxigênio que chega ao olho de modo que pode provocar problemas de visão.

Braços ou pernas dormentes

Se você acorda de um cochilo e está com um braço ou perna insensível, pode pensar que seja por causa de uma posição ruim que estava e que acabou comprimindo um nervo. Não que você precise chamar a emergência, mas esse é um dos possíveis sintomas de AVC, causado pela diminuição do fluxo sanguíneo através das artérias que passam pela coluna vertebral e provocam fraqueza, dormência ou perda de força em uma parte do corpo.

Dificuldade para falar

Esse é um efeito colateral que indica que você pode estar tendo um derrame e terá que procurar ajuda imediatamente.

Problemas de equilíbrio

Você pode pensar que está com problemas de equilíbrio depois de ter ingerido alguma bebida alcoólica, no entanto, é provável que o álcool não seja o culpado. É possível que esteja tendo uma diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro devido a um AVC. Se de repente você começa a tropeçar ou não consegue andar em linha reta, ou talvez esteja sofrendo uma tontura repentina sem motivo aparente, não exite em chamar socorro imediatamente.

Problemas para raciocinar

Dificuldade para pensar nas palavras certas ou perder sua linha de pensamento constantemente, pode ser um dos sintomas de AVC. Esses déficits cognitivos são um sinal comum de um acidente vascular cerebral. Por cansaço, sono e outros motivos, você pode algumas vezes demorar algum tempo para pensar e lembrar de uma palavra em particular, mas se isso afetá-lo por um longo período de tempo deve-se considerar o risco de um derrame.

Mais informações

É importante conhecer estes sinais, pois muitas vezes quem está tendo os sintomas de derrame não está ciente de que algo de errado está acontecendo, por isso, as pessoas que estão ao seu redor devem reconhece-los e agir rapidamente. A parte do cérebro que não está funcionando corretamente pode afetar a percepção de pacientes com acidente vascular cerebral e sua capacidade de pensar pode ser totalmente reduzida.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: