Para que serve e como fazer soro caseiro da maneira correta

Para que serve e como fazer soro caseiro da maneira correta

O soro caseiro é o nome popularmente conhecido do soro de reidratação oral. Trata-se de uma mistura simples de água, sal e açúcar, mas que pode ajudar a salvar muitas vidas, devido a uma desidratação profunda, que pode ser decorrente de diarreia ou vômitos.

A solução é usada no Brasil desde a década de 70 e contribuiu para redução da taxa de mortalidade infantil devido a desidratação no mundo inteiro, de acordo com o Ministério da Saúde.

Para que serve o soro caseiro?

O soro caseiro serve para reidratar o organismo em casos de desidratação. Geralmente, a desidratação é causada por quadros de diarreia e vômitos como mencionamos acima que afetam principalmente as crianças, além da dengue.

O soro ajuda a repor a água e sais minerais perdidos durante os quadros de saúde que acabamos de citar. Cerca de 95% dos casos de diarreia são tratados apenas com o soro caseiro. Para o restante, é necessário a administração de soro por via intra-venosa.

Muitas pessoas perguntam por que não tomar apenas água? Isso ocorre devido à desidratação não causar apenas perda de água, mas também dos sais do corpo.

A grande eficácia dessa receita caseira se dá porque sua composição é muito parecida com o o líquido que temos dentro do organismo. Esse líquido é formado por grande quantidade de água, além de sódio e glicose, que podemos encontrar no sal e no açúcar.

Dessa forma, o soro caseiro contribui para restabelecer o equilíbrio dos líquidos no organismo. A fórmula funciona da seguinte maneira: a glicose ajuda na absorção do sal, que, por sua vez, atraí as moléculas de água para dentro dos vasos.

Portanto, a combinação de sal e açúcar, ajuda na entrada de água nas células do organismo. Somente a água pura não conseguiria hidratar, pois o corpo não iria reter o líquido.

Além da desidratação, o soro caseiro também serve para outras condições de saúde, que podem desidratar o organismo, tais como as seguintes:

Soro caseiro para diarreia

A diarreia é considerada uma alteração do intestino caracterizada por um volume de fluidez e frequência mais elevadas de fezes. Ou seja, um aumento na frequência de evacuações, com mais de três ou quatro por dia. Por sua vez, este aumento é acompanhado por uma redução da sua consistência, tornando-se principalmente muito líquida.

A principal razão que causa o início da diarreia em adultos e crianças é devido a uma infecção adquirida a partir de uma intoxicação alimentar, bem como infecção por certos vírus. Na maioria dos casos, esses vírus são encontrados em alimentos contaminados ou água potável, e caracterizam-se especialmente pela sua facilidade de contágio.

No entanto, existem outras causas relacionadas que causam diarreia. Por exemplo, várias doenças inflamatórias intestinais (como é o caso da síndrome do intestino irritável ou doença de Crohn), insuficiência do pâncreas ou certas tensões emocionais que causam ansiedade e estresse.

Em caso de diarreia que é essencial beber bastante de fluidos ao longo do dia. A este respeito, você pode optar além do soro caseiro, por água com suco de limão, chás, água de arroz e água de cenoura.

Soro caseiro para vômitos

Assim como no caso da diarreia, o vômito também causa grande perda de líquidos no corpo, podendo causar uma desidratação. O vômito é um reflexo incontrolável que expulsa o conteúdo do estômago através da boca. O vômito ocorre frequentemente após a náusea, um termo que descreve a sensação de vomitar.

Vômitos não são doenças, mas são sintomas de muitas condições, tais como:

  • – Primeiros estágios da gravidez (náuseas ocorrem em aproximadamente 50%-90% de todas as gravidezes)
  • – Vômitos induzidos por medicação
  • – Dor intensa
  • – Estresse emocional (como o medo)
  • – Doença da vesícula biliar
  • – Envenenamento alimentar
  • – Intoxicações alimentares
  • – Comer em excesso
  • – Uma reação a certos cheiros ou odores
  • – Ataque cardíaco
  • – Concussão ou lesão cerebral
  • – Tumor cerebral
  • – Úlceras
  • – Algumas formas de câncer
  • – Bulimia ou outras doenças psicológicas
  • – Gastroparesia ou esvaziamento lento do estômago (uma condição que pode ser observada em pessoas com diabetes)
  • – Ingestão de toxinas ou quantidades excessivas de álcool

Além dessas, existem muitas outras causas de vômitos. O tempo desse desconforto pode indicar a sua causa. Ao aparecer logo após uma refeição, náuseas ou vômitos podem ser causados ​​por intoxicação alimentar, gastrite (inflamação do revestimento do estômago), uma úlcera ou bulimia.

Em casos de vômitos de uma a oito horas após uma refeição também podem indicar intoxicação alimentar. No entanto, certas bactérias transmitidas por alimentos, como salmonelas, podem levar mais tempo para produzir sintomas.

Em caso de vômitos frequentes e durante um longo período, sem que haja causa aparente, deve-se procurar um médico para uma avaliação.

O vômito, especialmente se vier com diarreia, pode causar desidratação. Isso é mais provável que aconteça com crianças. Ao cuidar de uma criança doente, fique atento aos sintomas que significam que a criança precisa de água, tais como lábios e boca secos, pulsação e respiração rápidas.

Soro caseiro para virose

A virose pode causar desidratação e necessitar da ingestão do soro caseiro, pois muitas vezes é acompanhada de diarreia e vômitos. Como vimos, estas condições podem causar desidratações graves.

As viroses são bastantes comuns. Elas são causadas por vírus e tem a característica de durarem pouco tempo, geralmente não passam dos 10 dias. Além de diarreia e vômitos, as viroses também podem causar mal estar, perda de apetite, febre e dor na barriga.

Soro caseiro para dor de barriga

A diarreia é muitas vezes descrita como dor de barriga, devido a este ser um possível sintoma dessa condição. Portanto, como vimos, é também uma das causas de desidratação que devem ser tratadas com o uso do soro caseiro.

Como fazer soro caseiro?

Se você ainda não sabe como se faz soro caseiro, saiba que a receita é bem simples e requer ingredientes bastante comuns que temos em casa, como sal, açúcar e água potável.

O preparo consiste na mistura de 3,5 gramas de sal, mais 20 gramas de açúcar diluídos em 1 litro de água filtrada ou fervida. O que significa 1 colher de chá de sal + 1 colher de sopa de açúcar.

A quantidade de sal e açúcar em sua preparação deve ser corretamente medida para que o soro realmente faça o efeito desejado. Em casos de uma dosagem errada dos ingredientes, o soro pode fazer mal ao paciente.

Para fazer o soro caseiro de forma mais segura, você vai precisar de uma medida para fazer soro caseiro, também chamada de colher padrão. Esta colher pode ser facilmente adquirida, muitas vezes de graça, em farmácias populares ou postos de saúde.

A colher padrão para o preparo do soro caseiro é recomendada pela UNICEF, e garante uma medida mais precisa ao soro, evitando erros.

Receita de soro caseiro

Além da receita feita com a medida da colher padrão, que é o mais indicado, vamos também ensinar como fazer com uma colher de sopa. As receitas abaixo são de 200 ml e 1 litro:

Soro caseiro 200ml

Esta é a receita com padrão, feita com a colher própria para medição. É também o método mais indicado de preparo.

  • – 2 medidas rasas de açúcar, do lado maior da colher padrão
  • – 1 medida rasa de sal, do lado menor da colher padrão
  • – 200 ml de água filtrada, fervida ou mineral engarrafada

Como fazer um litro de soro caseiro?

Se quiser fazer uma grande quantidade de soro para ir tomando ao longo do dia, pode optar pela seguinte receita:

  • – 1 litro de água filtrada, fervida ou mineral engarrafada
  • – 1 colher de sopa bem cheia de açúcar ou 2 colheres rasas de açúcar
  • – 1 colher de café de sal

O soro pode ser guardado por no máximo 24 horas. No entanto, deve estar bem fechado e, se possível, refrigerado. Passado este tempo, o mesmo deve ser jogado fora.

Há a possibilidade também de usar o soro pronto. Este pode ser retirado gratuitamente nos postos de saúde ou comprado numa farmácia. A diferença deles, é que o feito em casa pode ter erros na proporção de sal e açúcar, já o pronto vem nas proporções adequadas.

Como tomar soro caseiro?

O soro caseiro deve ser tomado em pequenas quantidades frequentes ao longo do dia. No entanto, não se deve ingerir mais do que meio copo de soro de uma só vez. Para administração em bebês e crianças, o soro deve ser dado numa colher.

Outras formas de ingerir o soro são:

  • – 150 a 300 mL em uma hora
  • – 1 colher de sobremesa a cada 2 minutos, para que se ingira um copo por hora
  • – 10 ml por quilo de peso corporal do paciente
  • – 2 ml por quilo de peso corporal cada vez que o paciente tiver um episódio de vômito
  • – 50 ml por quilo de peso corporal a cada 4 horas, no caso das crianças

Um médico pode adaptar o valor de sua ingestão de soro, dependendo do seu quadro de diarreia e desidratação. A principal intenção é tomar a mesma quantidade de soro, que a quantidade de líquidos perdidos durante a diarreia ou vômitos.

Como essa quantidade pode ser difícil de se determinar, a sensação de sede e boca seca é um ótimo sinal para que você deva ingerir o soro.

A urina também pode ajudar a reconhecer o estado de hidratação. Isto porque os pacientes que apresentam desidratação produzem uma urina com odor mais forte, de cor intensa e pouco volume.

Soro caseiro para bebê

O soro caseiro não deve ser administrado para bebês que mamam exclusivamente no peito. Em crianças, especialmente as com pouco tempo de vida, a desidratação pode ocorrer rapidamente e, se não tratada a tempo, pode ser fatal.

Os sintomas de desidratação em bebês são:

  • – A criança não molha a fralda há seis horas ou usou menos de seis fraldas nas últimas 24 horas
  • – A urina se apresenta na cor amarela escuro
  • – O bebê se movimenta menos que o normal
  • – A moleira do bebê está funda
  • – A boca do bebê está seca demais
  • – Não há presença de lágrimas quando o bebê chora

O que você pode fazer em casa, caso o bebê apresente sintomas de desidratação é oferecer bastantes líquidos a ele, que pode ser o leite materno ou fórmula de leite em pó que está acostumado a tomar. Apesar de ser raro que bebês amamentados com leite materno fiquem desidratados, isso as vezes pode ocorrer.

Soro caseiro para adulto

Apesar de ser mais comum dar o soro caseiro para crianças, adultos de qualquer idade também podem se beneficiar dele quando há risco de desidratação.

Contraindicações do soro caseiro

Apesar de ser uma grande aliado à saúde, há algumas contraindicações ao soro caseiro. Este líquido não deve ser dado para crianças pequenas que são alimentadas somente com amamentação. Além disso, diabéticos (devido ao açúcar) e hipertensos (devido ao sal), só devem fazer o uso sob indicação e orientação de um médico.

O risco para estes pacientes é pequeno, devido as poucas quantidades de sal e açúcar presentes no soro. Mesmo assim, é preciso cautela quanto a seu uso.

Em casos, por exemplo, de crianças com diabetes tipo 1, os quadros de desidratação são tratados somente com internação hospitalar e acompanhamento médico.

Soro caseiro para inalação

O soro para inalação não é o mesmo que o feito para desidratação, que acabamos de conhecer. O que é usado para inalação é o soro fisiológico, que é comprado em farmácias. Este tipo de soro também pode ser feito em casa. Confira sua receita:

  • – 1 litro de água destilada
  • – Sal

O preparo deste soro também é bem simples. Basta misturar bem 100 ml de água com ou 36 g de sal, até que esteja totalmente dissolvido. Adicione esta mistura em mais 1 litro de água destilada e está pronto.

Conclusão

O soro caseiro, feito apenas com água, sal e açúcar, é um grande aliado no combate a desidratação e pode salvar muitas vidas. Agora que você aprendeu como fazê-lo, use-o sempre que tiver uma diarreia ou vômito, para que se sinta melhor e se recupere mais rapidamente.

Este artigo te ajudou?
  • +3 curtiram
  • -3 não curtiram