Os perigos da poluição sonora para nossa saúde, segundo a OMS

Rudney Dicas Saúde 01-02-15 ouvido, perda de audição, Poluição sonora comentários

Vivemos cercados pelo ruído. Durante todo o dia, em qualquer lugar e em quase qualquer todo o momento. Vizinhos irritantes e barulhentos, buzinas de carros, obras em vias públicas, o barulho do despertador todas as manhãs…

O ruído é um outro tipo de poluição que ocorre principalmente nas grandes cidades. Alguma vez você já parou para pensar em algum momento, como essa poluição sonora nos afeta? Hoje vamos satisfazer a sua curiosidade com dados fornecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que demonstram a relação inevitável entre a poluição sonora e nosso bem-estar.

Problemas de estresse, ansiedade e distúrbios do sono

Segundo a OMS, os sons inferiores a 70 decibéis não representam nenhum dano para os nossos ouvidos. No entanto, quando o som excede 85 decibéis e ocorre em um período de oito horas, pode ser muito perigoso para a saúde. Mas, além das consequências físicas, a poluição sonora vai muito mais longe.

Além da perda de audição e doenças relacionadas ao ouvido, a poluição sonora a que estamos expostos diariamente pode ter outras consequências psicológicas, como estresse, irritabilidade e até mesmo problemas de sono.

Perda de audição e enfermidades neurológicas

Além disso, a poluição sonora pode também causar outros problemas, tais como perda de concentração e mesmo doenças neurológicas, ainda que este último em menor porcentagem.

Mais informações

Nós todos acabamos experimentando este tipo de poluição tão irritante quando expostos a ruídos cotidianos muitas vezes inevitáveis. Por isso, para cuidar principalmente de nossa audição, é preciso tomar cuidado ao usar fones de ouvido e, se você trabalha em locais com muito barulho, respeitar as normas de segurança da empresa e usar sempre protetores auriculares.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: