O que é leptospirose, quais seus sintomas e como tratá-la

O que é leptospirose, quais seus sintomas e como tratá-la

A leptospirose é uma doença infecciosa que pode ocorrer em seres humanos e em animais. Hoje, vamos conhecer mais sobre essa doença, seus sintomas, como é contraída e como é seu tratamento.

O que é leptospirose

A leptospirose (também conhecida como síndrome de Weil) é uma doença causada por bactérias (Leptospira interrogans) que produzem uma ampla gama de sintomas que podem ocorrer em duas fases.

A doença é espalhada pela urina de animais infectados de muitas espécies, tanto domésticos, como cães e cavalos, e selvagens como roedores ou porcos. As bactérias podem sobreviver na água e no solo por meses. A doença é mais comum em climas temperados e tropicais.

Leptospirose sintomas

Os sintomas da leptospirose são variáveis ​​e semelhantes às observadas em muitas outras doenças. Os sintomas podem surgir cerca de dois dias a quatro semanas após a exposição à bactéria. Embora algumas pessoas não tenham sintomas, outras podem apresentar:

  • – Febre alta
  • – Dor de cabeça
  • – Dores musculares dores
  • – Fadiga
  • – Dor de garganta
  • – Dor abdominal
  • – Vômitos
  • – Diarreia
  • – Icterícia
  • – Erupção cutânea

Estes sintomas geralmente ocorrem na primeira fase da infecção, e quando presentes, geralmente ocorrem abruptamente. Em alguns pacientes, os sintomas e não progridem para a segunda fase. Outros podem parecer recuperar-se brevemente, mas têm uma recaída (cerca de 5% a 10% dos casos) com sintomas mais graves e danos aos órgãos. Os sintomas da segunda podem ser mais graves e incluem os seguintes:

  • – Icterícia
  • – Insuficiência renal, hepática ou respiratória
  • – Hemorragia pulmonar
  • – Arritmia cardíaca
  • – Pneumonia
  • – Meningite
  • – Choque séptico

A segunda fase da leptospirose é chamada de síndrome de Weil. Se não for tratada corretamente, alguns pacientes podem desenvolver complicações a longo prazo, como problemas nos rins e pulmões. A taxa de mortalidade é de cerca de 1% a 5%.

Como pegar leptospirose?

A causa da leptospirose é a bactéria Leptospira. A bactéria infecta muitos tipos de animais (muitos animais selvagens, roedores, cães, gatos, porcos, cavalos ou gado, por exemplo) que posteriormente contaminam água de enchentes, lagos, rios e solo quando urinam porque as bactérias estão presentes na urina.

A bactéria, em seguida, infecta os seres humanos quando eles entram em contato com a bactéria, que penetra através na pele com ferimento, membranas mucosas ou quando é ingerida. As bactérias se multiplicam no fígado, nos rins e no sistema nervoso central. A transferência de pessoa a pessoa desta doença é rara.

Veterinários e pessoas com contato constante com animais também estão em maior risco de contrair essa doença.

Diagnóstico da leptospirose

Os médicos fazem um diagnóstico da doença com base na história do paciente e no exame físico. Apenas laboratórios especializados realizam testes sorológicos para leptospirose.

Os profissionais de saúde podem realizar testes isolando as bactérias do paciente ou por um teste de aglutinação microscópico positivo. Os testes podem fornecer evidências adicionais de infecção. Pacientes com sintomas graves devem ser tratados, pois testes confirmatórios são demorados.

Leptospirose tem cura?

A leptospirose tem cura, mas é preciso fazer o tratamento adequado para evitar que a doença progrida para sua forma mais grave. Médicos clínicos, pediatras e especialistas em medicina de emergência tratam frequentemente a leptospirose.

Leptospirose tratamento

O tratamento para essa doença é feito com o uso de medicamentos e outras medidas que vão auxiliar o corpo na sua recuperação. Os casos mais leves podem ser tratados em ambulatório, no entanto, em casos graves, a internação pode ser necessária.

O uso de antibióticos é indicado para tratar a leptospirose. Muitos especialistas optam por tratar com doxiciclina ou Clordox. Somente um médico pode dizer qual melhor medicamento para você.

É importante dizer que você nunca deve se automedicar, pois isso pode piorar a doença. Além disso, é de extrema importância tomar a medicação pelo tempo, dose e modo indicado por seu médico.

Prognóstico da leptospirose

No geral, o prognóstico da leptospirose é bom. Muitas pessoas ficam infectadas e recuperam-se espontaneamente sem tratamento. No entanto, o prognóstico piora à medida que os sintomas aumentam.

Pessoas com síndrome de Weil podem ter um prognóstico variando de bom a ruim, dependendo da resposta ao tratamento. As mulheres grávidas que se tornam infectadas têm uma alta taxa de mortalidade fetal, especialmente se adquirem a doença no início da gravidez.

Como prevenir a leptospirose?

Evitar o contato com excremento de animais, boa higiene e evitar a contaminação de água e solo são outras maneiras de reduzir a chance de obter leptospirose.

Outras medidas incluem evitar o contato com enchentes ou inundações. Isso está ligado a obras de saneamento básico e melhorias nas habitações humanas.

Pessoas que trabalham com a limpeza de bueiros, esgoto, lamas ou entulhos, devem se proteger usando luvas e botas de borracha. O combate aos ratos também é importante para prevenir casos da doença.

Conclusão

A leptospirose é uma doença curável, mas o tratamento e o diagnóstico precoce são fundamentais. Se uma pessoa teve contato com enchente ou esgoto e, posteriormente, apresenta sintomas como febre, dor de cabeça e dores no corpo, deve procurar ajuda médica imediatamente.

  • o que é leptospirose
Este artigo te ajudou?
  • +3 curtiram
  • -1 não curtiram