O que é hepatite B, quais seus sintomas e tratamentos

O que é hepatite B, quais seus sintomas e tratamentos

A hepatite é uma doença que causa inflamação do fígado, geralmente causada por um vírus, uso de medicamentos ou abuso de álcool. As mais frequentes são as causadas pelos vírus dos tipos A, B e C. Hoje, vamos conhecer mais sobre a hepatite B, apresentando seus sintomas e como deve ser tratada.

O que é hepatite B?

A hepatite B é causada por um vírus que infecta o fígado. Existe a hepatite B aguda e crônica. Na aguda, os pacientes ficam doentes por um curto período de tempo e rapidamente estão recuperados.

No entanto, as vezes, o vírus causa uma infecção a longo prazo, chamada hepatite B crônica, que ao longo do tempo, pode danificar seu fígado. Bebês e crianças pequenas infectadas com o vírus são mais propensos a contrair hepatite B crônica. A infecção crônica pode nunca desaparecer completamente.

Você pode ter hepatite B e não saber disso, pois a doença pode não ter sintomas. Estima-se que 15% da população brasileira já foi contaminada e 1% é portadora crônica da doença.

Hepatite B sintomas

Muitas pessoas com hepatite B não sabem que têm, porque pode não apresentar sintomas. Se você tem sintomas, pode apenas sentir que está com gripe. Os sintomas incluem:

  • – Dor abdominal
  • – Urina escura
  • – Sentir muito cansado
  • – Febre baixa
  • – Dor de cabeça
  • – Não querer comer
  • – Sensação de vômito
  • – Dor de barriga
  • – Fezes esbranquiçadas
  • – Olhos e pele (icterícia) amarelados. A icterícia geralmente aparece somente depois que outros sintomas começaram a desaparecer

Hepatite B transmissão

A hepatite B é causada por um vírus, chamado também de VHB. O vírus age dentro do corpo atacando as células do fígado (hepatócitos), e começa a se multiplicar, isso então causa à inflamação do fígado.

Como se pega hepatite B?

A doença pode ser transmitida através do contato com o sangue e fluidos corporais de uma pessoa infectada. A hepatite B é também considerada uma DST (doença sexualmente transmissível), pois pode ser transmitida através do sexo sem proteção.

Você pode obter a hepatite B se você:

  • – Fazer sexo (vaginal, anal ou oral) com uma pessoa infectada sem usar um preservativo
  • – Compartilhar agulhas (usadas para drogas injetáveis) com uma pessoa infectada
  • – Fazer uma tatuagem ou piercing com ferramentas que não foram esterilizadas
  • – Compartilhar itens pessoais como máquinas de barbear ou escovas de dentes com uma pessoa infectada
  • – Tenha tido uma transfusão de sangue antes de 1992
  • – Seja filho de mãe com hepatite B
  • – Tenha ou que já teve familiares com hepatite b

Uma mãe que tem o vírus pode passar para o bebê durante o parto. Especialistas médicos recomendam que todas as mulheres grávidas sejam testadas para a hepatite B. Se você tem o vírus, seu bebê pode receber tratamento para ajudar a prevenir a infecção pelo mesmo.

Você não pode obter a hepatite B de contato casual, como abraçar, beijar, espirrar, tossir ou compartilhar alimentos ou bebidas.

Diagnóstico da hepatite B

Um exame de sangue simples pode informar o seu médico se você tem o vírus da hepatite B agora ou se teve no passado. Se o seu médico suspeitar de danos ao fígado pela hepatite B, pode pedir uma biópsia hepática para analisar a condição do órgão.

Hepatite B tem cura?

A hepatite B tem cura, mas deve-se fazer o tratamento corretamente. Se você sabe que foi infectado, antes de 24 horas após o contágio, deve procurar imediatamente um médico para receber a vacina contra a hepatite B e uma injeção de imunoglobulina, isso pode evitar que você desenvolva a doença.

Caso você não saiba que foi infectado e já foi diagnosticado com a doença, é essencial seguir todas as recomendações médicas para evitar que a doença evolua e provoque complicações graves.

Hepatite B tratamento

Não existe tratamento específico para hepatite B. As principais metas de tratamento para pacientes com infecção por hepatite B são para prevenir a progressão da doença, particularmente cirrose, insuficiência hepática ou carcinoma hepatocelular (HCC).

Na maioria dos casos, a hepatite B, quando aguda, desaparece por conta própria. Você pode aliviar seus sintomas em casa descansando, comendo alimentos saudáveis, bebendo muita água e evitando álcool e drogas.

Pergunte a seu médico que medicamentos pode usar para aliviar certos sintomas. Além disso, pergunte a seu médico quais medicamentos e produtos à base de plantas deve evitar, porque alguns podem causar danos ao fígado.

O tratamento para hepatite B crônica depende de se sua infecção está piorando e se você tem danos ao fígado. A maioria das pessoas com hepatite B crônica pode viver uma vida ativa e completa cuidando de si mesma e fazendo exames regulares. Existem remédios para a hepatite B crônica, mas podem não ser adequados para todos. Trabalhe com seu médico para decidir se o medicamento é ideal para você.

Às vezes, a hepatite B crônica pode causar danos graves ao fígado. Se isso acontecer, você pode precisar de um transplante de fígado.

Vacina hepatite B

A vacina contra a hepatite B é a melhor forma de prevenir a infecção. A vacina é obrigatória e faz parte do calendário de vacinação nacional. Os adultos em risco e todos os bebês, crianças e adolescentes devem ser vacinados. Profissionais da área da saúde, portadores da hepatite C, alcoólatras e pessoas com outras doenças hepáticas também devem ser vacinadas.

A vacina leva a formação de anticorpos contra o vírus da hepatite B. A hepatite B também pode ser evitada pela vacina para hepatite A e B.

Prevenção da hepatite B

Como dito, a vacinação é a melhor forma de prevenir essa doença, mas também existem outras, tais como:

  • – Usar um preservativo quando tiver relações sexuais
  • – Não compartilhar agulhas
  • – Usar luvas de látex ou plástico se você tiver que tocar sangue
  • – Não compartilhar escovas de dentes ou máquinas de barbear
  • – Não fazer tatuagens ou certificar-se de que as agulhas utilizadas foram limpas de forma adequada e são estéreis

Conclusão

A hepatite B é uma doença causada por um vírus que afeta o fígado e pode causar graves consequências a esse órgão. Por muitas vezes não causar sintomas, se você estiver dentro de seus fatores de risco, é importante fazer o exame para diagnosticar a doença e começar seu tratamento o quanto antes.

Este artigo te ajudou?
  • +5 curtiram
  • -4 não curtiram