O que é depressão crônica?

Jeferson Depressão, Doenças 13-12-13 depressão crônica, sintomas da depressão, tratamentos para depressão comentários

depressão cronica capa

O transtorno depressivo consiste, também conhecido como distimia, é um problema que afeta muitas pessoas em todo o mundo. Está relacionado com problemas no estado de ânimo e na vontade. Neste post te passaremos os detalhes do que é a depressão crônica e seu tratamento.

Características da depressão crônica

depressão cronica 1

Segundo a definição oferecida pelos médicos, um grave quadro de depressão pode afetar uma pessoa adulta com no mínimo 2 anos, e aos adolescentes e crianças 1 ano. Os familiares e amigos da pessoa que sofrem de depressão crônica, podem confundir os sintomas como parte do caráter e personalidade da pessoa.

Os sintomas da depressão crônica mais comum são as trocas bruscas de ânimo, o passar por longos períodos de tristeza, choro, falta de vontade, sono excessivo e outros transtornos.

Além disso, os que sofrem da doença tem baixa autoestima, pouca capacidade para desfrutar de qualquer evento da vida, estão sempre cansados e sem vontade de fazer nada, pensam que são fracassados e no geral até podem renunciar um trabalho ou deixar de estudar ou praticar esportes. Não encontrar prazer nas atividades que realizavam antes e aumentam os complexos sobre si mesmo.

Causas da depressão crônica

Os estudos mesmo que não saiba de forma precisa as razões que levam ao transtorno, Mas identificam como possíveis causas os traumas, problemas no trabalho ou pessoais, conflitos de interesses, falta de apoio familiar ou social, introversão, picos de estresse e até por herança.

Também se crê que algumas pessoas são mais vulneráveis a sofrerem de depressão crônico e que a enfermidade “espera uma ocasião para se despontar”.

Como se trata a distimia

depressão cronica 2

É uma doença crônica, o certo é que se pode ser tratada. O diagnóstico precoce da distimia é o mais importante e a consulta com o psiquiatra ou psicólogo pode ser realmente útil.

O tratamento da distimia pode reduzir a intensidade e a duração dos sintomas e até diminuir as possibilidades de passar a ser um quadro maior, com pensamentos suicidas, por exemplo.

Os médicos só utilizam a psicoterapia, ou terapia de conversação, que se combina com a ingestão de antidepressivos. Nas sessões o paciente fala sobre seus medos, suas tristezas, seus traumas, seus problemas até encontrar uma solução.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: