O que é astigmatismo e como tratar esse problema

O que é astigmatismo e como tratar esse problema

Um astigmatismo muitas vezes começa no início da vida, ao contrário de muitos outros problemas de visão que se desenvolvem mais tarde. Na verdade, acredita-se que a maioria das pessoas tenha pelo menos um pequeno grau de astigmatismo em um ou em ambos os olhos.

Um ligeiro astigmatismo nem sempre é um problema e não necessariamente muda a visão de alguém, por isso, muitas pessoas não sabem que têm esse problema e só descobrem depois que visitam um oftalmologista.

É possível evitar o astigmatismo ou diminuir o risco de desenvolve-lo? Especialistas acreditam que a genética, visão não corrigida quando criança, doença ocular, ou um impacto no olho pode aumentar as probabilidades de um astigmatismo. Os tratamentos mais comuns para o astigmatismo incluem a intervenção precoce para prevenir a piora da visão e o uso de óculos ou lentes de contato. Em uma porcentagem pequena dos casos, os especialista recomendam uma cirurgia. Se você já tem problemas de visão, ou uma história familiar de astigmatismo, uma dieta rica em vitaminas e antioxidantes podem proteger seus olhos.

O que é astigmatismo?

A definição de astigmatismo é um defeito na córnea ou em uma lente causada por um desvio da curvatura esférica. Isso resulta em imagens distorcidas e borradas, pois os raios de luz são impedidos de se reunir em um foco comum. Em outras palavras, o astigmatismo ocorre devido a um “erro refrativo”, ou como a luz atinge o olho, sendo assim, a luz reflete e focaliza anormalmente, então as imagens não são tão nítidas ou claras como poderiam ser.

O astigmatismo faz com que a luz não se concentre em um único ponto da parte do olho chamada retina. Isso causa visão irregular e distorce as imagens. Normalmente, a córnea e a lente do olho são lisas e curvas igualmente em todas as direções, ajudando a focar raios de luz fortemente sobre a retina na parte de trás do olho. No entanto, se sua córnea ou cristalino não é lisa e uniforme, os raios de luz não são refratados corretamente.

A retina geralmente focaliza a luz em um único e pequeno local para produzir uma visão clara. No entanto, devido à forma de um olho que tem um astigmatismo, muitos pontos focais ocorrem. Estes pontos focais podem desenvolver tanto na frente da retina ou atrás dela, ou às vezes em ambos, o que provoca uma visão distorcida.

O astigmatismo não é uma doença do olho, como glaucoma, porque o próprio olho afetado pode ser perfeitamente “saudável”. Também não está relacionado com a idade, pois pode afetar pessoas mais jovens.

Sintomas do astigmatismo

Os sinais e sintomas de astigmatismo mais comuns incluem:

– Visão turva, especialmente em torno das bordas de um objeto. A visão turva pode afetar a visão próxima e distante.
– Imagens duplas ou distorcidas. Quando um astigmatismo é alto, algumas pessoas descrevem ver como se elas estivessem vendo as imagens através de um vidro que tem uma superfície irregular.
– Dores de cabeça, especialmente quando forçar a visão com frequência.
– Tensão do olho ou fadiga ocular.
– Fotofobia (sensibilidade à luz).
– Letras ou formas podem aparecer mais finas, comprimidas, esticadas ou inclinadas do que o normal. Você pode ver melhor em algumas direções do que outras (vertical, horizontal ou diagonal) ou reconhecer algumas letras ou formas mais facilmente do que outras.

Fatores de risco e causas do astigmatismo

O que faz com que a córnea ou lente tomem um forma anormal causando um astigmatismo? As causas principais e os fatores de risco para o astigmatismo incluem:

– Genética. A maioria das pessoas que têm algum grau de astigmatismo, geralmente tem um parente próximo que sofre do mesmo problema.

– Uma lesão ocular que pode causar cicatrizes nos olhos e desenvolvimento anormal dos músculos oculares.

– Cicatrização na córnea por algumas razões, como uma cirurgia ocular mal curada. Casos de astigmatismo grave são, por vezes, devido a procedimentos cirúrgicos que envolvem cortes na córnea, como os feitos por laser para corrigir miopia. Outras causas podem ser cicatrizes após operações realizadas nos músculos extra-oculares para corrigir cintilação.

– Acidentes que não envolvem diretamente os olhos, como acidentes de carro ou impactos fortes, também podem desencadear astigmatismo em alguns pacientes. O modo como os olhos funcionam pode mudar se lesões afetam os músculos do pescoço que estão conectados com os músculos extra-oculares.

– Ceratocone, uma doença que provoca um enfraquecimento gradual da córnea. Com o tempo, isso pode fazer que a córnea tenha a forma de cone.

Hábitos como ler em pouca luz, usar o computador por muitas horas ou assistir televisão demais, embora haja um debate sobre o quanto esses hábitos podem piorar ou contribuir para problemas comuns de visão, muitos especialistas acham que é “um mito” que eles causem astigmatismo. O que parece provável é que esses fatores podem piorar os sintomas como fadiga ocular ou mesmo dores de cabeça.

Tratamento convencional para astigmatismo

Os astigmatismos leves são muito comuns e geralmente não precisam ser corrigidos até que comecem a causar alterações na visão. Os sintomas são normalmente tratáveis ​​usando lentes de contato ou cirurgia. No entanto, a condição em si é crônica e, portanto, geralmente ocorre por toda a vida. Os pacientes que acreditam que podem ter um astigmatismo devem sempre procurar um oftalmologista, a fim de discutir opções de tratamento.

Tratamentos como óculos especiais ou lentes de contato que podem ajudar a corrigir a visão naqueles com problemas de visão vão exigir um diagnóstico médico e prescrição. Normalmente não são necessários testes laboratoriais invasivos para fazer um diagnóstico. Muitos oftalmologistas também diagnosticam um declínio na visão usando refração e testes de retinoscopia ou dispositivos computadorizados que encontram a inclinação/forma dos olhos.

A cirurgia refrativa com laser raramente é realizada. Esta cirurgia a laser muda a forma da sua córnea, mas o paciente deve ter uma retina saudável e cicatrizes limitadas para que ela funcione. A cirurgia LASIK é um procedimento em que um cirurgião corta uma camada fina da córnea. Em seguida, um laser remove alguns tecidos de debaixo da área cortada para remodelar a córnea e evitar a dispersão da luz.

Como prevenir complicações do astigmatismo

1 – Detecção precoce e manter visitas regulares ao médico

Mesmo as crianças podem ter sintomas de um astigmatismo, por isso é importante agendar um exame anual de olho para detectar problemas precoces de visão. O astigmatismo não tratado pode se tornar pior ao longo do tempo e contribuir para problemas como dores de cabeça regulares, fadiga e letargia. Pode até causar dificuldade para se concentrar e aprender na escola. Em pacientes mais jovens o problema deve ser tratado o mais cedo possível. Problemas de visão não tratados estão ligados ao mau desempenho escolar e esportivo.

2 – Óculos e lentes de contato

Embora muitos pacientes hoje prefiram usar lentes de contato, o astigmatismo pode ser melhor corrigido usando lentes. Se você já usa óculos por outro problema de visão (como miopia ou hipermetropia), então idealmente suas lentes também devem ser modificadas para o seu astigmatismo. Nem todo paciente reage bem no início das lentes de contato ou mesmo óculos para astigmatismo.

Um tipo especial de lentes de contato denominada tórica é mais frequentemente usada para tratar sintomas de astigmatismo. No passado, apenas as lentes de contacto rígidas eram utilizadas. No entanto, lentes tóricas mais recentes geralmente são mais confortáveis. Para casos graves, lentes de contato rígidas ou óculos podem ser a melhor opção a longo prazo.

3 – Prevenir o agravamento do problema cuidando dos olhos

A maioria dos especialistas acha que os astigmatismos não podem ser evitados. Os sintomas podem piorar se os olhos estão danificados ou a visão não é tratada. Razões que podem piorar um quadro de astigmatismo incluem:

– Manter uma má dieta que provoca inflamação ou condições de saúde como diabetes e alterações da pressão arterial, etc.

– Exposição excessiva dos olhos a luz UV ou luz azul de dispositivos eletrônicos, o que pode piorar a tensão ocular ou dores de cabeça. Use óculos escuros ou um chapéu enquanto estiver ao sol para proteger seus olhos.

– Falta de nutrientes nas principais vitaminas, minerais e antioxidantes que suportam a saúde ocular.

– Outros fatores incluem envelhecimento, estilo de vida sedentário, uso de drogas ou o hábito de fumar.

Certifique-se de cuidar de seus olhos comendo uma dieta rica nos nutrientes benéficos aos olhos, tais como:

– Luteína e zeaxantina.
– Antioxidantes como vitamina C, vitamina E, vitamina A, carotenoides, licopeno e glucosamina.
– Zinco.
– Ácidos gordurosos de ômega 3.

Todas estes nutrientes ajudam a combater os danos dos radicais livres, prevenir a degeneração macular, diminuir o risco de catarata, reduzir o risco de glaucoma, a fadiga ocular, a sensibilidade ao brilho e à luz e deixar os tecidos dos olhos e outras áreas mais fortes.

Alguns dos melhores alimentos que fornecem vitaminas para os olhos incluem: cenouras, folhas verdes, vegetais crucíferos, frutas cítricas, batata doce, feijão verde, ovos, frutas vermelhas, mamão, manga, kiwi, melão, goiaba, milho, pimentão vermelho, ervilhas, nozes, sementes, frutos do mar e carnes.

Mais informações

Consulte um médico se a sua visão muda, ou se você tem dores de cabeça que você acha que estão ligadas à sua visão. Se o seu astigmatismo piorar rapidamente, você pode estar experimentando o início de uma doença ocular mais grave. Isso pode incluir ceratocone, quando o centro da córnea fica em forma de cone. Também é melhor descartar outro problema como relacionado com a idade como degeneração macular, glaucoma, catarata ou neuropatia óptica.

Este artigo te ajudou?
  • +6 curtiram
  • 0 não curtiram