Infecção urinária: tudo o que precisamos saber

Infecção urinária: tudo o que precisamos saber

A infecção urinária (também chamada de cistite) é a presença de bactérias, fungos, vírus ou microrganismos em qualquer parte do trato urinário. Quando não tratada adequadamente, pode causar complicações, levando à infecção dos rins e infecção das vias urinárias superiores (pielonefrite).

A infecção ocorre quando os microrganismos se multiplicam ao redor da uretra e conseguem se infiltrar no canal da urina até chegar à bexiga, provocando a infecção. Na maioria dos casos a causa principal é provocada por uma bactéria que integra a flora intestinal (Escherichia coli). A infecção ocorre principalmente em mulheres de todas as idades e sexualmente ativas.

As infecções urinárias têm nomes diferentes dependendo de onde elas ocorrem:

  • – Infecção da bexiga: cistite
  • – Infecção por uretra: uretrite (são muito raras)
  • – Infecção renal: pielonefrite

Sintomas de infecção urinária

Infecção urinária

Os sintomas de uma infecção do trato urinário podem depender da idade, do sexo e da parte do trato urinário infectada.

  • – Dor e ardência ao urinar
  • – Micções urinárias muito frequentes e de pequeno volume
  • – Urina com mau cheiro, cor opaca e filamentos de muco
  • – Dor na uretra e pélvis
  • – Presença de sangue na urina
  • – Febres, calafrios e náuseas em alguns casos

O que causa infecção urinária?

A grande maioria dos casos de infecção urinária são causados ​​pela bactéria Escherichia coli (E. coli), geralmente encontrada no sistema digestivo. A bactéria Chlamydia e Mycoplasma pode infectar a uretra, mas não a bexiga.

Pessoas de qualquer idade e sexo podem desenvolver esse problema. No entanto, algumas pessoas correm maior risco do que outras. Os seguintes fatores podem aumentar a probabilidade de desenvolver infecção urinária:

  • – Relações sexuais (especialmente se for mais frequentes, intensas e com múltiplos ou novos parceiros)
  • – Diabetes
  • – Pouca higiene pessoal
  • – Problemas de esvaziamento da bexiga
  • – Ter um cateter urinário
  • – Incontinência intestinal
  • – Fluxo de urina bloqueado
  • – Pedras nos rins
  • – Algumas formas de contracepção
  • – Gravidez
  • – Menopausa
  • – Procedimentos envolvendo o trato urinário
  • – Sistema imunológico reprimido
  • – Imobilidade por um longo período
  • – Uso de espermicidas e tampões
  • – Uso intenso de antibióticos (que podem perturbar a flora natural do intestino e do trato urinário)

Infecção urinária na gravidez

As mulheres grávidas não são mais propensas a desenvolver infecção urinária do que outras mulheres. Se ocorrer, é mais provável que afete os rins. Isso ocorre devido a alterações anatômicas durante a gravidez que afetam o trato urinário.

Como uma infecção urinária na gravidez pode ser perigosa para a saúde materna e infantil, a maioria das mulheres grávidas é testada quanto à presença de bactérias na urina, mesmo que não haja sintomas e tenha sido tratada com antibióticos para prevenir a propagação.

A maioria das infecções urinárias não são séria, mas algumas podem levar a sérios problemas, particularmente com infecções do trato urinário superior. As infecções renais recorrentes ou duradouras (crônicas) podem causar danos permanentes, e algumas infecções repentinas dos rim (agudas) podem ser fatais, particularmente se ocorrer septicemia (bactérias que entram na corrente sanguínea).

Uma infecção urinária durante a gravidez também pode aumentar o risco de mulheres apresentarem partos prematuros.

Por que algumas mulheres têm o problema com mais frequência?

Infecção urinária

O fato é que existe uma predisposição familiar às infecções urinárias. Portanto, se na sua família existem mulheres que sofrem do problema, reforce os cuidados com a higiene da região íntima e com as relações sexuais.

Além disso, tem o fato da vagina ficar muito próxima ao ânus, e a uretra, que conduz a urina para fora da bexiga. Ou seja, tudo facilita para que as bactérias que contaminam a região anal atinjam a bexiga, causando a infecção urinária.

Mais de 50% de todas as mulheres irão experimentar uma infecção urinária pelo menos uma vez durante a vida, com 20-30% experimentando infecções recorrentes.

Infecção urinária em crianças

As infecções infantis do trato urinário são bastante comuns e geralmente são causadas por bactérias. A terapia antibiótica de rotina é bem sucedida na resolução dessas infecções.

As bactérias causam a grande maioria das infecções do trato urinário em crianças. A infecção viral da bexiga é menos comum, enquanto as infecções fúngicas do trato urinário são raras e ocorrem mais comumente em indivíduos imunocomprometidos (por exemplo, aqueles com HIV/AIDS).

Os fatores de risco predisponentes para uma infecção urinária infantil incluem os seguintes:

  • – Sexo masculino: especialmente crianças não circuncidadas
  • – Segurar a urina: as crianças devem ser encorajadas a urinar a cada duas a três horas
  • – Higiene do banheiro: crianças do sexo feminino devem sempre limpar de frente para trás para evitar a introdução de bactérias nas fezes na abertura da uretra
  • – Indivíduos com sistema imunológico comprometido ou função de bexiga comprometida (por exemplo, vítimas de lesões da medula espinhal que necessitam de auto-cateterização)

A maioria das crianças com infecção urinária podem ser tratadas adequadamente pelo pediatra. Se a função renal for comprometida, um nefrologista pediátrico deve ser consultado. Da mesma forma, se forem descobertos problemas anatômicos, um cirurgião urológico pediátrico (urologista) deve ajudar a orientar a avaliação e o gerenciamento da criança.

Infecção urinária masculina

As infecções do trato urinário nos homens são mais comuns com idade avançada. Uma das razões é que os homens mais velhos são mais propensos a desenvolver o aumento não canceroso da glândula prostática, chamado hiperplasia benigna da próstata. A próstata envolve parte da bexiga, onde a uretra se conecta à mesma. O alargamento da glândula da próstata pode sufocar parte da bexiga, tornando mais difícil para a urina fluir livremente. Se a bexiga não se esvazia completamente, as bactérias que são normalmente lavadas com a urina podem permanecer lá e causar uma infecção.

A não ser por razões anatômicas do corpo de homens e mulheres, os sintomas das infecções urinárias em ambos os sexos têm os mesmos sintomas. O tratamento também é semelhante.

Infecção urinária é transmissível?

Não. Apesar de serem causadas por bactérias, não é possível transmitir as infecções do trato urinário para outras pessoas.

Diagnóstico de infecção urinária

Infecção urinária

O diagnóstico geralmente será feito depois de você apresentar os sintomas e testar uma amostra de urina para avaliar a presença de glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e bactérias. É utilizado um método de coleta de urina chamado “captura limpa”, que é onde uma pessoa lava sua área genital antes de coletar uma amostra de urina no meio do fluxo. Isso ajuda a evitar que bactérias de toda a área genital sejam pegas na amostra.

Se uma pessoa tiver infecção urinária recorrente, um médico pode solicitar mais testes de diagnóstico para determinar se as questões anatômicas ou quais problemas funcionais são culpados. Esses testes podem incluir:

  • – Exames de imagem: avaliação do trato urinário usando ultra-som, tomografia computadorizada e ressonância magnética, rastreamento de radiação ou raios-X
  • – Urodinâmica: um procedimento que determina o quão bem o trato urinário está armazenando e liberando urina
  • – Cistoscopia: permite uma visão de dentro da bexiga e da uretra com uma câmera inserida através da uretra por um tubo longo e fino

Infecção urinária tratamento

O tratamento das infecções urinárias depende da causa. O seu médico poderá determinar qual fator está causando a infecção a partir dos resultados dos testes de diagnóstico. Na maioria dos casos, a causa é uma bactéria e, geralmente, são tratadas com antibióticos.

Em alguns casos, vírus ou fungos são as causas. As infecções urinárias víricas são tratadas com medicamentos chamados antivirais. Muitas vezes, o medicamento antiviral cidofovir é a escolha para o tratamento. Quando tem uma causa fúngica, são tratadas com medicamentos chamados antifúngicos.

Remédio para infecção urinária

Infecção urinária

Os antibióticos são muito usados no tratamento dessa condição. A forma de antibiótico usado para tratar uma infecção urinária bacteriana geralmente depende da parte do trato envolvida. As infecções urinárias inferiores do trato geralmente podem ser tratadas com antibióticos orais. A infecção urinária do trato superior requer antibióticos intravenosos. Estes antibióticos são colocados diretamente nas veias.

Às vezes, as bactérias desenvolvem resistência aos antibióticos. Os resultados do exame de urina podem ajudar seu médico a selecionar um tratamento antibiótico que funcionará melhor contra o tipo de bactéria que está causando sua infecção.

O antibiótico para infecção urinária deve ser indicado por seu médico. Alguns exemplos que podem ser prescritos incluem:

Os antibióticos devem ser tomados conforme indicado por seu médico e pelo tempo estimado por ele. Geralmente, são tomados de 7 a 14 dias, mesmo que os sintomas tenham desaparecido.

Analgésicos para alívio da dor e queimação também podem ser indicados. A fenazopiridina é um dos analgésicos mais receitados. Além disso, Paracetamol ou Ibuprofeno, também podem ser usados.

Chá para infecção urinária

Infecção urinária

Os chás a seguir têm propriedades diuréticas e antimicrobianas, que ajudam a eliminar organismos que podem estar causando a infecção. É importante não adoçar estes chás.

Chá de salsinha

Ingredientes

  • – 20g de salsa fresca picada
  • – 2,5 litros de água

Preparo

  • – Coloque a água e a salsa numa panela e deixe no fogo por 5 minutos
  • – Deixe esfriar, coe e beba, de 3 em 3 horas durante um dia

Chá de salsa com quebra-pedra

Ingredientes

  • – 2 colheres de sopa de salsa fresca picada
  • – 1 colher de sopa de quebra-pedra
  • – 1 litro de água

Preparo

  • – Deixe os ingredientes fervendo por alguns minutos
  • – Deixe esfriar, coe e beba várias vezes durante o dia

Chá de salsa com barba de milho

Ingredientes

  • – 1 colher de sopa de salsa fresca picada
  • – 1 colher de sopa de barbas de milho
  • – litro de água

Preparo

  • – Junte os ingredientes numa panela e coloque no fogo para ferver por uns minutos
  • – Após, deixe esfriar, coe e beba ao longo do dia

Prevenção da infecção urinária

  • – Cuidados com a higiene pessoal
  • – Evitar transportar as bactérias da região anal para a uretra
  • – Lavar as mãos antes e após de utilizar o banheiro
  • – Na higiene íntima as mulheres e meninas devem lavar-se sempre na direção da frente para trás
  • – Ingerir bastante água, pelo menos de 2 litros por dia e não reter a urina
  • – Durante o período menstrual os absorventes devem ser trocados várias vezes, pois o sangue menstrual é um meio de proliferação de bactérias. Evite absorvente interno
  • – Após o ato sexual, é recomendado que a mulher esvazie a bexiga o quanto antes para evitar proliferação de bactérias

Conclusão

Basicamente, a infecção urinária repetiitiva se desenvolve por fatores hereditários e imunológicos. A atenção com a higiene é essencial, mas a infecção pode aparecer mesmo em casos de extremo cuidado com a higiene. Quem tem o problema com frequência deve ficar atento aos cuidados para preveni-lo.

  • moringa para infecção urinária
  • acne e infeccao urinaria
  • mexerica dá infecção de urina
  • infecção urinária faz nascer espinhas
Este artigo te ajudou?
  • +17 curtiram
  • -2 não curtiram