Hipertensão arterial: o que é, prevenção, controle e dieta

Rudney Doenças 05-05-15 Dicas Saúde, Doenças, hipertensão, pressão arterial comentários

A hipertensão arterial é o principal fator de risco cardiovascular: que afeta cerca de metade dos homens e quatro em cada dez mulheres. Conheça como mantê-la sob controle e como ela pode ser prevenida.

O que é hipertensão arterial?

Chama-se hipertensão arterial a pressão sobre as artérias que é acima do normal. Os valores normais são os seguintes:

130 milímetros de mercúrio (mm Hg) para a pressão sistólica (a pressão que ocorre nas artérias quando o coração se contrai, que é quando o coração bate).

85 milímetros Hg para a pressão diastólica (a pressão é registrada quando o coração está relaxado, ou seja, é o descanso entre os batimentos).

A pressão arterial é transcrita com o valor da pressão sistólica seguido por uma barra e o valor da pressão diastólica. Por exemplo: 120/80mmHg (milímetros de mercúrio) – Lê-se: cento e vinte por oitenta.

Prevenção da hipertensão

A maioria das pessoas com hipertensão, pelo menos nas fases iniciais, muitas vezes não têm sintomas, ou são sintomas muito leves. Por isso, é conhecida como “o assassino silencioso”.

Por isso, é importante conhecer a doença e saber o que pode ser feito para tentar um melhor controle. É essencial saber que um paciente hipertenso pode ter a pressão arterial controlada, mas nunca deixa de ser hipertenso, e se descuidar das medidas de controle ou violar o tratamento, o risco de complicações aumenta significativamente.

É importante manter os jovens em estilos de vida saudáveis: uma dieta rica em frutas, legumes e peixes, e pobre em sal e gordura, manter um peso saudável e evitar o sedentarismo, sendo recomendado fazer uma atividade física de acordo com as características, idade e habilidade do indivíduo. Para os pacientes fumantes é uma prioridade deixar o cigarro.

Exercício contra a hipertensão

O exercício moderado e adaptado às possibilidades de cada indivíduo é uma excelente maneira de melhorar o controle da pressão alta, e ajudar com outros fatores de risco: prevenir a diabetes e colesterol, e manter ou alcançar um peso saudável.

Neste caso, o exercício é considerado eficaz quando realizado pelo menos 30 minutos a maioria ou todos os dias da semana, com intensidade moderada. Os exercícios mais recomendados seriam uma caminhada, corrida, dança, nadar, andar de bicicleta e assim por diante.

Alimentos para prevenir a hipertensão

A dieta mediterrânea é a mais recomenda, que é caracterizada pela abundância de produtos vegetais frescos (frutas, legumes, cereais, frutos secos…), a escassez de produtos ricos em açúcares refinados e carne vermelha, a presença de azeite de oliva como a principal fonte de gordura, e a ingestão de queijo, iogurte, frango e peixe com moderação, o que é considerado uma alimentação ideal para a prevenção de doença cardiovascular.

A ingestão de calorias deve ser adequada para manter o peso ideal e é muito importante limitar a ingestão de sal.

Nutrição e hipertensão

Propomos uma série de recomendações para o controle através de uma dieta saudável, com especial atenção à redução de sal em suas refeições.

Levar uma alimentação adequada desempenha um papel importante no desenvolvimento de hipertensão. Portanto, devemos evitar alimentos muito salgados, não consumir grandes quantidades de álcool e, sobretudo, evitar o excesso de peso, que são os pilares básicos para prevenir e evitar a hipertensão.

Cuidado com o sal

O sal de mesa é uma combinação química de cloro e sódio. O sódio é responsável pelo aumento da pressão no sangue. Relaciona-se também com a retenção de líquidos nos tecidos do corpo, aumentando os valores de pressão arterial.

Embora seja um alimento indispensável para uma dieta equilibrada, é verdade que a necessidade diária de sódio em nosso corpo para um adulto saudável, deve ser de até 2400 mg, já para os hipertensos, essa quantidade cai para algo entre 800 e 1.600 mg de sódio. É importante notar que o sódio que consumimos vem não só das refeições de sal, mas é, em muitos preparações alimentícias, tais como:

– Salsichas
– Conservas
– Alimentos pré-cozidos

Dicas para consumir menos sódio

– Ao cozinhar, tente usar uma pequena quantidade de sal
– Não coloque o saleiro na mesa, isso evita a tentação de colocar mais sal nas refeições
– Temperar os alimentos com diferentes especiarias como pimenta, ervas, alho fresco… para aumentar o sabor dos alimentos
– Evite comer alimentos enlatados e refeições prontas
– Reduzir o consumo de carnes salgadas ou defumadas
– Evite molhos de tomate, ketchup, mostarda ou sopas prontas

Alimentos recomendados

– Laticínios: leite, requeijão, iogurte, de preferência sem açúcar
– Carne que contenha o mínimo de gordura possível
– Peixe
– Ovos
– Cereais
– Batatas
– Leguminosas (feijões, lentilhas, grão de bico…)
– Frutas: todas, exceto aquelas em calda, secas ou frutas cristalizadas
– Beba água, chás e sucos (menos chá preto)
– Gorduras: azeite de oliva, girassol, milho, soja, etc., manteiga e margarina

Mais informações

A hipertensão é uma doença muito comum em todo o mundo. Embora não seja curável na maioria dos casos, a prevenção é importante porque a pressão arterial elevada pode não mostrar quaisquer sintomas. O Ministério da Saúde estima que 22,7% da população brasileira sofra da doença. A OMS calcula que o problema seja responsável por 9,4 milhões de mortes no mundo todos os anos.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: