Estudo revela que é possível redefinir nosso relógio biológico

Rudney Dicas Saúde 04-02-15 descompensação horária, Dicas Saúde, relógio biológico comentários

As pessoas que trabalham em turnos ou por razões profissionais têm de viajar regularmente e sofrem as consequências de uma descompensação horária, sabem exatamente o que é o relógio biológico.

Em outras palavras, é o que marca nosso ritmo de vida, um relógio interno no nosso cérebro que determina quando chegou o momento de sair da cama, tomar café da manhã… O problema surge quando o nosso relógio biológico está fora de ajuste. É possível pressionar o botão de reset? De acordo com especialistas da Universidade de Quioto, sim, você pode.

Os investigadores da Universidade de Quioto têm mostrado que é possível alterar o relógio biológico a um novo fuso horário em apenas um dia. Definitivamente um grande achado para as pessoas que têm de trabalhar em turnos rotativos noturnos, mas também para aqueles que sofrem de jet lag.

De acordo com estes cientistas, há um relógio mestre em nosso cérebro que é responsável por manter em sintonia com o corpo, enviando a mensagem de que é hora de dormir ou levantar-se.

Neste sentido, as mudanças em nossos corpos são marcadas por padrões diferentes, tais como perturbações do sono ou fome. Padrões que são determinadas pelo número de horas de luz solar que estão em sintonia com o nosso relógio biológico. Ou seja, o nosso relógio interno utiliza a luz solar para manter a noção do tempo.

No entanto, essa descoberta permite aos investigadores obter um relógio biológico mais flexível. A chave está em um grupo de 10.000 células do cérebro que são responsáveis ​​por manter o controlo do tempo. Desta forma, ao interferir com os receptores destas células cerebrais, é possível adaptar o relógio biológico.

Mais informações

O relógio biológico regula todas as nossas atividades do dia, por isso, quando temos que fazer alguma alteração drástica em nossa rotina de vida, acabamos sofrendo consequências como cansaço, sonolência, irritabilidade, dor de cabeça ou mal-estar.

Os efeitos das mudanças de horários são aparentes até mesmo quando entramos no horário de verão, em que nosso corpo precisa de alguns dias para se adaptar.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: