Estudo revela como reduzir o risco de morte por doenças cardiovasculares em 50%

Rudney Dicas Saúde 26-10-16 coração, doenças cardiovasculares comentários

As doenças cardiovasculares, que podem ser causadas pela formação de placa arterial, tabagismo, hipertensão, sedentarismo, má alimentação e obesidade, matam 17 milhões de pessoas no mundo a cada ano, tornando-se a principal causa de morte no mundo, e é também a principal causa de morte no Brasil.

Como de costume, há vários medicamentos disponíveis para tratar as doenças cardiovasculares, mas vendo as estatísticas acima, é claro que alguma coisa não está funcionando. Mas temos boas notícias, você pode sempre contar com nutrientes naturais para se prevenir desses problemas.

Os estudos e seus resultados

Uma combinação de dois suplementos naturais e seguros, foi encontrada para reduzir o risco de morte por doenças cardiovasculares em impressionantes 50%.

Em um estudo de cinco anos publicado no Jornal Internacional de Cardiologia, investigadores suecos descobriram que a combinação de CoQ10 (coenzima Q10) com selênio podem reduzir drasticamente as mortes por doenças cardiovasculares. O estudo duplo cego controlado por placebo foi realizado em 443 adultos saudáveis ​​com idades entre 70 e 88 anos.

Um grupo recebeu 200 mg de CoQ10 e 200 mcg de selênio por dia, enquanto outro grupo recebeu um placebo. Os resultados foram surpreendentes, enquanto 12,6% do grupo de placebo morreram de doença cardíaca nos próximos 5,2 anos, o grupo suplementado experimentou uma mortalidade de apenas 5,9%: a metade do grupo de placebo.

O estudo inicial não só mostrou que os suplementos podem reduzir o risco de morte por doença cardíaca literalmente ao meio, mas também demonstrou que a combinação de CoQ10 e selênio melhora a função cardíaca.

Benefícios desses dois nutrientes para a saúde do coração

Em um de seguimento de quatro anos, publicado em 2015 no Journal of Nutrition Saúde e Envelhecimento, o grupo suplementado relatou uma qualidade de vida melhor do que o grupo placebo.

Eles também passaram um total de 246 menos dias no hospital. Isso não só revela uma melhor saúde do grupo suplemento, mas também uma vantagem adicional de reduzir a vulnerabilidade a erros médicos e infecções nosocomiais (transmitidas no hospital), uma vantagem substancial por si só.

Em outro estudo, os pesquisadores descobriram que o selênio e CoQ10 continuaram a ser eficazes na redução das mortes cardiovasculares, em assombrosos 10 anos após o estudo inicial. O efeito protetor continuou mesmo que os participantes do estudo não estavam mais tomando os suplementos. As taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares, incluindo por ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca congestiva, eram 49% mais baixa no grupo do suplemento original, tanto os homens como as mulheres experimentam o mesmo nível de proteção.

O que é CoQ10 e selênio, e por que eles são tão importantes?

A coenzima Q10, CoQ10 abreviada, é um poderoso antioxidante que ajuda as células a se gerenciarem e utilizarem a energia, principalmente por proteger as mitocôndrias de células frágeis, tornando-as mais eficientes para liberar energia a partir de moléculas de alimentos. O selênio é um mineral essencial que é um cofator para muitas enzimas utilizadas pelos sistemas de limpeza de radicais livres a partir do corpo.

Os pesquisadores sabem há muito tempo que tanto o selênio e CoQ10 podem ajudar a proteger contra o estresse oxidativo, o que acelera o envelhecimento e predispõe o organismo a doenças crônicas. Esses dois nutrientes são particularmente benéficos para os idosos, porque as mitocôndrias se tornam menos eficientes ao longo do tempo. De fato, em 80 anos, muitas pessoas perderam até 50% das mitocôndrias que tinham aos 20 anos de idade.

A coenzima Q10 não só protege a mitocôndria celular minimizando seus danos, mas pode até mesmo ajudar a gerar outras novas. O aumento da “eficiência de combustível” concedida pela coenzima Q10 é muito benéfico para o coração, que requer grandes quantidades de energia para funcionar. O selênio trabalha lado a lado com a coenzima Q10, ajudando a reciclar e reativar moléculas CoQ10 empobrecidas e melhorando sua eficiência no corpo. A CoQ10, por sua vez, produz enzimas que permitem que o selênio faça seu trabalho de restauração, um verdadeiro trabalho em equipe.

Coenzima Q10 protege o coração, por si só

A Universidade de Maryland Medical Center, nos Estados Unidos, cita um estudo em que as pessoas que tomam suplementos de CoQ10 diariamente dentro de 3 dias após um ataque cardíaco eram menos propensas a ter ataques cardíacos subsequentes e dor no peito, e eram menos propensas a morrer de doença cardíaca.

Um outro estudo revelou que a introdução de CoQ10 antes da cirurgia cardíaca pode reduzir os danos dos radicais livres, reforçar a função cardíaca e reduzir a incidência de arritmias.

Fontes alimentares de CoQ10 e selênio

O selênio é encontrado em abundância na castanha do pará, também é encontrado na levedura de cerveja e germe de trigo. Outros alimentos ricos em selênio incluem fígado, ovo, frango cozido, peixes e frutos do mar, arroz, feijão, alho, pão francês, grãos integrais e sementes de girassol.

A CoQ10 pode ser obtida naturalmente em peixes gordos como o salmão e atum, bem como carnes de órgãos como o fígado. Também é encontrada em grãos integrais. O óleo de fígado de bacalhau fermentado, um super alimento, é também uma fonte natural de coenzima Q10.

É importante escolher alimentos integrais, não transformados e orgânicos sempre que possível, porque o refino e processamento destrói selênio.

Mais informações

Esses estudos, realmente mostram uma eficácia espantosa da CoQ10 e do selênio para prevenção de mortes por doenças cardíacas. No entanto, você não deve começar a tomar suplementos desses dois nutrientes de qualquer forma, antes, é preciso procurar um médico para saber as doses corretas para sua segurança.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: