Diverticulite: causas, sintomas, tratamento e alimentação

Rudney Doenças 03-05-16 diverticulite, diverticulite sintomas, diverticulitis comentários

A diverticulite ocorre quando pequenas bolsas ou quistos (divertículos) que são formados na parede interior do intestino ficam inflamados ou infectados. Os divertículos, muito frequentemente, são encontrados no intestino grosso (cólon), mas podem estar em qualquer parte do trato digestivo, como o esôfago, o estômago e o intestino delgado.

Os divertículos são mais comuns após os 40 anos de idade. A diverticulose é a presença de divertículos no trato digestivo. Uma pessoa pode ter diverticulose sem saber, pois, a não ser que causem algum problema de saúde, eles são inofensivos. No entanto, ninguém sabe exatamente o que causa a formação de tais bolsas.

Causas

Ter uma dieta pobre em fibras, composta principalmente de alimentos processados pode ser uma das causas da diverticulite. É mais provável se tenha prisão de ventre e fezes duras quando não se consome fibras suficientes. O esforço dos movimentos intestinais e o aumento da pressão no cólon ou intestinos, pode levar à formação destas bolsas.

A diverticulite é causada por pequenos pedaços de fezes que ficam presas nestas bolsas, causando infecção ou inflamação.

Sintomas

As pessoas com diverticulose, muitas vezes não têm sintomas, mas podem ter inchaço e cólicas no abdômen inferior. Os sintomas de diverticulite podem durar desde algumas horas a uma semana ou mais, e surgirem de maneira súbita. Os sintomas incluem:

– Dor na barriga, geralmente na parte inferior do lado esquerdo do abdômen, que às vezes é pior quando você se move.
– Febre e calafrios.
– Inchaço e gases.
– Diarreia ou prisão de ventre.
– Sangue nas fezes.
– Náuseas e às vezes vômitos.
– Não sentir vontade de comer.

Tratamento

O tratamento da diverticulite depende da gravidade dos sintomas. Algumas pessoas podem precisar ficar internadas, mas é possível lidar com este problema em casa.

Para ajudar com a dor, o seu médico pode sugerir algumas recomendações:

– Descansar na cama e, possivelmente, usar uma almofada de aquecida no abdômen.
– Tome corretamente medicação indicada por um médico.
– Beber apenas líquidos durante um ou dois dias e, em seguida, começar lentamente a tomar líquidos mais espessos e depois comer alimentos.
– Evitar fibras enquanto tiver com o problema.

Depois de melhorar, o seu médico irá sugerir que você adicione mais fibras à sua dieta. Comer mais fibras pode ajudar a prevenir ataques futuros. Se você tem inchaço ou gases, reduza a quantidade de fibra na alimentação por alguns dias.

Uma vez que estas bolsas são formadas, você vai tê-las pelo resto da vida. A diverticulite pode retornar, mas manter uma dieta rica em fibras pode diminuir as chances de uma recorrência.

A cirurgia para diverticulite ocorre somente em último caso, onde há uma evolução bastante desenvolvida. Os dois procedimentos cirúrgicos feitos nesse caso são a a ressecção primária do intestino e ressecção intestinal via colostomia.

Expectativas (prognóstico)

Na maioria das vezes, a diverticulite é uma condição simples que responde bem ao tratamento. Algumas pessoas têm mais de um episódio de diverticulite. A cirurgia pode ser necessária em alguns casos. Muitas vezes, os médicos recomendam uma colonoscopia após a cura total da diverticulite.

Complicações

Os problemas mais graves que podem ocorrer são:

– Ligações anormais formadas entre as partes do cólon ou entre o cólon e outra parte do corpo (fístula).
– Furo ou ruptura no cólon (perfuração).
– Área estreita no cólon (estenose).
– Cavidade cheia com pus ou infecção (abcesso).

Procure um médico se você tem diverticulite e está com os seguinte sintomas:

– Sangue nas fezes.
– Febre acima de 38°C que não abaixa.
– Náuseas, vômitos ou calafrios.
– Dor nas costas ou abdominal repentina que piora ou é muito grave.

Remédios caseiros para diverticulite

Alguns chás com propriedades anti-inflamatórias podem ajudar a tratar essa condição, mas só devem ser usados com a permissão de um médico.

Camomila

A camomila é uma erva que reduz a inflamação, portanto, pode trazer alívio para pessoas que sofrem de diverticulite. Você deve tomar até três xícaras de chá de camomila durante o dia.

Hortelã

Outro chá que pode ajudar a aliviar o inchaço, dor, náuseas e gases é o de hortelã. Você pode tomar duas ou três xícaras por dia.

Alimentação para diverticulite

Uma forma de prevenir a diverticulite é comer uma dieta rica em fibras. Contudo, é importante notar que, se a pessoa já está com um episódio de diverticulite, não deve consumir fibra. A fibra deve ser consumida quando o problema já está curado.

Linhaça em pó

Para evitar um ataque de diverticulite é bom para incluir fibras na dieta, e a linhaça em pó é rica em fibras e pode ser uma boa opção para pessoas com diverticulose. É importante notar que você não deve comer a semente de linhaça inteira, já que sementes em geral podem piorar a situação.

Coma uma colher de sopa de semente de linhaça em pó duas vezes por dia, acompanhada de muita água. A linhaça não é recomendada para pessoas com doenças do sangue que estão grávidas ou têm obstruções intestinais.

Farelo de trigo

O farelo de trigo é rico em fibra, por isso deve ser adicionado à dieta de pessoas com diverticulose, para prevenir a diverticulite.

Cúrcuma

A cúrcuma é o principal ingrediente do curry e é um excelente anti-inflamatório natural. Seu uso é indicado contra todos os tipos de inchaço, como os causados pelas bolsas no cólon que caracterizam a diverticulite.

Maçã

A maçã contém a fibra solúvel e insolúvel, que mantém o bom funcionamento do sistema digestivo.

Ameixas secas

A ameixa seca é conhecida um remédio caseiro para a constipação. Seu rico sabor e teor de fibra tornam-a uma fruta altamente recomendada para o tratamento de diverticulite.

Além disso, uma substância presente nessa fruta estimula as contrações intestinais necessárias para manter os movimentos intestinais regulares. As ameixas secas também contêm sorbitol, um açúcar natural que absorve a água no trato digestivo e mantém os movimentos intestinais normais.

Alimentos a evitar se você tem diverticulite

Sementes ou alimentos com sementes podem ficar presos nos divertículos e, portanto, irritar o cólon. Por isso, as pessoas que sofrem de diverticulite devem evitar certos alimentos, tais como:

– Morangos
– Pipoca
– Sementes de girassol
– Gergelim
– Sementes de romã
– Framboesas
– Amoras

Mais informações

Pessoas que já tiveram diverticulite devem manter uma alimentação rica em fibras para evitar a recorrência desse problema, o que não é tarefa difícil. No entanto, é importante sempre consultar um médico para aconselhar que alimentos pode ou não comer e quais chás são indicados para seu caso.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: