Dieta para manter a tireoide saudável sempre

Rudney Dicas Saúde, Tratamentos 12-09-16 tireoide, tireoide sintomas, tiroide comentários

Seguir uma dieta que dê suporte a tireoide é uma ótima maneira de manter os níveis de hormônios saudáveis. Ela deve fornecer certos nutrientes, como iodo e selênio, que, naturalmente, apoiam a saúde normal dessa glândula. Além disso, é importante estar atento a outros tipos de alimentos que podem realmente interferir com o equilíbrio hormonal e função da tireoide. Vamos dar uma olhada em como você pode usar o poder da nutrição para apoiar a sua tireoide e incentivar o equilíbrio hormonal normal.

Benefícios de seguir uma dieta para tireoide

A dieta tem um enorme impacto sobre a saúde e a função da tireoide. Alguns alimentos fornecem os nutrientes que a tireoide necessita. Outros tipos de alimentos podem prejudicar a função da tireoide. Assim como você não pode ignorar o efeito que suas escolhas alimentares têm sobre a sua cintura, também não pode ignorar o efeito da nutrição, pois ajuda ou atrapalha, a tireoide.

Vitaminas e minerais essenciais para tireoide

A função tiroideia normal e uma produção adequada de hormônios, ocorre quando a tireoide está saudável e isso depende muita da nutrição. O iodo, ferro, selênio e zinco são especialmente importantes para a tireoide.

O iodo é um componente essencial para a síntese de hormônios da tireoide e, na verdade, torna-se uma parte do hormônio da tiroide em si. É impossível a tireoide produzir hormônios sem iodo. Uma dieta saudável e equilibrada, especialmente uma que inclui alimentos que são uma boa fonte de iodo, deve fornecer a quantidade mínima de iodo que seu corpo precisa, que é de 150 microgramas por dia. Se a sua dieta não fornece o suficiente de iodo, um suplemento de iodo pode ajudar a preencher a lacuna entre a ingestão e exigências.

O selênio é o segundo mineral mais importante para a produção de hormônio da tireoide. Na verdade, grama por grama, a glândula tiroide tem a mais alta concentração de selênio no corpo. Como o iodo, o selênio também se torna uma parte dos hormônios da tireoide. O selênio também é um componente de proteínas, conhecidas como selenoproteinas, que atuam como antioxidantes para ajudar a proteger a glândula tireoide do estresse oxidativo.

Não é possível discutir a saúde da tiroide sem considerar a importância da vitamina B12. Em um estudo, 40% das pessoas que sofriam de hipotireoidismo também tinham uma deficiência de B12. Um suplemento desta vitamina pode ajudar as pessoas que são deficientes ou sofrem de hipotireoidismo.

Há também outros elementos que contribuem para a saúde da tiroide, como o zinco e o ferro. O zinco é um componente crucial dos receptores de hormônios da tireoide que ajuda a regular o metabolismo e frequência cardíaca. O ferro aumenta a eficácia do iodo.

Alimentos que ajudam a manter a tireoide saudável

A alga marinha é uma grande fonte de iodo e considerada um dos alimentos mais benéficos para a saúde da tireoide. Frutas e vegetais podem fornecer iodo, mas o conteúdo varia consideravelmente dependendo da região geográfica e teor de nutrientes do solo. Outras opções de alimentos ricos em iodo são: cavala, mexilhão, bacalhau, salmão, camarão, arenque, leite, ovo e fígado.

Muitos alimentos são ricos em selênio. Seis castanha do pará oferecem 774% de suas necessidades de selênio por dia. Comer apenas algumas todos os dias irá fornecer o selênio suficiente para seu corpo. Os seguintes alimentos também são boas fontes de selênio: farinha de trigo, gema de ovo, frango cozido, clara de ovo, arroz, feijão, e alho.

Fontes de vitamina B12 incluem carne, laticínios e ovos, mas, cuidado, uma vez que estes alimentos também promovem a inflamação. A inflamação é frequentemente relacionada com distúrbios da tireoide. Na verdade, a inflamação pode realmente causar hipotireoidismo. Outros alimentos que pode ser uma opção são: bife de fígado cozido, ostras cozidas, fígado de frango cozido, arenque cozido e salmão cozido.

No caso de uma ingestão adequada de ferro, você pode adicionar os seguintes alimentos à sua dieta: gema do ovo de galinha, fígado, salsa, grão de bico cozido, ervilha cozida, lentilha cozida, agrião, beterraba crua e feijão branco.

Alimentos ricos em antioxidantes como vegetais folhosos verde escuro e frutas vermelhas podem proteger contra o estresse oxidativo.

Alimentos que você deve evitar

Alguns alimentos, como vegetais crucíferos podem realmente agir contra a tireoide. Quando o corpo metaboliza os glucosinolatos encontrados nesses vegetais como o brócolis e repolho, compostos goitrin são produzidos. Estas substâncias interferem com a síntese de hormônios da tireoide. Os vegetais crucíferos contêm também glucosinolatos de indole que, quando metabolizados, produzem um produto que retém iodo na dieta. Isso pode resultar em uma deficiência de iodo, mesmo se você consumir iodo suficiente.

A soja é outro alimento goitrogênico. As fontes comuns incluem tofu, molho de soja e leite de soja. A principal isoflavona da soja, a genisteína, desativa a peroxidase da tiroide humana (TPO), uma enzima que interfere com a síntese de T3 e T4. No entanto, a deficiência de iodo pré existente deve estar presente para que este efeito afete a produção de hormônios da tireoide. Os idosos, especialmente as mulheres, devem evitar produtos de soja, se eles têm uma deficiência de iodo.

As pessoas que tomam o hormônio T4 sintético, o L-T4, devem evitar café, uma vez que interferem com sua absorção. O melhor é evitar o café pelo menos uma hora antes ou depois de tomar a medicação de hormônios da tiroideia sintética.

O álcool é altamente tóxico para as células da tireoide e horrível para a saúde dessa glândula. Ele suprime a função da tireoide e afeta os níveis de T3. Por isso, aqueles que sofrem de baixa produção de hormônios da tireoide devem evitar o álcool a todos os custos.

Mais informações

Se você está enfrentando uma disfunção da tireoide ou quer prevenir algum problema com essa glândula (já que o histórico familiar é um grande fator de risco), seguir uma dieta correta é a chave o sucesso.

O ideal é que a maioria das pessoas sejam capazes de obter todas as vitaminas e minerais de que necessitam a partir da dieta. No entanto, se sua dieta não é balanceada e possa haver falta nutrientes que seu corpo necessita, a suplementação pode ser uma opção, mas só deve ser usada com acompanhamento médico.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: