Dieta Atkins: como funciona, cardápio e precauções

Dieta Atkins: como funciona, cardápio e precauções

  • Em: Dieta

A dieta de Atkins foi criada por um cardiologista americano chamado Dr. Robert Atkins, que acreditava que manter uma dieta low-carb (com baixa ingestão de carboidratos) que se concentra em alimentos ricos em proteína como carne, legumes, queijo e ovos poderia ajudar muitos a lutar contra o ganho de peso para perder rapidamente a gordura extra. Abaixo você vai aprender o que é a dieta Atkins, como funciona, as diferentes fases da dieta, o que comer em cada fase e também algumas alternativas a considerar com base em potenciais perigos envolvidos.

A dieta de Atkins, tem em torno de mais de 40 anos. Vários livros escritos sobre a dieta Atkins são alguns dos mais vendidos na categoria de dieta para emagrecer, com mais de 45 milhões vendidos em todo o mundo.

O que é a dieta Atkins?

A dieta Atkins é uma dieta baixa em carboidratos que tem sido usada por várias décadas para ajudar as pessoas a perder peso e potencialmente melhorar certas condições de saúde. Algumas variações da dieta Atkins cortam carboidratos mais drasticamente do que outras. Em geral, quanto menor a ingestão carboidrato na dieta, mais provável é a perda de peso e de maneira muito mais rápida (especialmente em indivíduos obesos).

Ao cortar os carboidratos, os seguidores da dieta Atkins incluem alimentos ricos em proteínas, vegetais sem amido, como folhas verdes, óleos e queijos. A dieta Atkins (assim como outras variações de dietas low carb) reduz a maioria de fontes de glicose. Estes incluem grãos, legumes, vegetais ricos em amido, frutas e açúcares ou adoçantes de todos os tipos. Mesmo nozes, sementes e legumes têm alguns carboidratos, embora as quantidades diferem dependendo do tipo.

Apesar de ajudar na perda de peso, você pode estar se perguntando se a dieta de Atkins é necessariamente saudável. As dietas tendem a afetar as pessoas de forma diferente. As dietas de baixo teor de carboidratos, como a dieta Atkins têm sido associadas a benefícios para a saúde, incluindo:

– Perda de peso rápida.
Redução da fome ou ânsias (especialmente para doces).
– Melhor controle sobre insulina e açúcar no sangue (glicose). Isso pode ser especialmente benéfico para pré diabéticos ou diabéticos, embora dietas de baixo carboidrato não são a única forma de reduzir os fatores de risco para diabetes.
– Melhor o desempenho cognitivo.
– Em alguns casos, menor risco para fatores de doença cardíaca.
– Potencial redução do risco para certos tipos de câncer.

Como funciona a dieta Atkins?

A dieta de Atkins funciona aumentando as habilidades de queima de gordura do corpo através do consumo de alimentos ricos em proteínas, juntamente com a eliminação de alimentos ricos em carboidratos/açúcar. Isso ocorre, pois uma redução drástica, ou em alguns casos quase uma eliminação inteira, da glicose dos alimentos ricos em carboidratos faz com que o corpo queime a gordura para obter energia. Nossos corpos usam normalmente a glicose para seu combustível, mas a gordura e a proteína também podem ser usadas como uma fonte quando a glicose não está mais disponível. Nosso corpo não pode fabricar glicose e ela fica armazenada aproximadamente 24 horas dentro de nossos músculos e fígado, assim, a queima de gordura e perda de peso da dieta Atkins pode começar acontecer muito rapidamente.

A glicose, ou outros tipos de açúcar/carboidratos podem ser transformados em glicose uma vez consumidos, e são encontrados em muitos alimentos. Esta é exatamente a razão pela qual grãos e frutas, devem ser consumidos com moderação, principalmente, na primeira fase da dieta Atkins.

Fases da dieta Atkins

A dieta de Atkins é classificada em diferentes níveis e, geralmente, em quatro fases, onde você escolhe quais os alimentos comer e evitar com base no seu peso atual e sua meta de peso:

– Fase 1 é a “Fase de indução”, que é descrita como a fase mais restritiva de carboidratos (no máximo 15 g por dia). Você elimina quase todos os carboidratos de sua dieta (consumindo principalmente alimentos como carne e gorduras), a fim de mudar seu metabolismo, que não dependerá de carboidratos/glicose para obter energia, mas sim da gordura corporal armazenada.

– Fase 2 é a “Fase de equilíbrio” (também chamado de “Fase contínua de perda de peso”). Você aumenta a ingestão de carboidratos em cerca de 5 gramas por dia por uma a duas semanas. O objetivo é determinar o máximo de carboidratos que seu corpo pode tolerar sem fazer com que você recupere o peso ou pare de perder peso. A maioria se contenta com 25-30 gramas de carboidratos líquidos diariamente durante esta fase, provenientes de alimentos como vegetais não-amiláceos, sementes, nozes, frutas de baixo carboidratos e legumes amiláceos.

– Fase 3 é a “Fase de Pré-Manutenção”. Você gradualmente começa a comer mais grãos integrais, vegetais ricos em amido e frutas. Você faz isso lentamente adicionando cerca de 10 gramas de carboidratos líquidos em sua dieta semanalmente para monitorar o peso.

– Fase 4 é o “Fase de Manutenção Final”, que você pretende continuar basicamente para sempre. Você atinge esta fase uma vez que atingiu o seu peso desejado e é capaz de comer uma variedade de alimentos sem recuperar o peso. Neste ponto, você deve ter uma sólida compreensão de quantos carboidratos por dia o seu corpo pode suportar sem ganhar peso. Você usa esta informação para sustentar um padrão de alimentação normal completo com carboidratos saudáveis, legumes, frutas, gorduras, óleos, carnes, etc.

Alimentos permitidos em cada fase da dieta Atkins

– Fase 1: queijos, ovos, peixes e frutos do mar (evitar mariscos, como camarões), carne de porco, peru e frango, embutidos (mas fique atento ao teor de sódio e carboidratos), vegetais não amiláceos, como espinafre, couve-flor, couve de Bruxelas, feijão verde, couve, alface, pepino, pimenta, brócolis, abobrinha, pimenta e aspargos, gorduras boas como azeites e óleos, margarina, adoçantes como a Splenda.

Ervas e especiarias como curry em pó, canela, tomilho, pimenta caiena, cominho, paprica, pimenta em pó, salsa, orégano, manjericão, estragão, pimenta preta e alho (inteiro ou moído).

– Fase 2: outros vegetais que têm mais carboidratos são adicionados, como tomate, abobrinha ou berinjela, abóbora, pimentão, cenoura, etc.

As fases 3 e 4 da dieta Atkins permitem alimentos mais ricos em carboidratos do que as fases 1 e 2. Durante as fases posteriores, você pode adicionar os seguintes alimentos inteiros:

– Frutas cítricas, maçãs, bananas, uvas, mangas, mamão, abacaxi e outros frutos amiláceos.
– Bebidas como café e chá.
– Leguminosas, como feijão, entre outros.
– Todos os legumes amiláceos, tais como abóbora, cenoura, beterraba, milho em espiga e batatas.

Você também pode experimentar lentamente ir adicionando grãos de volta à sua dieta, mas deve consumir com moderação e sempre ir monitorando seu peso semanalmente.

Alimentos não permitidos na primeira e segunda fase da dieta Atkins

– Todos os grãos (incluindo trigo, cevada, aveia, arroz e outros grãos integrais). Isso também inclui todos os alimentos feitos com farinha de grãos, como pão, bolos, biscoitos, batatas fritas, cereais, muffins, massas, etc.
– Açúcar e alimentos que contêm adoçantes artificiais ou adoçantes (mel, açúcar de cana, açúcar de coco, etc.).
– A maioria das frutas e sucos de frutas (limão está permitido).
– A maioria dos condimentos, molhos ou misturas que tendem a ser ricos em açúcar.
– A maioria dos produtos lácteos como leite, iogurte, ricotta ou queijo cottage.
– Álcool, refrigerante e outras bebidas adoçadas.
– Fast foods e outros alimetos industrializados.

Precauções e riscos relacionados com a dieta Atkins

Embora a dieta de Atkins tende a produzir um emagrecimento rápido (pelo menos inicialmente), perder peso não é tudo, afinal, sua dieta também tem que ser sustentável e realmente benéfica para o seu corpo e mente. Pesquisas sugerem que, alguém que se sente muito limitado com sua dieta, está propenso recuperar o peso eliminado e, possivelmente, até mais do que foi perdido.

Dependendo de fatores como sua história médica, idade, sexo, nível de atividade, peso corporal e disposição genética, você pode achar a dieta de Atkins muito flexível e gratificante ou difícil de seguir a longo prazo. Alguns estudos descobriram que as dietas de baixo consumo de carboidratos produzem menos fadiga, sintomas cognitivos, fome, insônia e problemas de estômago. Por outro lado, os efeitos colaterais também são possíveis em uma dieta de baixo teor de carboidratos.

Tenha em mente que a dieta dr Atkins pode causar possíveis efeitos colaterais ou piorar os sintomas de algumas condições, variando de pessoa para pessoa. Estes podem incluir:

– Fadiga ou letargia.
– Dificuldade de se exercitar devido a fraqueza ou perda de interesse em estar ativo devido ao cansaço.
– Problemas para dormir.
– Problemas digestivos, como constipação (geralmente devido à ingestão baixa de fibra).
– Indigestão devido ao consumo aumentado de gordura.
– Irritabilidade ou alterações de humor (que podem ocorrer ao reduzir a ingestão de carboidratos, que afeta os níveis de serotonina).
– Mal hálito.

Como todos os planos dietéticos, é importante praticar a autoconsciência. Preste atenção a como você se sente, sua energia, sono, humor e digestão, a fim de chegar ao nível de carboidratos em sua dieta que funcione melhor para você.

Mais informações

A dieta Atkins é uma das primeiras dietas low carb, já ajudou muitas pessoas a emagrecer e pode também te ajudar. Você só deve seguir à risca suas diretrizes para que consiga os resultados desejados. No entanto, antes de fazer qualquer dieta, é necessário procurar um especialista para fazer uma avaliação de sua saúde para saber se está apto ao plano alimentar pretendido.

Este artigo te ajudou?
  • +3 curtiram
  • -1 não curtiram