Dicas simples para treinar e melhorar o desempenho do seu cérebro

Rudney Destaque, Dicas Saúde 22-12-14 cérebro, cuidar do cérebro, saúde cerebral comentários

Se você pratica esporte para estar totalmente em forma, por que não fazer o mesmo com o seu cérebro? Hoje vamos explicar atividades simples que ajudarão a treinar e melhorar o desempenho do seu cérebro.

O exercício físico, nosso melhor aliado

Você sabia, por exemplo, que o exercício aeróbico ajuda a aumentar o número de neurônios criados todos os dias em nosso cérebro? E você sabe que o estresse diminui esse número? Portanto, esse tipo de exercício é bom em ambas as partes, pois também ajuda a diminuir o estresse.

Procurar estímulos

De acordo com especialistas, o exercício e a dieta mediterrânica influenciam muito positivamente sobre nossa saúde cerebral. Embora outros exercícios simples, como mudar a nossa rotina habitual para chegar em casa ou usar o relógio no outro braço, são muito estimulantes para o cérebro.

Exercício cardiovascular

Mas de todos os exercícios, você sabe qual é o esporte é o mais recomendado? O exercício cardiovascular, que faz nosso coração bater mais rápido, o que estimula o funcionamento do cérebro.

Televisão, a pior inimiga do cérebro

E você saberia dizer qual atividade não é aconselhável para o bom funcionamento do nosso cérebro? Se você pensar em televisão, você está certo. Em geral, as atividades passivas e rotineiras não representam nenhum estímulo ou desafio para seu cérebro.

Dicas extras

Levar uma dieta saudável e equilibrada, além de um estilo de vida saudável são atitudes muito importantes para cuidar do cérebro. E, se você pensa que são apenas alimentos considerados ruins por muitos, como verduras e legumes que fazem bem a esse órgão está enganado, o chocolate, por exemplo, tem vários benefícios para o cérebro.

É importante lembrar de cuidar do cérebro desde já, com exercícios e alimentos que estimulam nossa memória e aprendizagem. Essas são valiosas dicas para evitar algumas doenças cerebrais mais comuns como Parkinson e Alzheimer.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: