Conheça os riscos do tabagismo durante a gravidez

Davi Dicas Saúde 26-10-12 Dicas Saúde, fumar, Gravidez, Tabagismo comentários

Conheça os ríscos do tabagismo durante a gravidez

Fumar pode causar sérias complicações durante a gravidez e colocar em risco a vida do bebê. Os Centros para Prevenção e Controle de Doenças dos EUA lista estes problemas (para mãe e filho) que podem ocorrer devido ao tabagismo durante a gravidez:

– Aumento da dificuldade para engravidar.

– Aumento do risco de aborto espontâneo.

– Aumento do risco de problemas placentários, baixo peso ao nascer e parto prematuro.

– Aumento do risco de síndrome da morte súbita infantil.

– Aumento do risco de defeitos cardíacos, lábio leporino ou fenda palatina.

Por que é tão perigoso fumar durante a gravidez?

O cigarro contém mais de 4.000 substâncias tóxicas, incluindo algumas verdadeiramente perigosas como cianeto, chumbo e pelo menos 60 compostos causadores de câncer. Quando você fuma durante a gravidez, um coquetel tóxico entra na corrente sanguínea, que é a única fonte de oxigênio e nutrientes para o seu bebê. Embora nenhum desses 4.000 produtos tóxicos seja bom para seu bebê, dois compostos são especialmente danosos: nicotina e monóxido de carbono.

Estas duas substâncias toxinas são responsáveis ​​por quase todos os problemas relacionados com o cigarro que surgem durante a gravidez. As complicações mais graves, como parto prematuro e baixo peso ao nascer podem ser atribuídos ao fato de que a nicotina e monóxido de carbono trabalham em conjunto para reduzir a quantidade de oxigênio que chega ao bebê.

A nicotina reduz o oxigênio pelo estreitamento dos vasos sanguíneos em seu corpo, incluindo os do cordão umbilical. É como forçar o bebê a respirar através de um canudo estreito. Para piorar a situação, os glóbulos vermelhos que transportam moléculas de oxigênio começam a tomar o dióxido de carbono em vez de oxigênio.

Como o fumo afeta o bebê?

A falta de oxigênio pode ter efeitos devastadores sobre o crescimento e desenvolvimento do seu bebê. Em média, fumar durante a gravidez dobra as chances de que um bebê nasça prematuramente ou com peso inferior a 2,5 quilos ao nascer. Além disso, o tabagismo duplica o risco de um bebê nascer morto.

Cada cigarro fumado aumenta o risco em sua gravidez. Fumar poucos cigarros por dia é mais seguro do que fumar um pacote, mas a diferença não é tão grande quanto você pensa. O corpo de um fumador é particularmente sensível as primeiras doses de nicotina por dia, e inclusive, fumar um ou dois cigarros por dia aumenta de forma significativa o estreitamento dos vasos sanguíneos, ou seja, pode ter um enorme impacto sobre a saúde do seu bebê.

Bebês cujas mães fumaram durante a gravidez são particularmente propensos a asma, e têm o dobro ou mesmo o triplo do risco de ter a síndrome da morte súbita infantil (SIDS). Fumar durante a gravidez também pode ter efeitos permanentes sobre o cérebro seu bebê. Os bebês de mulheres grávidas que fumam são muito mais propensos a ter distúrbios de aprendizagem, problemas de comportamento ou têm coeficientes mentais particularmente baixos.

Como podemos ver, fumar durante a gravidez é algo que traz sérios problemas para a saúde da mãe e do bebe. Por isso, é muito importante parar de fumar para garantir que o bebe nasça com saúde e para evitar que a mãe fique com a saúde prejudicada.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: