Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

Quem possui problemas de asma, bronquite ou outros problemas respiratórios sabe quão incômodo pode ser querer respirar e por causa das doenças citadas acima, não conseguir. Alguns fármacos no entanto, tem a função de aliviar esses sintomas e eliminar a obstrução das vias aéreas, como o caso do Berotec.

Berotec para que serve

Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

Ele é indicado para o tratamento sintomático da crise aguda de asma e de outras doenças com constrição reversível dos brônquios, por exemplo, bronquite obstrutiva crônica.

Como ele age liberando as vias aéreas, ele é utilizado em tratamentos de casos sintomáticos que gerem desconforto ao paciente. Seu uso gera alivio na respiração e anulam efeitos de uma crise mais severa.

Esse fármaco também é indicado para prevenir o acontecimento de crises de asma após a prática de exercícios físicos, o que é comum em pessoas que possuem um desenvolvimento grave da doença.

Berotec bula

Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

Composição do Berotec – Cada ml (20 gotas) contém:

  • – Bromidrato de fenoterol …………. 5,0 mg
  • – Excipientes: cloreto de benzalcônio, edetato dissódico diidratado, cloreto de sódio, ácido clorídrico, água purificada.

Contraindicações do Berotec

  • – Cardiomiopatia obstrutiva hipertrófica, taquiarritmia, hipersensibilidade ao bromidrato de fenoterol e/ou a quaisquer outros componentes da fórmula;
  • – Como ocorre com toda farmacoterapia, Berotec somente deverá ser utilizado no 1° trimestre da gravidez sob prescrição médica estrita;
  • – O mesmo é válido no período imediatamente anterior ao parto, devido ao efeito tocolítico da substância;
  • – Outros broncodilatadores simpaticomiméticos só devem ser utilizados com solução de Berotec a 0,5% sob rigorosa supervisão médica, sendo que broncodilatadores anticolinérgicos podem ser inalados simultaneamente;
  • – Em pacientes com diabete melito descompensado, infarto do miocárdio recente, graves alterações vasculares ou cardíacas de origem orgânica, hipertireoidismo e feocromocitoma, Berotec deve ser utilizado somente após minuciosa análise de risco/benefício, sobretudo quando doses maiores que as recomendadas forem utilizadas;
  • – Em caso de dispneia aguda ou de piora rápida da dispneia (dificuldade de respiração), o médico deve ser consultado imediatamente.
  • – Uso prolongado: o uso sob demanda deve ser preferível ao uso regular.
  • – Os pacientes devem ser avaliados para a administração ou intensificação do tratamento anti-inflamatório (por exemplo, inalação de corticosteroides), a fim de controlar a inflamação das vias aéreas e prevenir os danos pulmonares a longo prazo. Se a obstrução brônquica piorar, é pouco apropriado e eventualmente perigoso simplesmente aumentar o uso de beta2-agonistas como o Berotec além da dose recomendada e por períodos de tempo prolongados;
  • – O uso regular de quantidades aumentadas de Berotec para controlar sintomas de obstrução brônquica pode significar um controle inadequado da doença. Nesta situação, o esquema terapêutico do paciente e, em particular, a adequação do tratamento anti-inflamatório, deverão ser reavaliados, a fim de prevenir uma potencial ameaça à vida pela deterioração do controle da doença.

Uso na gravidez

Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

De acordo com dados pré-clínicos combinados com experiências disponíveis em humanos não mostraram evidência de efeitos prejudiciais durante a gravidez. Todavia, devem ser observadas as precauções usuais referentes à administração de medicamentos durante a gravidez, principalmente nos três primeiros meses de gestação. Deve-se considerar o efeito inibidor do fenoterol sobre a contração uterina. Estudos pré-clínicos mostraram que o fenoterol é excretado pelo leite materno. Até o momento não está comprovada sua segurança durante a lactação.

Efeitos colaterais

Geralmente, as reações adversas desse medicamento são mais leves, mas ainda assim merecem cuidados. Normalmente os efeitos experimentados de maneira mais frequente incluem leves tremores, aumento da frequência cardíaca, palpitações e dores de cabeça.

Os efeitos secundários relacionados ao coração, inclusive, constituem uma das razões pelo qual esse medicamento é vedado para quem possui qualquer problema de coração, bem como para quem tem hipertiroidismo.

Outros sintomas podem incluir fadiga, náusea, vômito, sudorese e, em casos menos comuns, arritmia cardíaca e reações alérgicas no local de inalação.

Dependendo da condição do usuário ele também pode experimentar hipersensibilidade, tosse, irritação da garganta, espasmos musculares e até mesmo coceira no local, especialmente na região da face.

O Berotec é um medicamento importante para ajudar a tratar e conter crises relacionadas ao aparelho respiratório, especialmente crises que incluam uma obstrução dos brônquios. Seus efeitos secundários, entretanto, precisam ser levados em consideração antes do uso e, por isso, é sempre necessário consultar um médico.

Superdosagem

Sintomas
Os sintomas esperados de superdosagem são os mesmos de uma estimulação beta-adrenérgica excessiva, incluindo aumento exagerado dos efeitos farmacológicos conhecidos, ou seja, qualquer um dos descritos no item efeitos secundários, sendo os mais proeminentes a taquicardia, palpitações, tremor, alargamento da pressão de pulso, dor tipo angina, hipertensão, hipotensão, arritmias e rubor.

Tratamento
Após uso oral, lavagem gástrica. Administrar sedativos, tranquilizantes; em casos graves, medidas de tratamento intensivo. Como antídoto específico, recomendam-se bloqueadores dos beta-receptores; de preferência, bloqueadores dos beta1-receptores, entretanto, nos pacientes com asma brônquica deve-se considerar um possível aumento da obstrução brônquica e, portanto, deve-se ajustar cuidadosamente a dose.

Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco

Como usar Berotec para problemas respiratórios e contraindicações

Não possui contra indicações ou precauções especiais do uso do produto em pessoas com idade superior a 65 anos, desde que sejam seguidas as recomendações médicas, número do lote, data de fabricação e prazo de validade.

Mais informações

O Berotec é um fármaco importante para ajudar a tratar e conter crises relacionadas ao aparelho respiratório, especialmente crises que incluam uma obstrução das vias aéreas. Seus efeitos colaterais, entretanto, precisam ser levados em consideração antes de sua utilização e, por isso, é sempre necessário consultar um médico.

Sua embalagem de 20 ml (200 doses) pode ser encontrado com facilidade em farmácias de todo país em torno de 15 a 24 reais.

Este artigo te ajudou?
  • +2 curtiram
  • -1 não curtiram