Cinco estímulos intestinais para resolver prisão de ventre

Mateus Dicas Saúde 31-01-14 comentários

Já dissemos que para ajudar a controlar a prisão de ventre não é necessário comer somente somente fibras, mas existem muitos outros fatores que influenciam o ritmo de evacuação intestinal. Hoje vamos mostrar-lhe cinco estímulos intestinais intensos que ajudam a resolver a prisão de ventre.

– O amido é resistente: É um tipo de amido, que não pode ser digerida pelo organismo, por conseguinte, atua de modo semelhante como a fibra e promove o movimento do intestino. Podemos incluí-lo na dieta por sementes, batatas e legumes cozidos e frios, banana verde e outros vegetais.

Temperaturas frias: Alimentos frios e líquidos, especialmente de baixa temperatura ingerido durante o jejum, que facilmente chegam ao intestino, estimula o movimento e assim, ajudam a resolver a prisão de ventre.

Altas concentrações de açúcares simples: Um alimento muito concentrado em açúcar, como mel e geleias, tendo uma alta concentração de mono e dissacarídeos pode estimular secreções intestinais e assim, promover o movimento intestinal e a evacuação.

Fibra insolúvel: É o tipo de fibra que aumenta o volume das fezes e não é digerido, de modo que se acelera o tempo de trânsito intestinal. Podemos encontrá-la em sementes e farelo, e em menor medida, em cereais integrais.

Lactose: A ingestão de leite contendo lactose ou iogurte além deste tipo de açúcar que contém probióticos, pode ajudar a prevenir a prisão de ventre, uma vez que a lactose estimula o peristaltismo intestinal e promove a evacuação. No entanto, o efeito é menor naqueles que consomem alta freqüência lactose.

Como podemos ver, a fibra não só ajuda a resolver a prisão de ventre, mas há outros estímulos intestinais graves podem favorecer o ritmo de escape naturalmente, apenas incluí-los em nossa dieta regular.

Este Post te ajudou?
  
  • remedio para estimular as concentrações intestinais
  • estimular peristaltismo
  • lactose para estimular o intestino
  • como acelerar peristaltismo intestinal
Deixe sua opinião:
Posts Relacionados: