As graves consequências de fumar durante a gravidez

Rudney Destaque, Dicas Saúde 28-11-14 consequências de fumar, fumar na gravidez, parar de fumar comentários

Parar de fumar não é fácil. Ânsias, irritabilidade e poderoso desejo de fumar um cigarro, que muitas vezes fica realmente avassalador. Mas se há um momento em que se deve deixar o cigarro para sempre é quando se toma a decisão de ter um filho.

Embora muitas mulheres não estão plenamente conscientes, fumar durante a gravidez tem consequências negativas não só para a mãe, mas para o bebê e pode até levar a complicações durante o parto. É melhor deixá-lo para sempre, porque mesmo após o nascimento, substâncias nocivas podem ficar no leite materno e até mesmo através de tabagismo passivo pode transmitir substâncias tóxicas para bebê. Aqui vamos explicar alguns dos efeitos do tabagismo durante a gravidez.

Consequências diretas e indiretas para o bebê

Fumar durante a gravidez tem um impacto direto sobre o bebê, como um baixo peso ao nascimento e o aumento da probabilidade da criança desenvolver as mesmas doenças de fumantes, como problemas cardíacos, doenças respiratórias, como asma, bronquite e pneumonia.

Morte súbita infantil

Outra consequência do hábito de fumar durante a gravidez é que duplicam as chances do bebê morrer antes do nascimento ou durante o primeiro ano de vida, algo que se relaciona com a “morte súbita do lactente” cujas causas exatas ainda são desconhecidas.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: