20 primeiros sintomas de gravidez e o que fazer para aliviá-los

20 primeiros sintomas de gravidez e o que fazer para aliviá-los

Você está querendo saber se pode estar grávida? A única maneira de saber com certeza é fazendo um teste de gravidez. Mas há vários sintomas de gravidez que podem apontar para essa possibilidade. Aqui estão os mais comuns que podem ocorrer no início, durante ou fim de gestação.

Sintomas de gravidez

O corpo de cada mulher funciona diferente. Assim como suas experiências de gravidez. Nem toda mulher tem os mesmos sintomas ou os mesmos sintomas de uma gravidez anterior. Além disso, devido aos primeiros sintomas de gravidez muitas vezes imitarem os sintomas que você pode experimentar antes e durante a menstruação, você pode não perceber que está grávida.

A seguir, conheça alguns dos sintomas de gravidez mais comuns. Você deve saber que esses sintomas podem ser causados ​​por outras condições de saúde, além de estar grávida. Portanto, o fato de você notar alguns desses sintomas não significa necessariamente que está grávida. A única maneira de saber com certeza é com um teste de gravidez.

1 – Sangramentos e cólicas

Após a concepção, o óvulo fertilizado se prende à parede do útero. Isso pode causar um dos primeiros sintomas da gravidez, como sangramentos e cólicas. Isso é chamado de sangramento de implantação e ocorre de 6 a 12 dias após o óvulo ser fertilizado. As cólicas se assemelham a cólicas menstruais, por isso algumas mulheres confundem esse sintoma. O sangramento e as cólicas são leves.

Além de sangrar, uma mulher pode notar uma descarga branca e láctea de sua vagina. Isso está relacionado com o espessamento das paredes da vagina, que começa quase imediatamente após a concepção. O aumento do crescimento das células que revestem a vagina provoca a secreção.

Esta secreção, que pode continuar durante a gravidez, é tipicamente inofensiva e não requer tratamento. Mas se houver um mau cheiro relacionado com a descarga ou uma sensação de queimação e prurido, informe o seu médico para que eles possam verificar se você tem uma levedura ou infecção bacteriana.

2 – Alterações mamárias

As alterações mamárias são outro dos primeiros sintomas de gravidez. Os níveis hormonais de uma mulher mudam rapidamente após a concepção. Por causa das mudanças, seus seios podem tornam-se inchados ou doloridos. Além disso, eles podem parecer mais pesados, mais cheios e macios ao toque. A área ao redor dos mamilos, chamada de aréola, também pode escurecer.

Outras condições podem causar alterações nas mamas. Como as mudanças são um sintoma precoce da gravidez, tenha em mente que vai levar várias semanas para se acostumar com os novos níveis de hormônios. Mas quando isso acontece, a dor nas mamas deve diminuir.

3 – Fadiga

Sentir-se muito cansada é normal na gravidez, a partir do início. Uma mulher pode começar a sentir um cansaço inusitado, logo uma semana após a concepção. Isto está muitas vezes relacionado com um alto nível de um hormônio chamado progesterona, embora outras condições como níveis mais baixos de açúcar no sangue, menor pressão arterial e um aumento na produção de sangue, também podem contribuir.

Se a fadiga está relacionada com a gravidez, é importante descansar bastante. Comer alimentos que são ricos em proteínas e ferro pode ajudar.

4 – Náusea

A náusea logo de manhã é um sintoma de gravidez muito comum e famoso. Mas nem toda mulher grávida sente. A causa exata desse problema não é conhecida, mas os hormônios da gravidez provavelmente contribuem para este sintoma. Náusea durante a gravidez pode ocorrer a qualquer hora do dia, mas é mais comumente na parte da manhã.

Além disso, algumas mulheres sentem aversões, ou não suportam, até mesmo o cheiro de certos alimentos quando ficam grávidas. Isso também está relacionado a mudanças hormonais. O efeito pode ser tão forte que até mesmo o pensamento do que costumava ser um alimento favorito pode causar ânsia em uma mulher grávida.

É possível que a náusea, ânsias e aversões alimentares podem durar toda a gravidez. Felizmente, os sintomas diminuem para muitas mulheres em cerca de 13 ou 14 semanas de sua gravidez.

Entretanto, não se esqueça de manter uma dieta saudável para que você e seu bebê em desenvolvimento obtenham todos os nutrientes essenciais. Você pode falar com seu médico para um aconselhamento sobre isso.

5 – Períodos perdido

Um dos mais famosos sintomas de gravidez nos primeiros dias, e aquele que leva a maioria das mulheres a fazer um teste de gravidez, é um período perdido. Mas nem todos os períodos perdidos ou atrasados ​​são causados ​​pela gravidez.

Além disso, as mulheres podem experimentar algum sangramento durante a gravidez. Se você estiver grávida, pergunte ao seu médico sobre quando um sangramento é normal e quando é sinal de emergência.

Há razões, além da gravidez, que podem causar a perda de um período. Pode ser que você ganhou ou perdeu muito peso. Problemas hormonais, fadiga ou estresse são outras possibilidades.

6 – Micção frequente

Para muitas mulheres, isso começa em torno da sexta ou oitava semana após a concepção. Embora isso possa ser causado por uma infecção do trato urinário, diabetes ou excesso de diuréticos, se você estiver grávida, é mais provável devido aos níveis hormonais.

7 – Constipação intestinal

Durante a gravidez, os níveis mais elevados de progesterona podem fazer você ficar constipada. A progesterona faz com que os alimentos passem mais lentamente através dos intestinos. Para aliviar o problema, beba bastante água, faça exercícios e coma alimentos ricos em fibras.

8 – Mudanças de humor

É comum ter oscilações de humor durante a gravidez, em parte por causa de alterações hormonais que afetam neurotransmissores (mensageiros químicos no cérebro). As mulheres respondem diferentemente a essas mudanças. Algumas mães experimentam emoções intensificadas, tanto boas quanto ruins, enquanto outras se sentem mais deprimidas ou ansiosas.

Nota: Se você está se sentindo triste ou sem esperança e incapaz de lidar com suas responsabilidades diárias, ou está tendo pensamentos de se machucar, ligue para seu médico ou profissional de saúde imediatamente.

9 – Inchaço abdominal

Alterações hormonais no início da gravidez podem deixar você inchada, semelhante ao que algumas mulheres sentem pouco antes de seu período. É por isso que suas roupas podem parecer mais apertadas do que o habitual na cintura, mesmo no início quando o seu útero ainda é muito pequeno.

10 – Dor nas costas

Dor nas costas, especialmente na parte inferior das costas, é um sintoma descrito por várias mães, mesmo no início da gravidez. A dor pode ser causada por hormônios que relaxam os ligamentos nas costas, o que pode fazer com que essa região fique dolorida.

11 – Azia

A azia ou sensação de queimação durante a gravidez é um também um sintoma comum. Isso pode ser causado por mudanças físicas e hormonais. O aumento da progesterona, relaxa a válvula que separa o esôfago do estômago, e os ácidos gástricos que facilitam a digestão acabam subindo pelo esôfago, causando a sensação desconfortável de azia. Também pode ocorrer uma sensação de gosto ruim, amargo ou metálico na boca, e um aumento da salivação ou secura na boca.

12 – Manchas e acne

A acne pode estar de volta agora você está grávida. Dadas as mudanças hormonais no início da gravidez, não é nenhuma surpresa que um dos primeiros sinais possa ser um surto de acne e manchas na pele, principalmente do rosto.

13 – Tonturas

Um sintoma de gravidez precoce mais incomum, que tende a ocorrer no segundo e terceiro trimestres, é uma tontura e sensação de desmaio. Uma das causas desse problema é a diminuição da pressão arterial ou ainda uma carência de ferro no organismo, por isso, converse com seu médico.

14 – Alterações do apetite

Nas primeiras semanas de gravidez, o apetite pode ser afetado. Muitas mães descobrem que de repente estão menos famintas do que antes, às vezes porque estão se sentindo um pouco enjoadas. Em contrapartida, outras mães podem sentir um aumento voraz da fome e têm um desejo urgente de comer certos alimentos. O aumento da sede também pode ocorrer.

15 – Dores de cabeça

Embora mais comum durante a última parte do seu primeiro trimestre, as dores de cabeça podem ocorrer durante toda a gravidez. Suas causas mais comuns são devido a alterações hormonais, cansaço, congestão nasal, baixos níveis de açúcar no sangue, estresse e fome.

16 – Insônia

A insônia é algo normal durante a gestação, mas nem todas as mulheres sofrem com esse problema. Apesar de não ser conhecida a causa exata desse problema, acredita-se que alterações hormonais possam estar envolvidas, além dos problemas emocionais como estresse ou ansiedade, as frequentes idas ao banheiro a noite também podem atrapalhar seu sono. Com o passar da gravidez, o desconforto causado pelo tamanho da barriga também pode causar dificuldades para dormir.

17 – Hemorroidas

Hemorroidas podem desenvolver-se devido ao aumento do sangue em seu corpo durante a gravidez, juntamente com o aumento da pressão aos vasos sanguíneos na sua pélvis. A hemorroidas geralmente desaparece após o parto.

18 – Inchaço nas pernas e pés

As pernas inchadas durante a gravidez ocorrem devido a um aumento de sangue e líquidos nessas regiões do corpo, causados pela pressão feita pelo útero nos vasos linfáticos da região pélvica. Esse sintoma, geralmente, acontece a partir do quinto mês de gestação e acompanha a mulher até o nascimento do bebê.

19 – Infecção vaginal

Infecções vaginais são muito comuns na gravidez. Esse problema ocorre, pois na gestação, a região vaginal é rica em glicogênio, uma substância que promove o crescimento de fungos, como a Candida albicans, um fungo que vive no trato intestinal dos homens e das mulheres e quando há um aumento de sua proliferação, pode ocorrer a candidíase.

20 – Varizes

A gravidez coloca pressão extra sobre os vasos sanguíneos em suas pernas, o que pode causar varizes. Além disso, o aumento de sangue e o efeito relaxante dos hormônios sobre as veias também facilitam o surgimento dessa condição, que é mais frequente nas pernas, mas também podem ocorrer nas virilhas, região íntima da mulher e no útero.

Como aliviar os sintomas de gravidez

Agora que já conhecemos alguns dos desconfortos comuns que você pode enfrentar durante a gravidez, veja o que você pode fazer para aliviá-los:

Dor abdominal

Para aliviar dores abdominais ou cólicas descanse ou tome um banho quente. A prática de exercício físico regular também pode ajudar, mas deve ser feita somente com recomendação médica.

Dor nas costas

Para evitar ou aliar uma dor nas costas, evite ganhar muito peso com dieta adequada e exercício físico. Evite também tomar analgésicos a menos que seja necessário e recomendado por um médico. Em vez disso, use uma bolsa térmica morna para aliviar a dor. Exercícios de alongamento também e massagens são excelentes.

Além disso, você deve evitar saltos altos, permanecer muito tempo sentada ou em pé e tentar manter uma boa postura. Durma em um bom colchão e procure dormir de lado com um travesseiro entre as pernas para proporcionar algum alívio.

Desconfortos nas mamas

Use um sutiã que dê o peito um apoio adequado. Se seus seios vazam, use gases em seu sutiã. Evite estimular seus seios.

Falta de ar

Mantenha o seu ganho de peso dentro dos limites recomendados e mantenha uma boa postura, especialmente quando você está sentada. Durma preferivelmente em seu lado esquerdo e evite dormir de costas para o colchão.

Prisão de ventre

Para manter evacuações regulares, obtenha mais fibra dietética em sua alimentação. Frutas frescas, legumes, cereais integrais e frutas secas são ótimas opções. Evite usar laxantes e beba muita água durante o dia.

Tonturas e desmaios

Levante devagar quando você sair da cama. Tonturas que ocorrem quando você levanta muito rapidamente quando sentada ou deitada são chamadas de hipotensão postural. Se você se sentir tonta, sente-se imediatamente. Se você estiver em uma multidão e começar a sentir tonturas, peça ajuda a alguém e procure respirar ar fresco. Se possível, deite do seu lado esquerdo ou sente-se com a cabeça entre os joelhos.

Fadiga

Obtenha uma noite de sono completa e descanse algumas vezes ao dia. Tenha também uma boa alimentação para evitar a falta de nutrientes.

Dores de cabeça

Certifique-se de descansar o suficiente, comer regularmente e beber seis ou mais copos de água diariamente. Evite aspirina ou outros analgésicos sem recomendação médica. Em vez disso, tente técnicas de redução do estresse, como ioga ou meditação. Ou tente tomar um banho quente ou colocar uma compressa fria na testa.

Azia

Evite refeições pesadas e alimentos picantes, gordurosos, açucarados e ácidos. Uma dieta balanceada com alta quantidade de fibra e a ingestão de bastantes líquidos pode ajudar a evitar esse desconforto. Faça também pequenas refeições frequentes e evite comer em grandes quantidades. Não deite logo após uma refeição. Levante a cabeceira de sua cama alguns centímetros com um suporte estável, como blocos de madeira. Os antiácidos podem ser úteis.

Hemorroidas

Coma uma dieta rica em fibras para manter suas fezes macias, beba muita água e não segure a vontade de ir ao banheiro. Para aliviar a coceira ou dor, tente um banho de assento morno ou aplique um pacote de gelo. Os exercícios de Kegel, são projetados para fortalecer os músculos pélvicos e podem melhorar a circulação na área.

Enjoo matinal

Os enjoos e náuseas são um dos primeiros sintomas de gravidez e podem ocorrer a qualquer momento da gestação, geralmente no primeiro trimestre. Tente comer refeições frequentes e pequenas em vez de três refeições completas. Mantenha sua dieta rica em proteínas e carboidratos complexos, e baixa em doces e alimentos gordurosos. Beba bastante líquido, coma frutas e legumes frescos, que são ricos em água..

Congestão nasal

Use um vaporizador para umidificar seu quarto durante a noite. Evite descongestionantes nasais de sprays e beba muito líquido durante todo o dia.

Manchas na pele e estrias

Alterações na pele durante a gravidez geralmente desaparecem depois que o bebê nasce. Para evitar sardas ou manchas escuras em seu rosto, use um chapéu de abas largas e um filtro solar com fator de proteção de pelo menos 30 FPS diariamente.

Lubrificar a pele seca ao redor do seu abdômen com um creme hidratante pode ajudar a evitar estrias. Para as possíveis assaduras, use amido de milho em pó sob seus seios, coxas, ou onde quer que sua pele tende a irritar.

Problemas de sono e insônia

As mulheres grávidas muitas vezes experimentam noites sem sono e fadiga diurna. Durante o primeiro trimestre, frequentes idas ao banheiro podem interromper o sono. Mais tarde na gravidez, o desconforto físico pode impedir o sono profundo. Após o parto, os cuidados com o bebê ou a depressão pós-parto podem interromper o sono.

As mulheres grávidas que experimentam insônia durante a gravidez podem encontrar alívio bebendo leite morno ou tomando um banho morno antes de deitar. Exercício durante o dia pode ajudar, também. Não tome remédios para dormir, mesmo se forem feitos com ervas e plantas naturais, sem falar primeiro com seu médico.

Inchaço das pernas

Controle seu ganho de peso durante a gravidez. Para aliviar o inchaço nas pernas e tornozelos, evite ficar de pé por longos períodos. Use sapatos que se encaixam bem e deem um bom suporte. Você também pode deitar e elevar um pouco as pernas, usar meias de descanso, beber bastante água e fazer uma caminhada leve.

Infecção vaginal

Comichão vaginal e dor podem indicar uma infecção, que requer tratamento médico. Infecções fúngicas vaginais podem ser comuns na gravidez e podem desaparecer sem tratamento após o nascimento do bebê. Se houver uma descarga vermelha ou marrom ligue para o seu médico imediatamente.

Varizes

Meias ou meia-calça de compressão podem ajudar a aliviar o desconforto, além dos exercícios regulares. Levante as pernas acima do nível do quadril quando sentada, se possível. Deite-se com um travesseiro sob seus pés. Evite ficar muito tempo sentada ou em pé.

Recomendações importantes

Além de aliviar os desconfortos comuns na gravidez, existem precauções que são importantes para lembrar enquanto estiver grávida. Algumas delas são:

– Medicação: O momento mais perigoso para tomar qualquer medicação é durante o primeiro trimestre da gravidez, quando o feto está se desenvolvendo rapidamente e é mais vulnerável a lesões. Verifique sempre com seu médico antes de tomar qualquer medicamentos ou usar remédios naturais ou caseiros, incluindo medicamentos que foram prescritos antes de engravidar.

– Prevenir doenças: Várias doenças representam riscos especiais para as mulheres grávidas e para o feto, como a rubéola, a varicela, a “quinta doença” (eritema infecciosa), caxumba, citomegalovírus, clamídia, gonorreia, herpes genital, verrugas genitais, sífilis, HIV/AIDS e Zika vírus. Chame o seu médico imediatamente se você acha que foi exposta a qualquer uma destas doenças. Se possível, tome vacinas contra rubéola, varicela, caxumba e coqueluche antes da gravidez, a menos que você já teve essas doenças ou tomou as suas vacinas.

– Evite fumar: Fumar durante a gravidez aumenta os riscos de sangramento vaginal, aborto espontâneo, natimorto, nascimento prematuro, baixo peso ao nascer e outros problemas. A exposição a fumaça de cigarro de terceiros também pode ser perigoso para mulheres grávidas. Evite a exposição prolongada a poluentes ambientais da melhor forma possível.

– Cuidado com produtos químicos: Evite respirar ou tocar produtos químicos para limpeza doméstica, além de tintas e inseticidas.

– Cuidados com quedas: Tenha cuidado para caminhar e sair do chuveiro ou banheira para evitar quedas.

– Exercícios físicos: Verifique com seu médico sobre exercícios físicos seguros. Certas atividades não devem ser realizadas durante a gravidez.

– Sexo: A maioria dos casais é capaz de ter relações sexuais até perto do momento do nascimento. Confira com seu médico sobre a conveniência de relações sexuais se você tem um histórico de aborto espontâneo ou parto prematuro, qualquer infecção ou sangramento, se a placenta está em uma posição anormal (conhecida como placenta prévia), ou durante o último trimestre se você está carregando múltiplos bebês. Se você desenvolver dores ou cólicas abdominais que continuam ou pioram por mais de uma hora após ter relações sexuais, ligue para o seu médico, porque o colo do útero pode estar dilatado.

– Evite fazer raios-X desnecessários: Se você deve fazer uma radiografia, certifique-se de informar o médico ou o técnico que você está grávida.

– Não fique em lugares muito quentes: Evite se exercitar em clima quente e fique fora de banheiras quentes, saunas e banheiras de hidromassagem.

– Converse com seu médico: Se tiver febre ou infecção, contate o seu médico antes de se tratar. O Tylenol geralmente é seguro tomar durante a gravidez, mas sem exageros e com orientação médica.

Mais informações

A gravidez traz mudanças no corpo da mulher. Uma mulher grávida pode ter todos esses sintomas, ou talvez apenas um ou dois. Se algum destes sintomas tornar-se incômodo, converse com seu médico sobre outras maneiras que você possa aliviá-los.

Este artigo te ajudou?
  • +3 curtiram
  • -2 não curtiram