10 alimentos que ajudam a combater a doença de Alzheimer e demência

Rudney Doenças 27-10-16 Alzheimer, demencia, Doença de alzheimer, Mal de Alzheimer comentários

Prevê-se que, até 2030, 20% das pessoas acima de 65 anos terão demência ou doença de Alzheimer, os primeiros sintomas são depressão, confusão e esquecimento. A demência não é uma doença, mas um termo geral que descreve a perda da função cerebral. Existem muitos tipos de demência, como a doença de Alzheimer, que é a forma mais comum, que afeta mais de 35 milhões de pessoas em todo o mundo.

A demência é progressiva, e inicia-se quando as células do cérebro são danificadas. Uma vez que as células não podem se comunicar umas com as outras, o corpo não pode funcionar corretamente. A nutrição adequada é importante para manter o corpo forte e saudável, assim como fornece nutrientes essenciais para nosso cérebro funcionar bem. Para uma pessoa com doença de Alzheimer ou demência, a má nutrição pode aumentar os sintomas comportamentais.

Alimentos para combater o Alzheimer e demência

1 – Cúrcuma

Um estudo mostrou que a curcumina, presente na cúrcuma, é uma substância eficaz que remove placas de proteína no cérebro. As placas no cérebro contribuem para a degradação de células cerebrais e levam à doença de Alzheimer.

2 – Azeite de oliva extra virgem

Ele contém uma substância chamada oleocanthal que ajuda a aumentar a produção de proteínas chaves e enzimas que ajudam a quebrar as placas beta-amiloide associadas com o mal de Alzheimer.

3 – Frutas vermelhas

Estas frutas contêm antocianina que protege o cérebro dos danos causados ​​pelos radicais livres. Eles também têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, e contêm grande quantidade de vitamina C e E.

4 – Espinafre

O espinafre é rico em um antioxidante chamado luteína, que contribui para proteger contra o declínio cognitivo. De acordo com um estudo feito na Austrália, que envolveu mais de 200 mulheres, comer alimentos ricos em vitamina B6 e folato (ambos encontrados no espinafre) pode ajudar a melhorar a sua memória de curto prazo e a capacidade mental.

5 – Brócolis

O brócolis contém dois nutrientes que podem ajudar a melhorar a função cerebral. A vitamina K, ajuda a reforçar as capacidades cognitivas, e a colina, contribui para melhorar a memória. Ele também inclui uma porção considerável de ácido fólico, que pode ajudar a evitar a doença de Alzheimer.

6 – Nozes

As nozes são repletas de anti-inflamatórios naturais, e são uma fonte boa de ácido alfa-linolênico (ALA). Essa substância promove o fluxo de sangue, que por sua vez permite a entrega eficiente de oxigênio para o cérebro.

7 – Peixes oleosos

De acordo estudos, consumir uma média de três porções de peixes oleosos, tais como o salmão, sardinha e arenque, por semana, pode ajudar a reduzir em quase 50% o risco de doença de Alzheimer e demência, isso ocorre porque eles são ricos em ácidos graxos ômega 3, que ajuda o cérebro a ficar em forma.

8 – Vegetais de folhas verdes

Os vegetais, especialmente os de folhas verdes, como espinafre, couve, e vegetais crucíferos, como brócolis e couve flor, têm sido fortemente associados a níveis mais baixos de declínio cognitivo em idades avançadas, de acordo com um estudo na revista Annals of Neurology.

9 – Café e chocolate

Estudos recentes mostraram que a cafeína do café e do chocolate preto, pode ser utilizada como agente terapêutico contra a doença de Alzheimer e a demência. A cafeína e os antioxidantes destes dois alimentos podem ajudar a combater a perda de memória relacionada com a idade.

10 – Óleo de coco extra virgem prensado a frio

É um óleo saudável para o coração, que é livre de colesterol e gorduras trans, e aumenta as cetonas. O óleo de coco tem sido mostrado para melhorar o uso da insulina pelo corpo, aumentar o HDL (colesterol bom), melhorar a função da tireoide e agir como um antioxidante e antibiótico natural.

Mais informações

Existem várias outras maneiras de manter o cérebro ativo e tentar prevenir esses problemas, para isso, você deve manter uma prática regular de exercícios físicos, manter um peso saudável, dormir bem todas as noites, controlar o estresse e tentar estimular sua mente, como aprender a falar outras línguas, viajar ou aprender a tocar um instrumento.

Este Post te ajudou?
  
    Deixe sua opinião:
    Posts Relacionados: